Avenida Prudente de Morais agora tem uma ciclofaixa

Desde semana passada, a Avenida Prudente de Morais ganhou algumas modificações, que fazem parte das mudanças oferecidas pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Eles adicionaram uma ciclofaixa da Praça Pedro Velho até o Parque da Cidade, onde começa o prolongamento da via. Confira este vídeo colocado na fanpage da Prefeitura do Natal.

Bom dia, Natal :)A Av. Prudente de Morais amanheceu hoje com uma ciclofaixa compartilhada, que ligará o Parque da Cidade até a Praça Cívica.

Posted by Prefeitura do Natal on Terça, 15 de setembro de 2015

De acordo com a prefeitura, a ciclofaixa compartilhada nasceu fruto de discussões entre associação de ciclistas e prefeitura na área. A sinalização foi feita na madrugada desta terça-feira (15) e a região vai contar com amarelinhos para orientar o trânsito e multar aqueles que desrespeitarem.

Vale salientar que já existe uma ciclofaixa próxima do Parque da Cidade, na Avenida Ayrton Senna e na orla da Praia do Meio.

Além da ciclofaixa, eles colocaram corredores semi-exclusivos da Avenida Senador Salgo Filho.  O nome é semi-exclusivo, pois os veículos podem andar na faixa, veja melhor esta matéria.

Quer comer sushi e ler mangá tudo junto?

Sushi é bom? Comer na rua também é bom, né? Que tal unir os dois e ao mesmo tempo conseguir ler aquela edição do Inuyasha? Esta é a proposta do trailer “Mangá Sushi”, criado por um casal no final do primeiro semestre deste ano.

É um dos poucos trailers que assumem a verdadeira proposta de comer na rua. Através das redes sociais, o Mangá anuncia todos os dias aonde vai parar. Então, o usuário deve correr atrás para comer aquele delicioso Hot Filadélfia ou comer aquele delicioso prato de sashimi de salmão.

Manga 1

Antes de explicar o cardápio, preciso explicar o que significa a palavra Mangá. Para quem não sabe são aqueles quadrinhos japoneses. Diferente dos quadrinhos americanos, que a gente ler da direita para esquerda, se leem ao contrário. Tanto que o início das histórias começam na contracapa.

Mangá para ler
Mangá para ler

O cardápio foi diagramado nessa seguinte forma e isto foi bastante divertido. Além dos sushis, que é constituído por peixe cru, arroz e alga, o Mangá também fornece comidas cozidas e que são muito gostosas.

Após pedir o prato, eles dão uma ficha para pegar o alimento. Com o prato pronto, eles entregam juntamente com o mangá para ler e apreciar enquanto come.

image

São boas edições de Inuyasha, Shaman King, Dragon Ball e dentre outros. Sem contar que o trailer é todo decorado com personagens da cultura japonesa. Sem contar com as músicas oferecidas.

Para saber mais sobre o trailer, acesse a fanpage.

Um pouco sobre a Casa da Ribeira

O casarão 52 da Rua Frei Miguelinho, no bairro da Ribeira, possui o melhor das peças teatrais elaboradas pelos natalenses. Estou falando da Casa da Ribeira, que existe há 14 anos e é um dos poucos cantos que oferece boas peças vindas da terra e com o preço bem barato, pois infelizmente o Teatro Alberto Maranhão (TAM) está interditado devido à falta de reestruturação.

O local foi inaugurado em 2001 em um prédio construído em 1911, idealizado pelo Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare. A administração é feita por uma associação cultural, formada por um grupo de artistas e produtores culturais, com personalidade jurídica própria.

A Casa da Ribeira foi erguida graças ao apoio de iniciativa privada, com investimentos diretos e através das leis de incentivo à cultura Câmara Cascudo e Rouanet. É uma Organização Privada sem fins lucrativos, com reconhecimento de Utilidade Pública Municipal e Estadual e como Ponto de Cultura Brasileiro.

Parte interna da Casa da Ribeira
Parte interna da Casa da Ribeira

A Casa é um espaço que valoriza as temporadas de grupos e artistas e tem como foco o desenvolvimento humano através das artes, entendendo às apreciações artísticas como importantes oportunidades de conhecimento e convivência. Nesse sentido, tem como prioridade elaborar projetos para o acesso facilitado de públicos à programação do Centro Cultural.

O local consegue ocupar 164 lugares, possui uma Sala de Exposições, um Laboratório de Ideias (LABi), acervo Literário com mais de 1400 títulos e um Café Cultural.

O casarão onde fica a Casa da Ribeira foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como Patrimônio Cultural Brasileiro.