Temos um doce típico feito com sangue de porco

Curiosidades
Compartilhe:

Foto acima: Tribuna do Norte

O chouriço pode ser algo parecido com uma linguiça ou um salame, preparado com carne e gordura de porco, com temperos. A comida é muito comum em países europeus. Alguns são feitos com sangue de porco, comum em Portugal, outros com carnes gordas e magras e existem aqueles de cebola. Ele é bastante utilizado na culinária espanhola. Além disso, existem várias formas de cozinhar.

Mas, no Rio Grande do Norte, existe um prato que é comum e de mesmo nome. Não é salgado, como o chouriço que falamos logo acima.

Chouriço doce ou doce seco é um doce típico das regiões sertanejas do Ceará, Piauí, Paraíba e do Rio Grande do Norte, preparado à base de sangue de porco, farinha de mandioca, rapadura e temperos que podem ser gergelim, castanha de caju , leite de coco, erva-doce, cravo, canela, gengibre, pimenta-do-reino entre outros. É muito parecido com o famoso pé de moleque.

Reza a lenda que a origem dos pratos vem dos portugueses que colonizaram as terras brasileiras. Em alguns municípios potiguares, o chouriço doce é servido na noite de São João ou no encerramento da padroeira. Ainda é bastante comum nas cidades que ficam na região do Seridó.

Para cozinhar o chouriço, o tempo gasto, em média, é de 4 a 6 horas, e geralmente, se faz em fogo a lenha.

A seguir veja um vídeo de como é cozinhado este doce:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *