5 05America/Bahia maio 05America/Bahia 2017 – Brechando

Roadsec: Maior evento de hacker acontece novamente neste sábado em Natal

O que é hacker? Segundo o Wikipédia:

Um indivíduo que se dedica, com intensidade incomum, a conhecer e modificar os aspectos mais internos de dispositivos, programas e redes de computadores. Graças a esses conhecimentos, um hacker frequentemente consegue obter soluções e efeitos extraordinários, que extrapolam os limites do funcionamento “normal” dos sistemas como previstos pelos seus criadores; incluindo, por exemplo, contornar as barreiras que supostamente deveriam impedir o controle de certos sistemas e acesso a certos dados. é Importado da língua inglesa, e tem sido traduzido por decifrador.

Muita gente entra na área de tecnologia da informação pela simples vontade de saber como é hackear e saber adentrar profundamente no mundo da informática. Por isso, existe eventos como Roadsec, considerado o maior evento de segurança e tecnologia da América Latina, que estimula a galera a conhecer mais sobre programação e o que é ser hacker. Por favor, não confundir com o cracker, que são aquelas pessoas que invadem rede de computadores com finalidades criminosas.

O evento vai acontecer neste sábado (6), a partir das 9 horas, no Instituto Metrópole Digital, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Será um dia repleto de palestras sobre carreira, guerra digital, novidades da área, e mais, além de cursos diversos (como pentest), oficinas para pilotar drones, experimentar realidade virtual, impressão 3D e dentre outras coisas. A inscrição pode ser feita neste link aqui, também pode ser feito no local de inscrição, no valor de 60 reais (meia) e R$ 120 (inteira).

Ainda haverá o O Hackaflag – maior campeonato de hacking CTF do país – acompanha o Roadsec e desafia hackers de todas as partes ao título de campeão. Como faz para participar? Traga sua máquina ou dispositivo com porta Ethernet cabeada (recomendado) ou wi-fi. Inscrições feitas na hora, na sala do campeonato.

Roadsec já recebeu mais de 20 mil participantes nas edições anteriores e esta é a segunda edição na capital potiguar.  Haverão reuniões com pesquisadores e profissionais das mais variadas empresas do ramo da informática e que já participaram de grandes eventos, como a Campus Party.

Confira a programação completa a seguir:

09H30: CREDENCIAMENTO


10H00: ABERTURA

ANDERSON RAMOS: CTO da Flipside e idealizador do Roadsec

10H30: O HOMEM QUE COPIAVA

 BOOT SANTOS: Gerente de Negócios da Devechio Soluções em TI

10H50: SEGURANÇA EM SOFTWARE

EMMANUELLE RICHARD: Desenvolveu aplicativo aos 12 anos e já participou da Campus Party, Flisol, PhP Experience, RubyConf, DevFest Nordeste e dentre outros.

11H30: COMO NÃO USAR O WIRELESS!

KELVIN CLARK: Consultor de Segurança


12H10: ALMOÇO


13H20: 0X0020: ASREVER AIRAHNEGNE – JUST FOR FUN!

LUCAS PINHEIRO: Bacharel em Tecnologia da Informação com ênfase em Sistemas Embarcados no Instituto Metrópole Digital

14H1: RESPOSTA A INCIDENTE E FORENSE DIGITAL – UM ESTUDO DE CASO

JEFFERSON SAMPAIO: Analista de Segurança da Informação na Morphus


15H00: INTERVALO


15H30: SEGURANÇA DE RECURSOS LINUX: CONVIVENDO COM O OOM KILLER

NOILSON CAIO: Analista de Suporte Sênior na IVIA

16H20: COMO DIMENSIONAR AS CAPACIDADES DOS EQUIPAMENTOS E SOFTWARES DE SEGURANÇA EM SUA REDE

LUCAS PEREIRA: Líder de Quality Assurance na BLOCKBIT


17H10

PAINEL

18H00

ENCERRAMENTO


OFICINAS

13H20

HACKFLAG + OFICINAS

14H10

REVOLUCIONANDO OS PROCESSOS PRODUTIVOS COM IMPRESSÃO 3D

PALESTRA
Fabricação Digital – O que muda na maneira como vemos e fazemos as coisas e onde estão ocorrendo as maiores transformações

16H20

IMPRIMINDO EM 3D COM CLONERGEN3D E CLONERMAKER3D

Está sem grana para ir? Não tem problema! Eles estão fornecendo desconto para quem for ao evento, aproveita também para espalhar junto com os convites esse código de desconto de 10% (tanto na inteira quanto na meia entrada) para todo mundo que você quiser, a vontade: PMRDDC-OVXWQG.

Para saber mais do evento hacker, clique aqui.

O evento tem apoio da Morphus, GDG Natal, Blockbit, PotiLivre (Grupo de Usuários de Software Livre do Rio Grande do Norte) e UFRN.

Haverá mostra de filmes de zumbi no Teatro de Cultura Popular

Você gosta de zumbis? Walking Dead? Que tal ver filmes das antigas voltados ao tema? Esta é a proposta da nona semana do Filme Cult, que trará filmes da década de 70 de Amando de Ossorio, que fez diversos filmes no cinema B espanhol em uma quadrilogia que é hoje cultuada pelo requinte de detalhes na direção de arte e fotografia. A exibição é uma ideia do Cineclube Natal e realiza em parceria com o Teatro de Cultura Popular Chico Daniel a partir da próxima terça-feira (9), sempre às 18h30.

A mostra começa com a exibição de “A Noite do Terror Cego”, de 1972, primeira parte da quadrilogia de Ossorio. Filmado em Portugal, em função da censura da ditadura de Francisco Franco na Espanha, o primeiro longa foi realizado com vigor e inovação estéticos em apenas um mês. No enredo, o reencontro das amigas Virginia e Betty – que insinua um relacionamento lésbico no passado – em uma viagem de trem com Roger, amigo de Virginia. O interesse de Roger por Betty causa ciúmes em Virginia que, com raiva, acaba indo parar nas ruínas da cidade de Berzano. O local no passado abrigou os cavaleiros templários que, depois que retornaram das cruzadas, em versão zumbi (igual esses da foto acima do título), abdicaram do cristianismo propagando o ocultismo para ter acesso à vida eterna.

São os templários cegos os personagens dos outros três filmes de Ossorio. Sempre permeando o imaginário popular dos locais que servem de cenário às histórias, conta-se que eles saem das tumbas como zumbis que perseguem suas vítimas, identificando-as por meio do batimento cardíaco, já que não podem vê-las. Somente a luz do sol é motivo para que desapareçam.

No segundo filme, “O Retorno dos Mortos Vivos”, de 1973, Ossorio retomou o mote básico, criando uma nova história sem nenhuma ligação com a trama interior. Em um vilarejo espanhol, os cavaleiros templários acusados de praticar magia negra são condenados à fogueira pelos moradores e têm seus olhos queimados. Meio século depois, em uma festa que celebra essa vitória, os mortos-vivos retornam para se vingar.

O terceiro filme de Ossorio,”O Galeão Fantasma”, por sua vez, será exibido na quinta-feira quinta-feira (11). Aqui, o ambiente tradicional dos vilarejos ibéricos é substituído por um navio holandês fantasma do século XVI, que navega em uma mística penumbra, nunca captado por nenhum radar e instrumento de navegação. Conta a lenda que o galeão atrai pequenos barcos para essa dimensão fantasmagórica, a fim de alimentar os mortos cegos sedentos por sangue e carne humana.

A mostra termina na sexta (12), com “A Noite das Gaivotas”, de 1975, que os fãs definem como o melhor exemplar dos quatro filmes. Assim como os anteriores, não há amarra cronológica, e a história tem uma trama independente. Nela, um médico chega a um vilarejo com sua esposa para substituir o antigo profissional e acaba descobrindo que o local esconde um terrível segredo: séculos atrás, uma ordem de cavaleiros templários realizava cerimônias de magia negra idolatrando um demônio do mar. A maldição faz com que de tempos em tempos, durante sete noites, os moradores do povoado sejam obrigados a oferecer suas belas filhas para que os mortos-vivos que voltam à vida arranquem seus corações e deem para uma inominável figura de pedra entalhada na forma de um demônio anfíbio – o tal demônio do mar.

As exibições da XI Semana do Filme Cult terão início sempre às 18h30, no Teatro de Cultura Popular Chico Daniel, da Fundação José Augusto – a parceria mais longeva do Cineclube, que já leva 12 anos – e para entrada é sugerida uma taxa de manutenção, não obrigatória, de R$ 5.

Serviço:

O quê? “XI Semana do Filme Cult”, com a exibição de A Noite do Terror Cego, O Retorno dos Mortos Vivos, O Galeão Fantasma e A Noite das Gaivotas, quadrilogia de Amando de Ossorio
Onde? Teatro de Cultura Popular da Fundação José Augusto – Rua Jundiaí, 641 – Tirol
Quando? 09 a 12 de maio (terça a sexta-feira), 18h30
Quanto? R$ 5, taxa de manutenção

Episódio do Adotada em Natal será exibido nesta terça-feira

O episódio gravado de “Adotada”, programa da MTV, gravado em Natal será exibido na próxima terça-feira (9). Apresentado por Maria Eugênia Suconic, ela foi adotada pela família do músico Pedras Leão, um dos idealizadores da banda Igapó de Almas e integrante do Luísa e os Alquimistas. As gravações acontecerem em Ponta Negra, onde a família reside.

Durante as gravações, Mareu, como é chamada pelos fãs, chegou a divulgar imagens da cidade.

O teaser do programa pode ser conferido a seguir:

O reality show consiste na seguinte forma: A Maria Eugênia é convidada por pessoas a conviver por uma semana numa casa diferente, onde tem que se adaptar com os costumes da família e saber o cotidiano de cada integrante. É o programa de maior audiência da nova versão da MTV (que existe desde outubro de 2014) e Maria Eugênia é a única apresentadora que tem contato fixo na emissora.

Ela apareceu pela primeira vez como jurada do programa Papito In Love, no qual tinha que arranjar uma namorada para o roqueiro Supla, seu ex-namorado. A ideia era fazer um spin-off do reality do Papito, mas Adotada cresceu bastante, virou o carro-chefe do canal e já foi exibido em outros países, como Portugal.

Em 2016, o reality concorreu ao Emmy Internacional na categoria “Programa de Entretenimento Não Roteirizado”, competindo com programas da Suécia, Reino Unido e Coreia do Sul.

De acordo com o site da MTV, a estreia da nova temporada acontece em abril.

Por enquanto a gente não sabe qual a família potiguar que resolveu adotar a Maria Eugênia, mas estamos bastante ansiosos para assistir o programa, além de lhe flagrar ela andando em Ponta Negra ou fazendo compras no bairro do Alecrim.

No domingo, o aplicativo MTV Play vai liberar para quem quiser assistir o episódio adiantado. Queremos saber se Mareu vai voltar mais vezes na capital potiguar.