O que fazer com 50 reais no Alecrim?

O Alecrim é um bairro a zona Leste conhecido por ter diversas lojas com preços acessíveis. É um grande shopping a céu aberto, onde encontra desde uma simples roupa para sair com os amigos até aqueles coturnos usados nas forças armadas. O mais legal é que numa rua do bairro existe apenas lojas de eletrônicos e numa outra apenas artigos para bebês, parecendo aquelas seções de supermercados.

Foto: Portal do Turismo

Então, o Brechando fez uma enquete para saber: O que fazer com apenas 50 reais no Alecrim? O resultado pode ser conferido a seguir:

57,1 % dos entrevistados contaram que consegue comprar cinco ou mais objetos com 50 reais no Alecrim.

Foto: Tribuna do Norte

Enquanto 21,4% disseram que só consegue apenas dois.

Foto: Alex Régis/Tribuna do Norte

Alguns admitiram que vão ao Alecrim com o objetivo específico, mas no final acabam comprando mais coisas que deviam

via GIPHY

Uma das entrevistadas definiu o Alecrim como o Google de Natal: Se você for lá e não encontrar o objeto desejado no bairro, porque ele não existe na cidade

via GIPHY

No sábado, dia da feira do Alecrim, alguns admitiram que fazem uma compra inteira na sua casa com apenas 50 reais

Com 50 reais na Feira do Alecrim, você consegue fazer uma boa caranguejada (Tente encomendar isso em um restaurante e o custo será o dobro ou triplo)

Aqui segue uma lista do que comprar com 50 reais:

1) Conjunto de lingeries e velas para massagem (kit completo para uma noite safadinha)

2) Eletrônicos

3) Bijuterias e maquiagens

4) Carregador e capinha de celular

5) Bola de futebol

6) Tapete

7) Decorações para casa

8) Vestido por menos de 100 reais (milagre hoje em dia!)

9) Duas sapatilhas

10) Baqueta de Bateria

11) Solda

12) Fios

13) Artigos para carro

14) Material escolar

15) Um kit completo para melhorar o cabelo (Shampoo+Condicionador+Creme para Pentear+Máscara para hidratação)

16) Bolsas

Enfim, você consegue muita coisa por Alecrim custando menos de 50 reais, só andar, pesquisar as lojas ou olhar o camelódromo. Utilize este texto como guia. Vai dar certo!

Cooperativa Cultural faz 40 anos com um grande evento na semana que vem

A Cooperativa Cultural é uma incrível livraria que fica no Centro de Convivência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal. Lá tem uma grande variedade de livros (tem desde best-sellers até os raros livros universitários) e é um dos lugares mais legais da cidade para conversar sobre qualquer tipo de assunto.

Na semana que vem, o espaço completa 40 anos, com direito a apresentação do Jerimum Jazz e vai fazer um grande evento para comemorar este feito, pois é difícil manter um espaço cultural em Natal, principalmente uma livraria.

Nesta semana terá o relançamento do livro “Encouramento e Arreios do Vaqueiro do Seridó”, de Oswaldo Lamartine; apresentações da Big Band Jerimum Jazz e do Grupo Gaia de Dança da UFRN; professores participando de mesas redondas sobre a escrita; sobre ler mulheres; sobre ficção ultrarrealista, dentre dezenas de outras atividades.

O evento acontecerá na próxima semana, entre os dias 4 e 7 de abril. Aberto ao público em geral.

A Feira faz parte das comemorações dos 40 anos da livraria que é a única no Brasil que sobreviveu no segmento de cooperativa, e também é a única na cidade que resistiu ao fechamento ou à pasteurização de estabelecimentos semelhantes instalados em shoppings.

A Cooperativa Cultural Universitária abriu uma filial na UERN de Mossoró em janeiro dese ano e agora se prepara para fazer uma ampla celebração pela chegada dos seus 40 anos.

A coordenação geral da Feira é do Conselheiro, José Correia Torres Neto, e aceitaram o convite para participar do evento as seguintes editoras e sebos: Editora Jovens Escribas; Editora CJA; Editora Sebo vermelho; Sebo Cata Livros; Sebo Lisboa; Sebo Magno e Cooperativa.

Confira a programação completa a seguir:

Terça – 4 de abril

9h30 – Mesa Redonda: Escrita acadêmica e literária

Convidados: Profa. Sandra Erickson, Prof. Durval Muniz e Profa. Tânia Lima

11h – Lançamento

Encouramento e Arreios do Vaqueiro no Seridó – Oswaldo Lamartine de Farias

Quarta – 5 de abril

9h30 – Mesa Redonda: Leia Mulheres

Convidados: Maíra Dal’mas, Alice Carvalho e Maria Luiza Chacon

11h – Lançamento

Novos Contos Potiguares, Organização de Thiago Jefferson Galdino

Quinta – 6 de abril

9h30 – Mesa Redonda:

Escrever a Cidade – a ficção ultrarrealista

Convidados: Carlos Fialho, Pablo Capistrano e Márcio Benjamin

11h – Lançamento

Holandeses no Seridó colonial? – Olavo de Medeiros Filho

18h – Lançamento com Sessão de autógrafos:

Fé versus razão ou fé mais razão?

O prisma social da Bíblia

Ambos de Francisco Canindé dos Santos

Sexta 7 de abril

11h – Lançamento

A geografia do Cangaço – Paulo Medeiros Gastão, com sessão de autógrafos

18h – Coletânea Literatura Brasilis – Colección Potiguar (bilíngue espanhol/português) – Organizador Aluísio Azevedo Júnior, com sessão de autógrafos.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DA FEIRA REALIZADA PELO NAC

 Terça –

    11h30 às 12h30 – Antoanet (voz e violão)

    17h às 18h –  Abner e Juninho (voz e violão)

    18h30 – Exibição de curtas, Galeria Conviv’art;

Quarta –

        17h às 18h – Gaya Dança Contemporânea  / Banda Braille Ponto Positivo

 

Quinta feira

    11h30 às 12h30 – Grupo Potibones

    17h às 18h – Sarau Poético com discentes de Letras  / Poesia Itinerante

    18h30 – Exibição de curtas, Galeria Conviv’art;

Sexta feira (07/04)

    11h30 às 12h30 – Big Band Jerimum Jazz

    17h às 18h – Grupo de Dança da UFRN  / Grupo Musical Acorde

Neste fim de semana, Jacy volta às terras potiguares em mais nova temporada

Jacy está novamente nas terras potiguares, após uma bem sucedida temporada em São Paulo, conforme falamos neste texto do Brechando.  Neste fim de semana (1 e 2) e os de abril, eles vão fazer uma série de apresentações na Casa da Ribeira para comemorar os 10 anos do grupo Carmin.

O grupo comemora esta fase de sucesso, visto que eles reconhecem a dificuldade de fazer teatro nas terras potiguares, no qual os patrocínios são feitos a partir de editais ou batendo de porta em porta dos empresários. Eles só conseguiram duas vezes contemplação no edital, um nacional em 2012 para a montagem de Jacy (Myriam Muniz) e outra do Sesc RN em 2015 para o Por Que Paris?.

Voltando para Jacy, a peça veio por acaso, quando os atores acharam uma frasqueira abandonada na Hermes da Fonseca. Ela reconta a história real de uma mulher nascida em 1920 que na década de 1940, durante a 2ª Guerra, se apaixonou por um capitão americano; na década de 1960-70 atravessou a ditadura no coração político do Brasil e terminou seus dias, na primeira década dos anos 2000, sozinha, em Natal.

A História de Jacy em formato de peça foi escrita pelos filósofos Iracema Macedo e Pablo Capistrano, com dramaturgia de Pablo Capistrano e Henrique Fontes, que também assina a direção em uma montagem compartilhada com a atriz Quitéria Kelly, o cineasta Pedro Fiuza e o produtor Daniel Torres. O processo de Investigação para criação da peça revelou fatos que arrepiaram seus criadores.

Coincidências como o fato de Jacy ter tido seu primeiro emprego na mesma rua da Casa da Ribeira (rua Frei Miguelinho, na Ribeira).

Durante a peça, a ficção se mistura com a realidade, quando utilizam audiovisual e luzes como cenário para contar a vida da idosa, que morreu vivendo uma vida solitária.

Segundo dados do censo 2010 do IBGE, a população de idosos no Nordeste, por exemplo, cresceu de 5,1% em 1991 para 7,2% em 2010. Segundo a Fundação Perseu Abramo, responsável pela pesquisa que investiga o crescimento e a qualidade de vida dos idosos no Brasil, esse crescimento saltará de 8% para 16% ao ano, nos próximos 25 anos.

Assim, Jacy representa a vida de muitos que envelhecem e tem suas histórias jogadas, literalmente, no lixo. Ao mesmo tempo, ela relata o descaso da sociedade com os mais velhos e com o próprio destino das cidades que também envelhecem e que, em muitos aspectos, são abandonadas.

Além de SP, a peça circulou por 18 estados brasileiros e foi eleita pelo Estadão como uma das 10 melhores peças do Brasil.  Além disso, foi vista por figuras ilustres do teatro e da música como o diretor Antunes Filho, o ator Gero Camilo e o músico Chico César.

As comemorações não vão parar apenas com a apresentação de Jacy, pohaverá a estreia da peça nova “A Invenção do Nordeste”, exposição da história do Grupo e lançamento de livro com toda sua dramaturgia. 

Veja o teaser da peça a seguir:

SERVIÇO:

O que: JACY – 10 Grupo Carmin

Quando: Entre os dias 01 e 30/04, Sáb. e Dom. às 20h

Quanto: R$ 20,00 (antecipado para todos até dia 31/03 – limite de 100 ingressos por dia);  R$ 40,00 (inteira).

Onde: Casa da Ribeira (Rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira. Fone: 3211-7710)

Venda de ingressos: Bilheteria da Casa (3211-7710 à tarde) ou online no www.sympla.com.br/casadaribeira

 

Show de Humberto Gessinger está com os ingressos esgotados

“Mãe, eu comprei uma guitarra elétrica…”. Quem conseguiu os ingressos para o show do Humberto Gessinger antecipadamente teve sorte. Quem comprou, comprou. Quem não comprou, não compra mais, visto que todos foram esgotados, faltando 30 dias de evento, segundo a Viva Promoções, organizadora do evento. O eterno vocalista do Engenheiros do Hawaii é um dos shows mais esperados na capital potiguar, conforme falamos no Brechando.

“Foi um verdadeiro fenômeno de bilheteria. Não esperávamos tudo isso”, afirmou Jarbas Filho,  diretor da Viva Promoções, que assina a produção local do show no release enviado para imprensa.

O show está marcado para acontecer no dia 28 de abril, no Teatro Riachuelo, que fica no terceiro piso do shopping Midway. Vocalista, baixista, pianista, guitarrista, gaitista, violonista, acordeonista e escritor, Gessinger é considerado um dos artistas mais completos da atualidade. Lider da Engenheiros do Hawaii, está em turnê solo, intitulada ‘Desde Aquele Dia’ em homenagem aos 30 anos do disco “A Revolta dos Dândis”.

Foi lá que surgiu o “Infinita Highway”, “Terra de Gigantes” e “Refrão de Bolero”. Além disso, ele vai tocar parte do seu trabalho solo.

SERVIÇO: HUMBERTO GESSINGER, “DESDE AQUELE DIA”
Realização: Viva Promoções
Data: Sexta, 28 de abril de 2017
Hora: A partir das 21 horas
Local: Teatro Riachuelo