Mulheres mostram os peitos na Via Costeira e todo mundo quer saber o motivo

Desde os tempos mais primórdios da internet, sabemos que mamilos são assuntos muito polêmicos. Em pleno 2021, o assunto ainda rende. Recentemente, os grupos de WhatsApp do RN espalham a imagem destas mulheres desfilando assim na Via Costeira.

As moças que estavam passeando de buggy pela cidade abaixaram as blusas e mostraram os peitos para quem quiser ver. Após uma longa pesquisa, descobrimos que é a dupla de advogadas do apresentador Danilo Gentili, a Cris Galêra e Vanessa Nozaski.

Os natalenses não só como viram, mas também postaram nas redes sociais. Este não é o primeiro ensaio delas deste jeito na capital potiguar.

Além disso, elas mostraram toda a produção na página do seu Instagram.

Recentemente, Danilo Gentili participou do Flow Podcast e causou polêmica ao levar as suas falsas advogadas Cris Galêra e Vanessa Nozaki. Na verdade, as duas são modelos e influencers. O assunto ficou entre os mais comentados do Twitter e o vídeo já ultrapassou 6 milhões de visualizações.

Danilo convidou as duas para desconcentrar os entrevistadores e fazer uma pegadinha ao vivo. O assunto ganhou destaque e houve até confusão com as mulheres dos apresentadores do podcast, que ficaram com ciúmes das advogatas. Durante quase todo o programa ficou no ar a dúvida se tudo era verdade ou não.

Flow é um dos podcasts mais populares no YouTube e para assistir essa cena, clique aqui.

Potiguares antigos que tem no Spotify

Primeiramente, uma das missões do Brechando é desenterrar bandas boas do RN que terminaram ou estão no hiato que agora está nas principais plataformas digitais. Hoje, vamos falar quais artistas potiguares antigos que tem no Spotify para ouvir. Aí vem o questionamento, vocês lembram de “Inácio Toca Trumpete (sic)?”. Allface? Jane Fonda?

Para facilitar a vida dos natalenses mais nostálgicos, nós selecionamos oito bandas de artistas potiguares antigos que estão no Spotify para você escutar e nunca mais baixar mp3 em universo paralelo. Gostaram?

Confira, portanto, o som a seguir:

1) Zero8Quatro

A banda era bem popular na falecida FM Tropical, sem contar que era uma das bandas queridinhas na Ribeira. Seu único disco, no entanto, está no Spotify.

2) Jane Fonda

A discografia completa está no Spotify, apesar de misturado com o trabalho da atriz de mesmo nome.

3) Inácio Toca Trumpete

O disco das músicas potiguares da FM Tropical está no Spotify, no qual tem duas músicas do grupo Inácio Toca Trumpete (escrevia assim o nome), banda que consagrou a Karol Posadzki.

4) General Junkie

General Junkie é um grupo bastante dos anos 90 que muitos comentam nos anos 90 e se inspiraram no mangue beat de Pernambuco, causando bastante barulho. Era uma era pré-Dusouto, visto que Gustavo Lamartine e Paulinho Dusouto eram integrantes do grupo. Uma de suas músicas mais famosas é “Típico Local”, que virou um portal da jornalista Cinthia Cardoso.

5) Allface

Depois do Officina, o Anderson Foca era um dos integrantes dessa banda, que causou bastante sucesso e chegou a chamar atenção da mídia especializada. Hoje, você pode escutar no Spotify.

6) Calistoga

Em um período pré-Far From Alaska, Rafael Brasil era integrante do Calistoga, que causava bastante barulho aos adolescentes dos anos 2000.

7) Emblemas do Funk

Após o Darma, Danina Fromer montou uma banda de funk, para o desespero dos headbangers. Além disso, contava com a participação do Luciano Sabino, eterno vocalista de J-Rock, Pandora No Hako, que os otakus natalenses adoravam que só.

8) Reggalyze

O reggae potiguar surgiu em meados dos anos 80. Primeiramente com Alphorria. Posteriormente, nos anos 90, outras bandas surgiram na cidade, sendo uma delas o Reggalyze, visto que é um trocadilho com a palavra reggae e legalize (você sabe o quê). Entretanto, só tem duas músicas do grupo, uma vez que elas estão naquela coletânea da FM Tropical que mencionei acima.

Baía Formosa é terra do surf potiguar com ouro de Ítalo Ferreira

A cidade de Baía Formosa fica aproximadamente há uma hora de Natal. Além disso, o local tem uma linda praia e, o que mais chama atenção, ponto para a prática de surf. Foi nesta cidade que o Ítalo Ferreira nasceu e na madrugada desta terça-feira (27) ganhou o ouro olímpico, sendo o primeiro do Brasil.

Hoje, o local agora é oficial o berço do surf potiguar, sem contar que virou o Point para quem quer pegar altas ondas. De acordo com os guias turísticos, o município potiguar é querido pelos praticantes de surf por conta do vento e das ondas agitadas, principalmente na região do Pontal.

Crianças surfando em Baia Formosa (SOS Esporte)

Além disso, o próprio medalhista olímpico continua surfando na região, juntamente com outras crianças que sonham em ser com o surfista.

Ítalo ainda mora em Baía Formosa

Por sinal, Ítalo Ferreira tem um projeto na cidade que ajuda para estimular jovens a praticar. Além disso, ele não tem problema nenhum em surfar com a galera local e continua morando na cidade onde nasceu. Inclusive, isto foi destaque na última reportagem que Tino Marcos realizou na Globo.

O site Hardcore aponta que Baía Formosa é um dos lugares perfeitos ao surf, uma vez que as melhores ondas quebram com swell de leste e sudeste durante o inverno, e de nordeste ou norte nos meses de verão. As ondas variam de 0,5 a 2,5 metros e quebram o ano todo.

Vista de Baía Formosa (Foto: Quanto Custa Viajar)

Ítalo começou praticando com o isopor onde o pai guardava seus peixes. Mas também se destacam outros surfistas locais, como José Júnior (Xupetinha), Esdrinhas, Júlio Cavalcante (Nego) e Alan Jones.

Havaiano mostra as belezas do local no YouTube

O local chama atenção dos surfistas que o havaiano Jamie O’Brian fez uma série de reportagens no YouTube para falar sobre a cidade potiguar. Dê o play, portanto, a seguir.