Septo ganha no voto popular como melhor série do Festival de Buenos Aires

Artistas Potiguares Cidades Cinema
Compartilhe:

Após uma incansável campanha nas redes sociais, a websérie Septo conseguiu vencer em voto popular a categoria de Melhor Webserie no Buenos Aires Web Fest. A premiação aconteceu na noite desta quinta-feira (24). Uma boa notícia para a produção audiovisual. A série digital foi filmada através de financiamento coletivo. Esta é a primeira série produzida no Rio Grande do Norte de forma independente e cada episódio teve oito minutos de duração. Além da página Brasileiríssimos, a série é uma realização da Marmota Filmes em coprodução com o Coletivo Caboré Audiovisual.

A série fala da vida da natalense Jéssica, uma garota que é triatleta de sucesso, possui um piercing no septo e tem uma vida bastante regrada pelo pai, que controla toda a vida dela, por sinal. Por isso, a Jéssica está entediada e em busca de achar novas atividades, apesar da sua carreira bem sucedida.

Do outro lado tem a Lua, instrutora de surf numa organização não-governamental (ONG) para crianças e terminou um relacionamento sério, devido às divergências de ideias. Neste primeiro episódio narra o encontro das duas. E a medida que os episódios estão avançando, eles mostram o crescimento desta história de amor. A direção geral ficou por conta da produtora Pipa Dantas. Os diretores de cada episódio da primeira temporada foram: Vitória Real, Victor Ciriaco, André Santos, Tereza Duarte e Helio Ronyvon. Os roteiros foram escritos de forma colaborativa por Alice Carvalho (que interpreta a personagem principal), Aureliano Medeiros e Frank Aleixo.

A protagonista Alice Carvalho esteve em Buenos Aires para acompanhar de perto o BAWF. A equipe da página Proposta acompanhou a entrega que podia ser vista via streamming. No palco do Festival, ela aceitou o prêmio e dedicou a conquista a Natal de forma bastante inesperada: “Seus galados, muito obrigada! A todos os que estão assistindo em Natal, de verdade, é nosso!”. Ela também destacou a importância do projeto em pautar a diversidade. “Nós temos muitos fãs porque a gente fala de representatividade, a gente fala de empoderar a mulher, e isso é incrível para mim. Fora Temer e muito obrigada!”, concluiu.

Das 500 webséries inscritas do mundo inteiro para o festival, apenas 30 foram selecionadas. Septo foi a única série brasileira a entrar no festival, no qual irá competir com produções de Nova Zelândia, Argentina, França, Espanha, Alemanha, Canadá, Líbano, México e Bélgica.

Na manhã desta sexta-feira (25), a equipe do Septo tirou foto do prêmio e colocaram esta postagem a seguir:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.