2 02America/Bahia maio 02America/Bahia 2017 – Brechando

Rapaz trolla os amigos sobre a taça do Campeonato Potiguar e viraliza a internet

Ainda em tempo! Informações recebidas no Brechando informam que ele é funcionário do time (não divulgaremos o nome) e tinha a missão de levar a taça para o clube nesta terça, visto que é o primeiro a chegar. No entanto, ele foi “trollar” os amigos e alguém vazou o print da conversa.  Por favor, enfatizamos que a brincadeira era entre amigos e não expõe o rapaz nas suas redes sociais.  A primeira informação que recebemos era que na noite de 1º de maio, um rapaz ficou feliz com a vitória do time de coração na edição de 2017 do Campeonato Potiguar. Após ter bebido bastante, ele retornou para casa juntamente com a taça, porém a história surgiu no dia seguinte e uma conversa de whatsapp já está viralizando nas redes sociais, principalmente no Whatsapp. Na verdade, o jovem queria trollar os amigos, mas muita gente acreditou, inclusive a minha pessoa, inicialmente, por isso ajeitamos a matéria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quase uma hora depois, a taça foi “devolvida” para o ABC, conforme o print desta conversa a seguir:

Campeonato Potiguar

O ABC ganhou a final do campeonato contra o Globo FC no Estádio Frasqueirão, no bairro de Ponta Negra. Este é o 54º título do Campeonato Potiguar. Com a vantagem obtida no primeiro jogo, quando venceu por 1 a 0 no último sábado.

De acordo com o Globo Esporte, o ABC dominou o primeiro tempo e teve grandes oportunidades para abrir o placar. As tentativas aconteceram com Echeverría, em uma falta que tocou na rede pelo lado de fora, e Felipe Guedes, que entrou sozinho na área e só foi parado pelo goleiro Rafael. Em outra boa jogada, Erivélton fez o cruzamento em busca de Nando, mas Rafael fez outra bela intervenção e tirou a bola da cabeça do centroavante alvinegro.

Na etapa final,  o Globo FC tentou fazer gols, mas sem sucesso. No fim da partida, o lateral-direito Ângelo, da Águia, e o meia Echeverría, do Alvinegro, se desentenderam e acabaram expulsos. Com a confusão, houve uma forte discussão entre os jogadores e o árbitro Caio Max consultou os assistentes para realizar as expulsões. Próximo do fim do jogo, os treinadores fizeram algumas substituições para mudar o resultado, mas a partida acabou empatada e com o título do ABC, o 54º troféu estadual do ABC, que agora tem o título de maior vencedor regional do país.

“Despedida” do Le Cirque de Natal

1º de maio, dia que o Le Cirque falou que iria deixar a capital potiguar e esta era a curiosidade de muitos natalenses. O circo dividiu o último dia em três sessões: 15h30, 17h30 e 20h30. Como era um feriado – além de ser uma das poucas opções de entretenimento na cidade no dia – uma boa parte dos papa jerimuns topou em pagar os ingressos, que custava 10 reais a arquibancada. O circo francês veio à cidade no final do ano passado e passou seis meses.

Presenciou o Natal, Ano Novo, Carnaval e Semana Santa, praticamente virou um ponto turístico da cidade, as pessoas queriam acreditar que ele iria embora.

Claro que o blog foi brechar o último dia do Le Cirque e foi logo na primeira sessão. Geralmente, o primeiro horário é bem mais tranquilo. Na teoria; pois na prática estava muito complicado em estacionar e os caminhões do circo já estavam preparados para desmontar assim que acabasse o último espetáculo. A primeira coisa que chama atenção é um palhaço segurando uma placa escrita em francês “Vamos ao Circo” para parecer uma garantia de que era da França mesmo.

Fotos: Lara Paiva

Comprei o ingresso e rapidamente fui me sentar, ignorando a praça de alimentação cheia de pipoca, salgadinho, pirulito e maçã do amor. Percebi logo que o pessoal do circo faz de tudo um pouco, visto que o rapaz que estava destacando o canhoto do ticket estava com uma roupa brilhante e perto de fazer alguma apresentação. Depois, eu constatei que era mesmo, após lhe reconhecer no picadeiro.

Brechando

Uma publicação compartilhada por Brechando (@_brechando_) em

Por falar no picadeiro, ele tinha um estilo arena, fazendo com que o público ficasse muito perto dos artistas. Sentei na terceira fileira e dava para ver perfeitamente. Fiquei impressionada que o Le Cirque tinha bastante gente para primeira sessão. Aqui tentei uma panorama para mostrar como estava:

Tinha gente de todas as idades indo ao circo, tinha o casal de namorados, amigos, família toda reunida, idosos, adolescentes, crianças e mãe ou pai com o bebê. A página do Le Cirque mostrou que no último dia uma idosa de 92 anos que veio despedir do circo e era a quarta vez que ela assistia o espetáculo:

Inicialmente,  começou com a apresentação de acrobacias feitas por uma dupla. À medida que a performance complicara, mais as pessoas ficavam gritando “Uau” e eles não paravam, fazia com que a gente ficasse hipnotizado logo na primeira atividade.  A plateia rapidamente começava a interagir com os artistas e isto durou o espetáculo inteiro.

Entre o intervalo e outro aparecia uma dupla de palhaços, no qual um era o mais velho e o outro o mais novo, mas quem roubava a cena era o segundo mais citado, pois ele fazia as piadas e provocando risada na plateia.  Depois veio a mulher com tecido acrobáticos, no qual vendo ela fazendo parecia ser algo fácil, mas sei que não é. A cada pirueta que fazia sobre o tecido, mais o pessoal gostava.

Ainda tinha um casal da Mongólia que fez aquele truque de trocar a roupa rapidamente que a gente assiste na televisão, que até hoje quero descobrir como eles fizeram isso. Eles trocavam de um vestido curto para um longo ou um terno numa questão de segundos.

Teve o truque da roupa rápida

Uma publicação compartilhada por Brechando (@_brechando_) em

Na verdade, as pessoas enlouqueceram mesmo quando apareceu um Transformer (o Bubblebee para ser mais exata), que era um robô de aproximadamente três metros construído pelo circo usando a lataria de um Camaro.  Fazendo com as crianças ficassem doidas para ver o carro mais de perto. Deu a hora do intervalo de 15 minutos e uma fila imensa para tirar foto com o robô apareceu. Mesmo faltando alguns segundos para o espetáculo voltar, as pessoas ainda queriam tirar foto com o Transformer.

Enquanto isso, fui procurar algo para beber e comer. Parte ruim: as comidas eram muito caras e eles não aceitavam cartão de débito. Uma ruffles custava 10 reais.

O Circo trabalha muito bem os personagens da cultura pop, pois também tinha Homem-Aranha e um Homem de Ferro, fazendo com que as crianças gritassem igual às fãs do Luan Santana quando anunciavam os super-heróis.

Este é o Transformers. Perdoa pela qualidade da foto, fiz o meu melhor
E tinha o Homem-Aranha

A parte final foi a que mais gostei, pois era o show dos motociclistas. Não tinha Globo da Morte, mas eles fizeram diversas acrobacias de um canto para o outro do circo, fazendo com que a galera pirasse. Algumas vezes chegavam no ponto mais alto do circo.

Por fim, o Le Cirque terminou com todos os artistas dançando a música “Uptown Funk”, do Bruno Mars e agradecendo os natalenses pela vinda.

A próxima parada é em Recife. Claro que os natalenses já criaram um meme sobre assunto. Veja:

Prefeitura parece ter destinado o que acontecerá com o Hotel Reis Magos

Antes do feriado, a Prefeitura do Natal divulgou um release da assessoria dando parecer favorável para demolição hotel. Por que estou falando isso? Na última sexta-feira (28), antes do feriado, ele se reuniu com o representante do grupo Hotéis Pernambuco, proprietário do imóvel. O prefeito convidou o empresário José Pedroza, membro do Conselho de Administração do Hotéis Pernambuco, para expor os planos para a área hoje degradada. Pedroza ratificou o interesse do grupo que representa em investir no local e dar início a um novo projeto comercial. O tipo de negócio que será feito, segundo o empresário, ainda não está definido e vai depender de uma análise de mercado.

Leia Também:

As opções, segundo o presidente do grupo, são: um novo hotel, centro comercial ou um outro tipo de empreendimento.

Neste mesmo release, Carlos Eduardo ressaltou a necessidade de haver um investimento que propicie a revitalização da área, localizada em um dos principais corredores turísticos da cidade. A avaliação do prefeito é de que o novo investimento vai gerar retorno em termos econômicos para a cidade e também em qualidade de vida para a população, que terá um espaço revitalizado para atividades de lazer e esporte.

Nesta mesma notícia publicada pela assessoria de imprensa disse:

“A melhor notícia que o grupo Hotéis Pernambuco está dando para Natal é que o investimento é irreversível. Será realizado e vai transformar aquela importante área da nossa orla que hoje está degradada, aumentando seu potencial atrativo para natalenses e turistas. Isto, por sua vez, também gera novas possibilidades para a nossa economia e em geração de empregos”, comemora o prefeito Carlos Eduardo. Ainda na reunião, o empresário José Pedroza confirmou para o prefeito natalense a intenção de atender ao seu pedido para homenagear Aluízio Alves, batizando o futuro empreendimento com o nome do ex-ministro e ex-governador potiguar, falecido em 2006.

Em termos jurídicos, não há mais empecilhos para que o Hotéis Pernambuco dê sequência ao novo projeto. Em função disso, o corpo técnico do grupo está preparando a documentação necessária para requerer à Secretaria de Meio-Ambiente e Urbanismo de Natal (Semurb) as novas licenças para o projeto. Em paralelo, vai encomendar a pesquisa de mercado para definir o tipo de empreendimento que será erguido no local.

O Hotel Internacional dos Reis Magos era considerado um símbolo do turismo potiguar, uma vez que foi o primeiro empreendimento turístico de alto padrão no Rio Grande do Norte. Foi construído ainda no governo de Aluízio Alves, tio de Carlos Eduardo Alves. O empreendimento saiu do papel porque contou com recursos da Aliança para o Progresso, do Banco Internacional de Desenvolvimento e do Governo Federal, através da ação da Sudene. O projeto foi elaborado pelos arquitetos pernambucanos Waldecy Pinto, Antônio Didier e Renato Torres.

O local era bastante luxuoso, tinha 63 apartamentos, uma suíte presidencial, recepção, salões nobres, elevadores, parque aquático, sauna, playground, restaurante, estacionamento, boate, salão de beleza, áreas de lazer, lojas, serviço médico, e um saguão abrigado para embarque e desembarque. A ambientação ficou por conta de Janete Costa e o paisagismo por Gilda Pina.

A escolha do terreno também obteve a participação dos arquitetos. Eles escolheram esta área por oferecer uma infraestrutura de acesso, além de fornecer água potável, vias pavimentadas e ser próximo do centro da cidade e dos principais pontos turísticos, inclusive o Forte dos Reis Magos.

O prédio foi fechado há 20 anos após o Governo do Estado ter privatizado, na época de Garibaldi Filho, sobrinho de Aluízio.

Em janeiro deste ano, a juíza Moniky Maia Costa Fonseca, da Justiça Federal, decidiu negar o provimento a ação cível proposta pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) contra o Município de Natal e a empresa Hotéis Pernambuco S/A, citada acima, na ação que impede a destruição do Hotel Reis Magos.

Para a juíza, o alegado valor histórico e cultural que entidades autoproclamadas defensoras de tais valores diz ter não é suficiente para manter de pé as ruínas do Reis Magos. Com a revogação da liminar, impetrada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), os proprietários ficam livres para fazer novas intervenções estruturais no imóvel.

Há quase três anos, a empresa pernambucana tentou obter da prefeitura licença para demolir o hotel, foi quando um grupo que se designa Instituto dos Amigos do Patrimônio Histórico e Artístico-Cultural e da Cidadania (IAPHACC) foi à Justiça Estadual alegar que o hotel tem relevante interessa patrimonial, histórico e cultural. Quando a derrota parecia iminente na esfera estadual, o IAPHACC chamou o Iphan para fazer parte da briga. Por ser órgão federal, o processo foi deslocado para a Justiça Federal, e recomeçou o imbróglio.

A Justiça Federal determinou em 2015, liminarmente, que não poderia haver a demolição do prédio. Posteriormente ordenou que o Ipham cuidasse do processo de tombamento se quisesse preservar o edifício. Mas tem havido dificuldades para enquadrar o Hotel Reis Magos nos critérios de relevância que atendem ao processo de tombamento. Em janeiro de 2016, a Justiça Federal (JF), por unanimidade, deu novamente o parecer favorável contra a demolição do Hotel Internacional Reis Magos, localizado na Praia do Meio, zona Leste de Natal. Após recorrerem, a decisão sobre a demolição só seria feita após a conclusão do processo de tombamento. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a Fundação José Augusto (FJA) abriram processo de tombamento no mês seguinte. Porém, até agora não foi concluído.

Neste domingo é hora de aprender gratuitamente a andar de bicicleta

Muita gente vai passar o feriadão em Natal, mas que tal aprender uma atividade nova? O quê? Você nunca andou de bicicleta na sua infância? Está na hora de tirar este atraso, pois neste domingo (7) um grupo de ciclistas se reunirá na Praça Pedro Velho, no bairro de Petrópolis, para ensinar as pessoas a andarem de bicicleta nos horários das 15h às 18h e tudo isso é de graça.

O Bike Anjo é formado por ciclistas voluntários que ajudam pessoas que querem dar suas primeiras pedaladas ou que desejam adotar a bicicleta como transporte, lazer ou esporte. Aqui tem um vídeo explicativo de como funciona as atividades do grupo.

Portanto, você não precisa de uma bicicleta para começar a andar. Vai na fé e na coragem!

O projeto surgiu em São Paulo em novembro de 2010 a partir de uma bicicletada, que é um protesto que reivindica melhorias aos ciclistas. No ano seguinte, o projeto chega em outras cidades, como Aracaju, Manaus, Recife e Niterói. Dois anos depois, o projeto atingiu seis países (Equador, França, Estados Unidos, Austrália e Portugal) e conta com a participação de 1500 ciclistas em 250 cidades do país.

Agora, o objetivo deles é conquistar todos os cinco continentes e fazer com que todas as pessoas consigam andar no biciclo.

Para conhecer mais o projeto, acesse este link.