Recife inaugura o primeiro hospital veterinário no Nordeste

Cidades
Compartilhe:

O primeiro Hospital Veterinário do Nordeste será inaugurado em Recife. O Hospital Veterinário do Recife é uma área de quatro mil metros quadrados e é o primeiro da região Norte-Nordeste. O atendimento começa na próxima segunda-feira. Será administrado pela Prefeitura do Recife e terá três consultórios, uma sala de cirurgia, sala pós-operatório, laboratório e sala de diagnóstico por imagem.

Além disso, vai contar com sete veterinários de diversas áreas e demorou dois anos para ficar pronto. A seguir, a fachada do Hospital:

Com previsão inicial para 2014, a construção foi finalizada com atraso. Já foram realizados os processos licitatórios para compra de equipamentos, medicamentos e materiais descartáveis. O processo seletivo para a abertura de vagas temporárias de médicos veterinários e outros postos também está em andamento. O equipamento vai contar ainda com uma equipe de 25 médicos veterinários, que atuará nas áreas clínica, cirurgia, anestesia, emergência, laboratório, radiografia e ultrassonografia.

A parte ruim da unidade de saúde é que funcionamento do HVR será apenas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Inicialmente, a unidade de saúde fará atendimento clínico, vacinação e exames de raio-x de segunda. As consultas deverão ser agendadas por telefone. Ou seja, se o cachorro ou gato tiver algum problema de madrugada, terá que esperar o amanhecer, pois não existe um plantão de 24 horas.

Em Natal, existe um abaixo-assinado para a criação de um Hospital Público Veterinário de Natal, para saber mais clique aqui. No ano de 2013 foi inaugurado um Hospital Veterinário na capital potiguar, sendo que vem de uma iniciativa privada, sendo localizado no bairro de Morro Branco.

O primeiro hospital público veterinário abriu as portas em São Paulo no ano de 2012 sob administração da Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa). Os recursos são disponibilizados por meio de um convênio firmado com a Prefeitura de São Paulo, que repassa mensalmente 600 000 reais para custear as despesas. Ou seja é uma gestão terceirizada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.