O que é a Cartografia do Afeto? Ela tá chegando em Natal

Como registrar as suas origens? Como ler a sua vida? Podemos utilizar a fotografia? Foi assim que surgiu o Cartografia do Afeto, um projeto construído de memórias. Três fotógrafos residentes em Natal, Paulo Fuga, Pedro Medeiros e Vanessa Paula, voltam às suas cidades de origem no interior do estado do Rio Grande do Norte para resgatar memórias da sua infância.

Paulo Fuga, que já falamos no blog, é jornalista e fotógrafo, é natural de Mossoró e passou por vários pontos da cidade. Já Pedro Medeiros e Vanessa Paula são de Areia Branca e Assú, respectivamente.  Neste projeto, eles utilizaram as fotografias para falar de suas memórias e afetos da cidade onde passaram a infância e juventude.

Eles divulgaram três vídeos contando a sua trajetória:

Cada fotografo foi responsável pela montagem de um ensaio fotográfico sobre infância, afetos e um pouco do que viveu nestes lugares, o resultado disto foi uma exposição itinerante, que já correu em 15 cidades potiguares, no qual também realizaram oficinas de fotografia para que os moradores da quela cidade tivessem essa mesma vivência.

Agora, Natal será a última cidade a receber o projeto, que vai acontecer nesta sábado (15), a partir das 18 horas, na Pinacoteca do Estado, que fica no bairro de Cidade Alta.  Serão exibidas 30 fotografias dos idealizadores.  Além da exposição, os três fotógrafos vão expor os trabalhos alunos das 15 oficinas que ofertamos pelo interior do Estado, mais de 200 imagens sobre seus afetos pelo lugar de origem

Dentro do projeto tem a elaboração de um documentário, assinado por Johann Jean (Som do Morro, Três vezes Maria e O Tempo Feliz que Passou) mostra como foi a volta dessas pessoas e a busca pelas imagens que estão na exposição, mostrando a influência desses lugares no olhar de cada um, além de capturar o processo de circulação do projeto, oficinas e intervenções que acontecem em 15 cidades do interior, além de um foto-livro com os registros da aventura. Ambos disponíveis na abertura da exposição.

O projeto Cartografia do Afeto conta com o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, por meio da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Serviço
Câmara Clara – Cartografia do Afeto (Exposição, Foto-livro e Documentário)
Pinacoteca Potiguar | 18h |
15 de outubro
Entrada Gratuita

Que tal fazer um rapel doando um brinquedo?

Quarta-feira, 12 de outubro, é o feriado de Nossa Senhora Aparecida. Mas também comemora-se o Dia das Crianças, o que fazer para se divertir com os meninos? Descer de rapel na Ponte Newton Navarro, também conhecida como a Ponte Nova. A Ponte Newton Navarro liga os bairros da Zona Norte de Natal e os municípios do litoral norte do estado aos bairros da Zona Leste de Natal e do litoral sul, além de outras regiões da cidade passando pelo Rio Potengi. Devido a sua altura e imponência, logo virou atração turística.

Possui cerca de 2,713 km de extensão dos quais cerca de 500 metros são sustentados por cabos de aço presos a dois blocos centrais de 110 metros de altura, e o restante sustentado por vãos convencionais. A pista no vão central tem 55 metros de altura. Já a altura da ponte no maior pilar é de 103,45 m.

Sim, o rapel acontecerá de manhã, das 7h30 às 12h30. Como participar? Simples, você levará um brinquedo novo ou em bom estado que será levado para uma instituição que ajuda as crianças carentes. Ou seja, seja solidário e ganhe um dia diferente. Para se aventurar pode ser adulto ou criança, sendo que a partir dos quatro anos e com a supervisão de um guia.

Quem não puder doar, poderá pagar as tarifas normais da descida, que são: 30 reais a primeira descida, 10 reais se quiser descer mais uma vez e 50 reais as livres, ou seja, sem ajuda de um guia. A ideia é do grupo Aventura de Rocha, que já falamos nesta matéria aqui.

Além disso, eles topam nas contribuições, como entregar picolés/doces/chocolate para a criançada, fazer uma intervenção artísticas ou contando uma história.

A trupe, uma vez por semana, promove descidas na Ponte Newton Navarro.

O Aventura De Rocha é especializado em turismo de aventura e o foco é o interior do estado, a partir de passeios em Serra Caiada, região do Seridó e outros lugares ótimos para aventura. Eles garantem que os passeios são adaptáveis a todos os perfis. Compõem o DeRocha o CN, Igor Soares, Julio Formiga (programador) e Juarez Junior (guia e bugueiro).