sítio escola natal

Este sítio virou uma famosa escola em Natal

Cidades
Compartilhe:

A foto acima achei numa publicação do grupo Fatos e Fotos Antigas de Natal, no qual o usuário mostrou esta foto bucólica da capital potiguar. Mas, onde ficava isso?

Este lugar primeiramente é o Sítio Solidão, propriedade de Pedro Velho, onde foi construída a Escola Doméstica de Natal, na Avenida Hermes da Fonseca. Como uma simples propriedade rural virou uma escola? Por isso, a postagem está aqui, para explicar.

Lembra que a gente falou sobre os primeiros uniformes das alunas? Caso não lembre, clique aqui. Agora vamos falar o que aconteceu para que esse sítio se transformasse numa escola em Natal.

O colégio inicialmente ficava no casarão da Praça Augusto Severo, onde hoje é o Posto de Saúde Carlos Passos. No entanto, com o crescimento da procura e fama de educar mulheres, a instituição de ensino precisou de um espaço bem maior.

Então, o Governo do Estado cedeu este terreno para a escola em Natal

Vale lembrar que o primeiro governador do estado foi Pedro Velho e muitas de suas propriedades se transformaram em prédios públicos. Na época, era muito comum, principalmente no início do século XX, usar os sítios como casas de verão. Isso só mudou com o Plano Palumbo.

Uma desses prédios públicos que perceberam esta mudança foi o sítio, que também foi espaço para receber os bondinhos do Centro e Ribeira para Tirol e Petropólis.

Na década de 50, a Doméstica transferiu para Avenida Hermes da Fonseca quando o Governo do Estado cedeu um terreno para a construção de uma unidade própria.

A professora Noilde Ramalho, uma ex-aluna que estava começando a sua carreira como diretora, percebeu que seria necessário deixar o prédio da Ribeira. Qual foi o motivo? Além da infraestrutura não comportar mais a escola, as pessoas não estavam mais morando na Ribeira e ainda mais tinha o fator das chuvas, uma vez que as famosas enchentes na Ribeira estavam dificultando o desempenho das alunas.

Em março de 1952, portanto, houve a transferência para o novo endereço, na avenida Hermes da Fonseca.

A escola foi extinta em 2019. Agora, o colégio Henrique Castriciano, a parte mista do colégio que surgiu na década de 80, e a Doméstica se tornaram um espaço só. Agora, o colégio se chama Noilde Ramalho, em homenagem a ex-diretora.

E aí, gostaram do conteúdo? Deixe aqui o seu comentário ou compartilha para o máximo de pessoas. Quer comprar a segunda edição da revista do Brechando? Acesse este site (https://tinyurl.com/dn63wpyp) e confira os combos bacanudos para ter uma boa literatura na quarentena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.