Dia das Mães: O que as mães não gostam de escutar das pessoas

Amanhã é o Dia das Mães. Não se sabe a origem exata da data, mas no Brasil é considerada a melhor data para o comércio depois do Natal, uma vez que os filhos gastam mesmo para demonstrar o amor pela mãe. Existem muitas histórias e tradições sobre o dia das mães. As mais antigas remontam às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses.

A história do dia das mães tem origens e datas distintas, no Brasil, atualmente o Dia da Mãe é no 2º Domingo de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de Cristo.

Nesse período, muitos falam a parte glamourosa de ser mãe, mas esquece que criar um ser humano não é uma tarefa fácil, principalmente ser um guia para aquela criança tem de se adaptar no mundo. Por isso, vem muita gente que quer se intrometer na educação alheia e muitas tem que aguentar o tranco sozinha, pois são mãe solo. Não sabe este significado? Veja Hel Mother.

Uma das práticas mais famosas é o Mother Shaming, o que ser isso? É algo como “envergonhando a mãe”, em livre tradução, que nada mais é do que o velho “julgamento materno”. Ou seja, pessoas que estão prontas para atirar todas as suas pedras ao que consideram um deslize da mãe em relação à educação dos filhos. Eu não sou mãe, mas já vi isso diversas vezes.

Com a ajudinha das mães amigas e parceiras (Obrigada, meninas), eu listei 10 coisas que elas não gostam.

1) Ainda Mama?

via GIPHY

2) Meu colo é melhor do que o da sua mãe.

via GIPHY

3) Essa criança não tá com frio ?

via GIPHY

4) Ela ainda não anda? A minha andou com 2 meses de vida.

via GIPHY

5) Não dê colo, deixa ela chorar, vai ficar mimada.

via GIPHY

6) Tem que dar palmada, senão não aprende.

via GIPHY

7) Você é muito rígida com esses meninos.

via GIPHY

8) Vou tirar você da sua mãe.

via GIPHY

9) Ele já come tudo?

via GIPHY

10) Você dá chupeta para ele?

via GIPHY

Não façam o Mother Shamming! Feliz Dia das Mães!

Quem faz a página do Todo Natalense?

Você já ouviu sobre Goku Natalense, Hulk de Natal, mistério do ônibus 01 e dentre outras coisas bizarras de Natal pela página Todo Natalense, conhecida por mostrar a cidade do jeito mais bem humorado possível.

Atualmente, a página tem mais de 200 mil curtidas no Facebook, além de ter um próprio blog e um canal do You Tube. Mas, quem faz a página? O Brechando entrevistou o Mateus, um dos criadores de todas piadas sobre natalenses que você espalha pelas ruas, confira o bate-papo a seguir:

Quando você criou?

A página foi criada em Dezembro de 2011. Eu era viciado em twitter, passava boa parte do meu dia criando conteúdo para lá em minha conta pessoal, um dia criei a hastag “TodoNatalense” e comecei a tuitar. A tag chegou a ser a mais comentada entre os tuiteiros de Natal… também acompanhava o trabalho do Pinta Natalense e gostava muito, o Facebook na época era uma rede social ainda se popularizando na cidade e decidi criar a página.

Esperava que tivesse tantos seguidores?

Não esperava tudo isso, mas esperava alguma coisa (risos). Minhas primeiras postagens foram muito bem aceitas e na época o Facebook não tinha restrição de conteúdo. Teve uma postagem, onde eu descrevia a palavra “GALADO” de forma bem humorada que alcançou 5.000 compartilhamentos. Se hoje já é um número significativo, em 2011 isso significava quase o triplo do que é hoje e na primeira semana a página chegou aos 10 mil seguidores.

Como você elabora o conteúdo da página?

Tudo passou a ser mais ‘complicado’ com o sucesso da página, por incrível que pareça. Antes tinha o público mais jovem, com o tempo as coisas foram mudando e fui alcançando outros públicos. Passei um longo período com um gigantesco bloqueio mental pra conseguir criar um conteúdo que agradasse gregos e troianos, os métodos que eu utilizava em 2011/2012 não eram mais bem aceitos e eu sofria sérias críticas dos seguidores, tive que me reciclar e isso foi muito difícil, ou melhor, está sendo. O conteúdo normalmente é elaborado nas madrugadas, quando normalmente minha mente funciona melhor; também tem os links do blog (hoje grande parte do conteúdo); tem a parte colaborativa, conteúdo que o pessoal me envia e eu posto; e as fotos turísticas da cidade que pego nos instagrams dos meus fotógrafos preferidos.

Mateus, o administrador da página

Como surgiu o blog?

Sempre quis ter um blog, até por questões financeiras mesmo (sendo bem sincero). Em 2013 elaborei todo o projeto, nome, como funcionaria, layout e em 2014 encontrei alguém que me ajudou a viabilizar o projeto.

Além do Todo Natalense, você trabalha ou estuda?

Estudar ainda não, mas está nos meus planos. Atualmente trabalho como freelancer de Designer Gráfico.

 O que você observa o crescimento da repercussão na internet como forma de entretenimento?

A internet sem dúvidas mudou a maneira com que as pessoas se informam. Eu por exemplo não assisto mais TV, meus primos mais novos não sabem nem quem apresenta o Jornal Nacional e isso é um processo que ganhará força cada dia mais! Você olha que o números de jornais impressos que circulam na cidade caiu de forma drástica e a maioria dessas empresas estão investindo no digital (apesar que infelizmente os empresários ainda não atualizaram suas mentes e acreditam mais na mídia impressa). Hoje em dia ninguém quer mais ler ‘textão’ sobre uma notícia, o povo quer tudo mastigado e objetivo, tempo na internet é ouro! É muito conteúdo pra explorar e você faz sua própria programação, por isso alguns veículos menores como o TN ganharam força no meio dos dinossauros da comunicação.

 Já teve problemas na internet? (hater ou processo)

Já fui processado em meu blog, por um candidato à prefeitura no ano de 2016. Mas não deu em nada e tudo foi resolvido, o importante é ter sempre um celular na mão e um desejo no coração.

Você começou no YouTube e como está sendo a repercussão?

Não está sendo muito fácil, mas tenho recebido um feedback muito bom. Estou tentando ao máximo produzir um conteúdo bacana, sem me preocupar muito com views inicialmente, mas sim com o que falam do meu conteúdo e até agora me agrada. Espero que cresça e sou consciente que esse não é um processo tão rápido, vai depender da minha persistência e do meu conteúdo. Tô trabalhando muito pra da certo e to feliz com os resultados até o momento.

É possível trabalhar com a net?

Eu prefiro trabalhar com a Cabo Telecom porque é uma empresa potiguar (piada horrível, sei kkkk). É sim possível, o problema é que muitos são extremamente imediatistas, importante é não se frustrar, compreender que tudo tem altos e baixos e acreditar em sua capacidade e no seu projeto.