Entenda a briga de Aquarius x Governo Federal

A estreia está prevista nas salas de cinema no dia 1 de setembro e não se sabe se estará disponível na capital potiguar. Vale lembrar que o “O Som ao Redor”, do diretor Kleber Mendonça Filho só veio à Natal na sessão de filmes cults do Cinemark, quando ainda existia.  O filme pernambucano já conseguiu entrar nas salas de cinemas de mais de 50 países e está previsto ficar disponível no Netflix, com exceção no Brasil.  Vamos explicar a confusão que envolve neste filme nesta postagem.

No cinema São Luiz, na cidade do Recife, nesta semana, houve a pré-estreia do filme e o mesmo foi ovacionado, com alguns protestos contra o presidente Michel Temer. O filme que foi bastante elogiado pelo Festival de Cannes, mas é alvo de briga, principalmente por integrantes do Governo Federal.

Recentemente, o  Ministério da Justiça decidiu que o filme Aquarius, que é co-produzido por Walter Salles, terá classificação indicativa para maiores de 18 anos. A alegação é de que o filme tem cenas de “sexo explícito e drogas”. Aquarius foi lançado mundialmente no Festival de Cinema de Cannes, em maio, e ganhou notoriedade quando a equipe e o elenco exibiram cartazes de protesto contra a movimentação política que afastou Dilma Rousseff no tapete vermelho.

Alguns acreditam que a classificação foi um ato de censura do Governo Federal para inibir que as pessoas assistam o filme. Para quem não sabe, quanto mais visto for o filme, mais chances de adentrar e distribuído nas redes de cinema do mundo todo, mais chances as indicações ao Oscar.

A página oficial da Vitrine Filmes, distribuidora do filme, publicou uma mensagem em que se diz “surpresa” com a decisão. “Entramos com um recurso para que isso fosse revisto, levando em conta que outros filmes com conteúdos semelhantes receberam uma classificação indicativa mais branda. O recurso foi negado. Respeitamos a decisão do Ministério, mas discordamos dela.”

20160823191556401286i

A primeira decisão foi publicada no Diário Oficial da União do dia 12 de agosto, e o recurso da distribuidora Vitrine Filmes foi indeferido no Diário desta segunda-feira, 22.

Por causa disso, o diretor do filme ‘Boi Neon”, Gabriel Mascaro, retirou o seu trabalho na lista de possíveis candidatos a tentar uma vaga na categoria de “Melhor Filme Estrangeiro”, na edição de 2017 do Oscar. O comunicado oficial foi divulgado nas redes sociais.

Mascaro também pediu a retirada do filme após descobrir que o crítico de cinema Marcos Petrucelli foi escolhido pelo Governo Federal para comissão que determinará qual o filme brasileiro que tentará uma vaga no Academy Awards no ano que vem. Além disso, Petrucelli é um dos críticos de “Aquarius” e já fez críticas bastante ácidas para Mendonça Filho.

Para Gabriel Mascaro, o filme “Aquarius” é o que merece se candidatar a melhor filme estrangeiro. Outra diretora que também vai retirar seu filme na lista dos candidatos brasileiros é Anna Muyalert, com o “Mãe é só uma”, que também é da mesma distribuidora de Aquarius.

Continuando o trabalho do aclamado O Som ao Redor (2013), Aquarius também investe nas tensões sociais relacionadas ao ambiente do urbano. No filme, Sonia Braga interpreta Clara, a última moradora de um prédio antigo na praia de Boa Viagem, Recife, alvo da pressão de uma empreiteira, que quer comprá-lo, derrubá-lo e construir um edifício maior no lugar. A moradora, porém, resiste.

As filmagens aconteceram ao longo de sete semanas entre agosto e setembro de 2015, em vários bairros do Recife.

O longa também participou do Festival Internacional de Cinema da Nova Zelândia, de Melbourne, de Sarajevo (Bósnia) e ainda foi selecionado para participar do Festival de Cinema de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Pegamos informações do TRE sobre campanha eleitoral no RN 2016

A próxima sexta-feira (26) começa a campanha eleitoral na televisão e no rádio. Quase 10 mil potiguares tentarão vagas para prefeito e vereador neste ano nos 163 municípios. Em Natal, existem mais de 500 candidatas à vereadores e sete para prefeito. Esses cargos são os responsáveis pela legislação municipal. As votações do primeiro turno acontecerão no dia 2 de outubro.

Os vereadores são responsáveis em administrar a lei orgânica, fiscalizar as contas do Executivo e criar leis sobre assuntos locais da cidade. Eles possuem o Poder Legislativo. Já o prefeito é o responsável em executar as ações da cidade e aprovar as leis que foram elaboradas pelos vereadores.

A partir da constituição brasileira de 1934, o cargo de prefeito passou a ser o único, em todo o Brasil, ao qual estão atribuídas as funções de chefe do poder executivo do governo local, em simetria aos chefes dos executivos da União e do estado, portanto, em forma monocrática. O mesmo é eleito por sufrágio universal, secreto, direto, em pleito simultâneo em todo o País, realizado a cada quatro anos, no primeiro domingo de outubro.

E trinta dias após tem lugar o segundo turno, se o eleito em primeiro lugar não atingir 50% dos votos válidos mais um voto, no caso de municípios com mais de duzentos mil eleitores. A posse dos respectivos cargos acontecem no dia 1º de janeiro do ano seguinte a eleição.

A capital potiguar existe sete candidatos à prefeitos que são: Carlos Eduardo Alves (atual prefeito), os deputados estaduais Márcia Maia, Kelps Lima e Fernando Mineiro. Além disso, tem a assistente social/sindicalista Rosália Figueiredo, o professor universitário Robério Paulino e o ambientalista Freitas Jr.  Sem contar que ainda existe mais de 500 pessoas candidatos à vereadores.

Ao todo, Natal já teve 43 prefeitos e o salário que recebe é 20 mil reais/mês. Já os vereadores de Natal recebem em torno de 17 mil reais/mês.

Quais são os candidatos? Eles te representam? Quais são as estatísticas? Existe alguma cidade do Rio Grande do Norte com chapa única? Quer saber mais sobre os detalhes da eleição? Nós coletamos todos os dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Veja a imagem a seguir:

*Use a barra de rolagem (caso esteja lendo pelo PC) para pegar mais informações e clique nos gráficos (disponível tanto nos computadores quanto em dispositivos móveis):

Propostas dos Prefeitos de Natal

O TRE obrigou que os candidatos criem um documento para mostrar o plano de ação para 2017 até 2020, ano que assumirão o cargo legislativo. Dentro do documento, eles falam sobre proposta na Saúde, Educação, Assistência Social, Economia e Gestão Administrativa.

O Brechando disponibiliza os PDFs da proposta dos cinco candidatos principais:

Confira a proposta de Carlos Eduardo
Confira a proposta de Márcia Maia
Robério Paulino
Fernando Mineiro
Kelps

Aplicativos “Candidaturas”

image

O TRE criou o aplicativo “Candidaturas” permite que o eleitor acompanhe o seu candidato e acesse as seguintes informações: nome completo do candidato, nome escolhido para a urna, número, situação do registro de candidatura, cargo, partido, coligação e, ainda, o link para o site do candidato. O dispositivo também exibe os dados da prestação de contas dos políticos.

O aplicativo está disponível tanto na App Store quanto no Google Play.