Cinco comidinhas que temos saudades de comer

Nove horas da manhã. Momento para o recreio. O que tinha de bagana para comer? Nos anos 90/2000 eram as comidinhas que você adorava, mesmo que pudesse engordar ou provocar cáries nos dentes. Aqui listamos cinco comidinhas que não existem mais ou são raras de vender.

Pirulito Zorro

Pirulito Zorro era muito bom, tinha sabor caramelo. Numa festa infantil, era o primeiro doce que degustava, mas depois dos anos 2000 sumiu das prateleiras dos supermercados e lojas especializadas em doce. O que aconteceu? O pirulito era fabricado pela Campineira, conhecida por produzir balas e biscoitos. Entretanto, a fábrica foi vendida pela Danone, que deixou de produzir esta maravilha.

Chocolate Surpresa

Além de ser gostoso, a gente adorava colecionar os cartões. Lançada originalmente na França e posteriormente no Brasil, mais precisamente no ano de 1983. Destacava-se pelo fato de trazer sempre um cromo colorido, geralmente com temas da natureza, contendo uma ficha com detalhes de diversos animais, como o nome popular, família, nome científico, habitat, hábitos alimentares, reprodução e particularidades.

Depois, eles deram uma variada e fizeram outras coleções, como os personagens do canal Cartoon Network. Hoje, os cartões e álbuns estão disponíveis no Mercado Livre.

Calma, ele vai voltar como ovo de páscoa.

Chocolate Guarda-Chuva

Outro item que não podia faltar na lancheira das crianças na escola ou na festa infantil. O chocolate em forma de guarda-chuva. Eu era a criança que utilizava o cabo do guarda-chuva se transformar em bengala para os meus brinquedos. Ele ainda é fabricado e pode ser encontrado em algumas lojas.

Frutilly de Brigadeiro

O Frutilly é uma das linhas infantis da Kibon e tinha vários sabores, como flocos, tutti-frutti, morango e o de chocolate. Por fora era aquele chocolate com granulado e por dentro aquele recheio clássico de creme. Hoje, só vendem o sabor morango.

Chiclete de ovinho

Hoje ainda vende, mas eles ficaram muitos famosos na década de 90. Cada cor de chiclete tinha um sabor diferente. A criançada adorava. Ele surgiu numa época que veio o Kinder Ovo e outras guloseimas que utilizavam o ovo como uma caixa surpresa, onde as crianças tinham que abrir para pegar brindes. Eles são mais fáceis de comprar e várias fábricas lhe produzem.

Daniel GetUp precisa de ajuda para tocar no Lollapalooza

Após o Far From Alaska ter sido chamado para tocar no Lollapalooza de 2015, agora um outro artista potiguar tem chances de ir ao um dos maiores festivais que passam pelo Brasil. O cantor Daniel GetUp está participando de um  processo é através de votação pública. O jornalista Sérgio Vilar já deu a sua força e agora é a minha vez. Como faz para votar? Primeiramente, clique neste link. Ao abrir a página você procura a imagem de Daniel do lado direito com os dizeres para logar pelo face. Você clica e, logo depois, volta à mesma imagem para votar. A votação segue até às 23h59 desta sexta-feira (3).

No carnaval, ele lançou esta música aqui:

Daniel GetUP publicou em 2016 o primeiro álbum, chamado ‘Caindo e Levantando, que mescla ritmos com versatilidade e apresenta poesias musicadas, mensagens positivas, metáforas fustigantes em batidas dançantes, além de questionamentos políticos e sociais. Daniel traz a proposta de rap com banda e apresenta um disco autêntico, orgânico e progressista com letras inteligentes e envolventes que fustigam a mente para a reflexão sobre caráter e conduta.

Entre suas principais influências estão Criolo, Gabriel o Pensador, Mato Seco, Charlie Brown Jr., Rael, Sublime e outros artistas que surgiram no final dos 90 e início dos 2000. Foi vencedor de três prêmios Hangar (clipe do ano e linguagens urbanos em 2016 e 2015).

A promoção faz parte da rádio 89 FM de São Paulo, conhecida nacionalmente por ser a rádio do rock, mas também abriga outros estilos alternativos. A intenção é estimular a participação de bandas novas, além de fornecer oportunidades.

Serão classificadas 50 bandas, cuja seleção será realizada através de uma votação na plataforma online da seção do “Temos Vagas – Lollapalooza”. O resultado da votação será publicado às 00h do dia 05/03/2017. Ou seja, na madrugada de sábado para domingo.  As 50 bandas mais votadas serão analisadas por uma comissão julgadora composta pela rádio 89FM e pela Time for Fun. O resultado oficial será divulgado no dia 10/03/2017 às 18h.

O conteúdo do artista também pode ser escutado no Spotify.

 

 

Alguém fez uma montagem com Natalcap tirando sarro com as chuvas desta quinta-feira

Os noticiários desta quinta-feira (2) não parava de falar de um determinado assunto: as chuvas que aconteceram em Natal. De acordo com a Emparn (Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN), apontou que choveu 73,5 mm em Natal e mais 70 cidades do interior do Rio Grande do Norte. Apesar de não ser a maior chuva que aconteceu em Natal, houve registros de alagamentos em diversos pontos da cidade e várias crateras surgiram, causando um trânsito intenso para quem vinha ao trabalho ou retornava para as suas casas. Por causa disso, está circulando na internet uma montagem dizendo que o próximo Natalcap vai premiar lanchas. Confira:

O  nome de Rosalba Ciarlini ainda está como governadora colocado na cartela e a data está como 2014. Quer ganhar uma jet-ski para andar nas ruas de Natal quando estiver alagado? Seria muito legal!

Para quem não sabe, o Natalcap é tipo uma Tele Sena, um título de capitalização, no qual o consumidor compra uma cartela nas bancas ou pontos de vendas existentes na rua. No dia do sorteio, que é transmitido pela TV Ponta Negra, em Natal, os apresentadores anunciam os números. Se esses estão na cartela, parabéns, você vai ganhar um prêmio, que pode ser um carro novo (modelo popular ou não) ou uma casa. Pode participar gente do estado todo.

Prédio da Câmara Municipal foi o começo do curso de Serviço Social

O nome do prédio aonde fica a Câmara Municipal se chama Palácio Frei Miguelinho, que já contamos um pouco da história dele no blog. Mas, agora vamos contar a história do local e das mudanças que aconteceram, visto que o prédio foi a primeira sede do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Inicialmente, o curso recebeu o nome de Escola de Serviço Social de Natal, criada em 02 de junho de 1945, por iniciativa da Juventude Feminina Católica Brasileira de Natal (JFCBN), sendo a sétima Escola de Serviço Social fundada no Brasil e a segunda da Região Nordeste. Por ocasião da criação da Escola, o currículo adotado foi o mesmo modelo de currículo de São Paulo e Rio de Janeiro, que, por sua vez, recebiam influência direta das Escolas de Serviço Social da Europa Gouveia.

Em 1950, a Escola de Serviço Social de Natal filiou-se à UCISS (União Católica Internacional de Serviço Social), com sede na Bélgica, embora, ao mesmo tempo, tenha se filiado à União Pan-Americana de Serviço Social, com sede em Washington, mostrando assim que, mesmo se filosoficamente estava ligada ao Catolicismo, era influenciada também pela perspectiva norte-americana e suas preocupações com a competência técnica.

Palácio quando ainda funcionava a Escola de Serviço Social

Com a Lei 1889/53, instituiu-se o ensino de Serviço Social como de Nível Superior (regulamentada pelo Decreto 35.311, de 02/04/1954). O Decreto 35.311 trouxe grandes transformações na estrutura e no funcionamento da Escola. Desapareceu o cargo de Diretor-Presidente, que era ocupado por D. Nivaldo Monte, Assistente Eclesiástico da JFCBN e passou a se exigir o vestibular com provas de português, história e uma Língua Estrangeira.

Sua agregação à Universidade Federal do Rio Grande do Norte se deu através da Lei Estadual no 2307, de 25/06/1958, mantendo-se na situação de agregada, mesmo quando se deu a federalização da Universidade em 1960. Pelo Decreto no 997, de 21/10/1969, foi incorporada à UFRN, passando a integrar o CCSA (Centro de Ciências Sociais Aplicadas). Com a implantação da Reforma Universitária, durante o Regime Militar, a Escola de Serviço Social transformou-se em Departamento de Serviço Social em 1974, através da Resolução 02/74.

Na década de 70, o colégio saiu do palácio e entrou para o campus universitário. Então entra a história de como a Câmara Municipal se instalou no local. Durante o governo de Getúlio Vargas, a Câmara Municipal foi dissolvida. Em Natal, a Câmara voltou as atividades em 5 de junho de 1948.

Durante a segunda metade do século XX, a sede física da Câmara foi alterada diversas vezes, chegando a passar até pelo então Teatro Carlos Gomes. Apenas em 1975, a Câmara Municipal de Natal se instalou definitivamente no Palácio Padre Miguelinho.