Quem disse que Natal não tem revista de moda? Conheça Cartola Mag

Revistas em Natal são poucas e principalmente voltada para moda. A gente sabe que muita gente de Natal utiliza referências de fora ou através das colunistas sociais para saber o que é tendência em outras cidades e países. Mas, existe um grupo interessado em mostrar um conteúdo midiático sobre moda e mostrar o lado artístico do tema. Exemplo disso é a Cartola Mag, revista virtual de Paulo Anjos, que está utilizando campanha de financiamento coletivo para conseguir publicar a sua terceira edição, que estará disponível em impresso e digital.

Cada edição é um tema e esta será intitulada de “Poty”, no qual fará uma homenagem a grandes nomes da nossa cultura e história como Câmara Cascudo e Auta de Souza. Sete artistas e fotógrafos potiguares da nova geração irão fazer releituras dos clássicos, que ajudaram a definir a identidade dos “comedores de camarão”.

A edição conta com 72 páginas e visa incentivar a produção e difusão de artistas visuais locais além, claro, de valorizar as manifestações artísticas e culturais do Rio Grande do Norte.

Todos os artistas foram selecionados através de edital publicado no site da Cartola Mag. Dessa coletânea irão participar Andrew França, Andrey Lourenço, Filipe Marcus, Mylena Sousa, Paulo Anjos, Rayssa Lima e RAVMES. Além dos editoriais fotográficos conceituais de moda masculina, característicos da publicação, haverá ilustrações, colagens e artigos. Os artistas podem ser vistos na foto a seguir:

De acordo com Anjos, essa será a primeira edição impressa da Cartola Mag e serão confeccionados apenas mil exemplares, a fim de promover a sustentabilidade. No entanto, impressão de revistas são caras e eles precisam de 25 mil reais para que seja divulgada da melhor forma possível.

Para ajudar e saber os benefícios de estimular a imprensa potiguar, clique aqui.

Sendo assim, 10 dias após o lançamento a revista digital ficará disponível gratuitamente no site www.cartolamag.com.

Em circulação desde 2014, Cartola Mag é uma revista temática de cunho artístico que traz ao público potiguar uma nova visão do homem contemporâneo. As obras são exclusivas e de diversos artistas locais, nacionais e internacionais, como: Ravaneli Mesquitta (RN), André Sousa (RN), Mateus Aguiar (MG), Paulo Henrique (RJ), Jeremias Urban (Alemanha) e Jaime Rueda (Colômbia).

10 estátuas de Guaraci Gabriel espalhadas pelo RN e outros estados

O artista Guaraci Gabriel é escultor e desde a década de 80 utiliza sucatas como peças para as suas obras. Começou guardando sucata na empresa que trabalhava em Mossoró, no qual o dono foi um dos maiores incentivadores de seu trabalho. Ele nasceu em São Pedro do Potengi e reconhecido mundialmente. Já participou de quatro bienais internacionais, e países como Cuba, França e Áustria já conhecem o seu trabalho.

A instalação Guerra e Paz, por exemplo, de 1998, consta no Guiness Book, o Livro dos Recordes, como a maior escultura já feita em material reciclado no mundo inteiro. Ele usou materiais como destroços de aeronaves caças F5, 1 caldeira, tubos de ferro e ossos.

A base técnica para a elaboração dos seus trabalhos ele traz do curso de Edificações, feito na antiga ETFRN, atual Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), onde teve aulas com o Thomé Filgueira.

No ano passado, 12 obras deles foram expostas no SESC do bairro de Cidade Alta, mostrando os seus 12 trabalhos mais importantes. Em 30 anos de carreira o artista já concretizou mais de 30 obras de grande porte.

O Brechando selecionou algumas obras do artista (peguei as fotos no seu perfil no Facebook), no qual nas legendas colocaremos aonde foram expostas em que ano. Confira as obras selecionadas a seguir:

Escultura do jogador potiguar Marinho Chagas, hoje está na Cidade da Criança

São Francisco de Assis em Santa Cruz

Crucifixo Coação em Cristo de escape, exposta na Via Costeira na década de 90 (Foto: Joana Lima)

Obra mais recente do artista em Porto do Mangue, que faz uma homenagem á Terezinha de Jesus, uma importante pescadora da região

Homenagem ao Luiz Gonzaga em Campina Grande

Dom Quixote, instalado em uma fábrica de reciclagem na BR 101

Goianum, instalado tanto na Pinacoteca quanto na Via Costeira

Dom Quixote no Jardim das Delícias. Cavalo foi todo feito em alumínio

Colibri, instalado na divisa entre as cidades de Ipanguaçu e Mossoró. Esta obra possui cunho ecológico onde a garrafa de leite serve de deposito d’água para irrigar através de gotejamento mais de 1800 mudas de plantas nativas.

Boca da Noite, obra bastante conhecida em Mossoró. Utilizou dois fusquinhas – um representando a Câmara e o outro o Senado -, um garfo e uma faca, simbolizando a comida ou a falta dela, e espetou um carro da marca Brasília no alto.

Menção honrosa para Guerra e Paz de Guaraci Gabriel

Guaraci Gabriel – Artista plástico
1998, Guerra E Paz, Via Costeira, Natal – RN – Brasil.
A Maior escultura do mundo, registrada pelo Guinness World Records

Como falamos anteriormente, ela entrou no Guines Book por ser a maior obra em material reciclado de metal pesando 50 toneladas. Na época foi exposta na Via Costeira.

De acordo com Guaraci Gabriel, em seu blog, a obra que representa o conflito da humanidade. O equilíbrio entre as forças antagônicas da existência humana. Onde no plano horizontal consta uma mandâla divida em duas partes, de um lado 5 carcaças de aeronaves de guerra destroçadas e ossos e do outro lado composta por tubos brancos, delineados com 50 flecha formando o símbolo de in e Yang.

E na vertical uma base de lançamento de foguete , na cápsula principal o símbolo de Paz utilizado nos anos 60 pelo movimento Ripie. Na ocasião da inauguração da obra, foi executada a performance do artista que com as vestes de Papa fazia a contagem regressiva para o lançamento do foguete, iniciando um show pirotécnico.