Bombeiros ensinam surfistas a ajudar banhistas que estejam afogando

Utilidade Pública
Compartilhe:

Que tal ensinar os surfistas a ajudar os banhistas para que os mesmos não morram afogados? Esta é a iniciativa que vai acontecer neste sábado (1), em Parnamirim, mais precisamente na praia de Cotovelo. O curso já aconteceu na praia de Ponta Negra, na capital. De acordo como tenente Monteiro, responsável pelo curso, as aulas acontecerão das 8 às 17 horas e as inscrições foram feitas vias telefone para o Corpo de Bombeiros.

“O curso existe desde 2013 e já fizemos várias aulas nas praias do litoral do Rio Grande do Norte”, disse o tenente.

Vale lembrar que Cotovelo fica em uma das praias do Litoral Sul tem risco dos banhistas sofrerem afogamento por conta das fortes ondas, assim como a sua vizinha Pirangi e Búzios, que fica na cidade de Nísia Floresta.

Antes de entrevistá-lo, eu recebi este release da assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros e resolvi compartilhar o blog:

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), em parceria com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), promove o curso gratuito Surf-Salva, para ensinar aos surfistas do litoral potiguar procedimentos básicos de como salvar banhistas afogados. O curso será ministrado neste sábado (1), na praia de Cotovelo, litoral Sul do Estado. 30 surfistas participaram deste primeiro encontro.

O curso tem o objetivo de reduzir o número de afogamentos e o Surf-Salva é uma das mais poderosas formas de ajudar. O curso tem conteúdo teórico e prático e é realizado em linguagem simples e fácil de ser transmitida. “O objetivo é ensinar aos surfistas, que estão todos os dias nas praias de litoral junto com os guarda-vidas, sem que para isto se torne uma vítima da situação. Desta forma, passa-se o aprendizado a outros, multiplicando o conhecimento, resultando em milhares de vidas salvas em nosso país”, explica o tenente coronel Monteiro.

Pesquisas mostram que, 51% dos surfistas já presenciaram alguém morrendo na praia, 74% já participaram de algum salvamento, 32% afirmam ter medo por não ter conhecimento de primeiros socorros, 46% já tiveram a oportunidade de ajudar um guarda-vidas, e 84% gostariam de participar de algum curso de primeiros socorros para afogamento. Já do lado dos guarda-vidas, 41% já foram auxiliados alguma vez por um surfista, e 84% acreditam que o surfista possa realizar um salvamento.

No curso são ensinadas técnicas de ressuscitação dentro d’água, introdução a Salvamento Aquático, Equipe “Guarda-vidas e Surfista”, noções de oceanografia, socorro com prancha de surf, suporte básico de vida, prática em manequins e medidas de prevenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.