Cidades Música

Rock and Roll potiguar relatado em livro

Compartilhe:

O livro acima achei no último Bazar Independente, organizado pelos Jovens Escribas e as meninas do estúdio Duas. O “100 Discos Potiguar” foi lançado neste semestre e escrito por 12 mãos. A obra, assinada por Alexis Peixoto, Hugo Morais, Alexandre Alves, Jesuíno André Oliveira, Olga Costa e Vlamir Costa, mostra não só os melhores discos produzidos por bandas potiguares, mas também traz uma biografia do rock potiguar.

Devorei o livro mesmo
Devorei o livro mesmo

O livro escrito de forma didática e objetiva faz com que o leitor devore rapidamente.

Leno, pioneiro do rock potiguar
Leno, pioneiro do rock potiguar

O rock potiguar começou com o pionerismo do potiguar Leno, que na Jovem Guarda ficou conhecido por formar a dupla Leno e Lílian. Antes de ingressar ao movimento, ele formou a primeira banda de rock do estado, o The Shouters. Após a separação com Lílian, Leno trabalhou em sua carreira solo e com o baiano Raul Seixas, além de produzir outras bandas potiguares, como o Impacto Cinco, no qual comentamos nesta matéria daqui e também dessa.

Sim, a “fazenda iluminada”, apelido jocoso que a cidade recebeu, estava por dentro das novidades naquela época que rodava o eixo Rio-São Paulo.  E não só Natal, surgiram bandas em Mossoró, Macau, no qual uma das bandas gravou um disco em Recife e contou com a produção do Padre Penha, e Ceará-Mirim. Com certeza sua avó roqueira já ouviu falar de As Luluzinhas, Os Gênios, Os Jetsons e dentre outros.

Apesar de ter em torno de 120 páginas, o material traz de forma bastante aprofundada sobre o conhecimento do estilo na terrinha. Gostaria que tivesse uma segunda parte. Ledo engano se achou que foi só nos anos 2000 que apareceu as primeiras bandas de rock and roll.  Eles dividiram os livros por décadas: 1960/1970, 1980, 1990 e 2000.

Além disso, a primeira vontade de quando acabei de ler a última página foi ir ao sebo ou procurar na internet se tem o registro destes discos.

Os discos foram minuciosamente selecionados, visto que tem rock, hard rock, psicodélica, heavy metal, indie, experimental e dentre outras coisas. Você vai conhecer diversas bandas, como Impacto 5, Fluídos, Camarones, Plutão Já Foi Planeta, Far From Alaska e dentre outras.

O livro celebra também 50 anos de rock potiguar e é resultado de uma pesquisa de mais de 2 anos e foi escrito por seis pessoas ligadas à área musical do Nordeste em seus diferentes âmbitos (produtores culturais, jornalistas, diretores de selos independentes, engenheiros de estúdios). Eles conseguiram rastrear os discos mais representativos do rock norte-riograndense entre a década de 1960 até chegar à atualidade.

Para cada um dos 100 discos selecionados, há uma resenha individual e uma nota de imprensa atestando sua sonoridade e qualidade, assim como cada disco recebe também um breve comentário sobre curiosidades da carreira do artista escolhido.

Onde comprar?  Por enquanto em eventos, vai ser difícil encontrar em livraria.

Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista e publicitária formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *