Creches de Caiçara do Norte precisam de brinquedos

Utilidade Pública
Compartilhe:

As atividades lúdicas são importantes para as crianças durante o período de aprendizagem na Educação Infantil. Mas, sabia que em algumas escolas faltam brinquedos? Por isso, alguns alunos do projeto Trilhas Potiguares estão fazendo um projeto para arrecadar brinquedos para duas creches localizadas no município de Caiçara do Norte.

De acordo com a participante Manu Freitas, a decisão de fazer uma campanha de doação de brinquedos veio da própria equipe por reconhecer a importância da brincadeira para o desenvolvimento da educação antes da alfabetização. “A pessoa que deseja doar leve para a UFRN, na secretária do curso de Química de Educação a Distância (EAD)”, comentou.

A secretaria fica dentro do Instituto de Química que fica em um prédio azul perto da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) e do Setor de Aulas III.

A cidade de Caiçara do Norte é um município da microrregião de Macau e no ano 2010 sua população era estimada em seis mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade é conhecida pelas suas praias e o desenvolvimento econômico é por conta das atividades pesqueiras.

Para quem não sabe o que é o Trilhas Potiguares, consiste em um Programa de Extensão da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) com efetiva interação entre a Universidade e a comunidade de pequenos municípios do Rio Grande do Norte. A ação em cada município participante constitui um Projeto de Extensão e o conjunto de municípios (projetos) forma o Programa Trilhas Potiguares. Lá abrange vários cursos desde teatro até Ciência & Tecnologia.

A intenção do projeto é identificar a realidade do município e criar estudos para fazer ações que contribuem com o desenvolvimento da cidade. Além disso, contribui para o processo de qualificação social dos membros da comunidade acadêmica, oportunizando novos cenários de ensino-aprendizagem, troca de saberes e o desenvolvimento de uma consciência crítica acerca do seu papel social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *