Geni Milanez

Após curar de Covid-19, Geni Milanez lança livro de poemas

Artistas Potiguares
Compartilhe:

O Covid-19 matou quase 200 mil pessoas no Brasil, sendo que quase três mil no RN. No entanto, existem pessoas que sobreviveram e utilizarem este momento caótico para um novo início: lançar um livro. Assim, esta missão de Geni Milanez, que lançará finalmente o seu primeiro lançamento e acontecerá no dia 09 de dezembro.

O projeto vem da editora Talabada Ideias Sonoras, que está começando a engatinhar no mercado editorial do Rio Grande do Norte.

“No próximo dia 9 de dezembro nós estaremos lançando mais um livro que para nós é muito importante por se tratar do nosso primeiro título do gênero Poesia”, disse a editora.

O livro se chama “Grãos de Areia”, no qual Geni reuniu todos os seus poemas guardados e agora resolveu colocar para o público apreciar. Além disso, ela quer celebrar os 80 anos de vida e de seu renascimento que sobreviveu de uma doença desconhecida e ainda bastante perigosa.

Por isso, a sessão de autógrafos acontece também de forma virtual, por meio do envio de um link para uma sala virtual na plataforma Meet, do Google (em breve divulgaremos o link. Quando tiver, vamos colocar nas nossas redes sociais para quem quiser ler e conhecer mais sobre a poeta). 

Neste momento virtual, a Geni Milanez vai falar, portanto, sobre a história do livro e ainda contará apresentação musical e leitura de alguns versos. 

Para adquirir o livro Grãos de Areia, basta preencher o cadastro virtual postado no chat da sala virtual da sessão de autógrafos e a Editora enviará para você, o livro autografado. Entretanto, não haverá frete nenhum considerando o perímetro urbano entre Natal, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante.

História de Geni Milanez, a poeta de muitas viagens

Geni Milanez é natural de Cerro Corá (RN) e filha do poeta José Milanez e da professora Maria Macedo Xavier Silva. Atualmente se aposentou da profissão de professora, Geni Milanez tem graduação em Letras pela UFRN. Tem pós-graduação em Aspectos Teóricos e Práticos do Ensino/Aprendizagem de Língua Portuguesa pela mesma Instituição federal.

Capa do livro Grão de Areia

Desde adolescente escreve poesia e prosa. Na Literatura de Cordel tem várias publicações, no qual também é membro da Academia Norte-rio-grandense de Literatura de Cordel (Anlic). Além disso, ela ocupa a cadeira n.º 12.

Faz parte da Antologia Luiz Gonzaga em Cordel, publicada pela referida Academia e da Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte, da Academia Feminina de Letras do RN – Memorial da Mulher.

Agora, portanto, lançará o seu primeiro livro de poemas, “Grão de Areia”, cuja arte pertence à Cleiton Martorano, com fotografia de Gui Clementino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.