Brechando em SP

Guia para quem vai a SP pela primeira vez na vida...e Sozinha!

BrechandoemSP
Compartilhe:

Criolo deveria está muito puto quando escreveu a “Não existe amor em SP”. Todas as minhas impressões da cidade eram baseadas na música que falam das cores, dos prédios e a desigualdade gritam esporadicamente. Não é por menos, eu percebi a grandiosidade da cidade apenas descendo do Aeroporto de Congonhas quando vi aquela verde do alto saindo e vendo prédios, asfalto, transporte e tudo que via em filmes sobre cidade grande. Grande seria eufemismo, ela é gigante. Não é por menos, ela tem 11 milhões de habitantes. Pesquisei no Wikipédia que ela é maior que a cidade de Los Angeles. Ficava pensando: “Como é que uns jornalistas animais gritam na CBN que isso é melhor que os EUA?”. 

Eu tinha 14 anos quando ganhei de presente de 15 anos uma viagem para conhecer os parques da Flórida, a cidade era realmente enorme. As rodovias gigantes e todas decoradas, os carros pareciam Hot Wheels em tamanho real. Mas, eu não achei a menor graça quando finalmente cheguei na cidade. Era normal, só tinha lojas de grifes e tinha as mesmas características de Recife, que na minha época era a maior referência de cidade grande. 

Quase 15 anos depois, eu tinha visitado mais outras capitais gigantes do país. Fui ao Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza e finalmente cheguei à São Paulo. Inicialmente para fazer um curso de Marketing Digital Avançado da ESPM, mas seria difícil conciliar o hotel office, turistar e estudar as novas técnicas de divulgação de produtos. 

Mas, eu consegui!

E o melhor…Consegui viajar sozinha. Ser mulher em um país extremamente machista e conseguir conhecer lugares incríveis numa cidade totalmente desconhecida é possível. Foi a minha primeira viagem que fiz sem algum amigo, namorado ou parente por perto.

Mulherdada, se vai viajar sozinha, leia este post até o final. E veja minhas dicas, clicando em aba por aba para ficar mais organizado!

Agora que te dei uma boa introdução de como conhecer São Paulo sozinha, compartilhe este texto para mais pessoas. 

Acompanhe que vai ter outros posts falando sobre a minha viagem!