Brasília Teimosa

Brasília Teimosa de Natal e Recife: O que elas têm em comum

Cidades Curiosidades
Compartilhe:

Perto das principais praias urbanas de Natal há primeiramente uma comunidade. Não estou falando de Mãe Luíza, mas Brasília Teimosa, que fica próxima da Ladeira do Sol. Além disso, uma outra cidade, Recife, tem uma localização do mesmo nome. Existe alguma semelhança entre as duas? Por isso, o Brechando revolveu falar o surgimento destes dois lugares e falar de suas semelhanças e diferenças.

Brasília de Teimosa de Natal

Brasília Teimosa (Brasil de Fato)

No período em que Brasília se construía, na década de 50,um grupo de pescadores natalenses começaram a ocupar uma região próxima da Praia do Meio e do bairro de Santos Reis, pertencente à Marinha do Brasil. As casas construídas sem organização e a insistência do povo em continuar na região fez com que os natalenses, principalmente a imprensa, a chamarem de Brasília Teimosa.

Diferente da xará de Recife, hoje eles lutam contra a especulação imobiliária, visto que as construtoras tem bastante interesse em construir prédios de luxo na região onde estão os moradores. Sem contar que é uma forma de empurrar os moradores mais pobres mudassem para a região periférica.

Isto, portanto, é um dos pontos em discussão no novo Plano Diretor de Natal, que pode entrar em votação ainda neste ano.

Até o momento, Brasília Teimosa, no último plano, é considerado uma AIES. Sigla para Área Especial de Interesse Social, no qual garante que os moradores possam ficar. Sem contar que as construções naquela área, como também a junção e desmembramento dos lotes, são limitados.

Sobre Brasília Teimosa de Recife

Brasília Teimosa de Recife (Diário de Pernambuco)

Diferente dos seus vizinhos da zona Sul, a região de Brasília Teimosa é composta por pescadores, negociantes, estudantes e donas de casa. Fica entre o bairro de Pina e o Porto do Recife. Hoje, tem 20 mil habitantes e está na história por mostrar a importância das ocupações e luta por moradia digna.

O nome foi uma alusão a Brasília, então nova capital do Brasil que estava sendo projetada no governo de Juscelino Kubitschek, em contraste com a área em que os moradores viviam eventualmente sendo expulsos.

Essa persistência teve grande destaque nos anos 1950, quando o Governo de Pernambuco a queria usar como depósito de inflamáveis. Neste período, pescadores começaram a ocupar a região e toda vez que eram expulsos, eles voltavam e construíam novamente.

Somente no ano de 2003, a Prefeitura do Recife oficializou como bairro. No ano seguinte, posteriormente, uma grande intervenção urbana surgiu, com retiro dos palafitas e a construção de uma avenida à beira mar. Atualmente ele está modificado urbanisticamente, em sua orla marítima, com restaurantes típicos e comércio de frutos do mar, o forte da economia dos seus moradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *