Fotógrafo potiguar criou uma releitura do apelido de Natal

“Natal, Noiva do Sol, minha cidade querida, deu-me o que sempre esperei: a tranquilidade do espírito, a paz do coração, o amor pelas coisas humildes do mundo, no meio das quais sempre vivi”.

Esta frase acima foi dita por Luís da Câmara Cascudo e dizem que o nome “Noiva do Sol” surgiu a partir daí. Este é um dos apelidos que a capital do Rio Grande do Norte recebe, uma vez que a maioria dos dias ano é toda ensolarada e só escurece nos períodos de junho a agosto, quando acontece o forte período de chuvas, o nosso famoso inverno.

Por coincidência, o cantor potiguar Carlos Alexandre, aquele mesmo que emplacou as músicas “Feiticeira” e “Ciganinha”, criou uma vez uma música que leva o nome “Noiva do Sol” e fala da capital do Rio Grande do Norte.  Assim, o fotógrafo potiguar Andrey Lourenço criou uma releitura do apelido da cidade e desenvolveu esta fotografia que está acima do título, no qual é bastante elogiada nas redes sociais. A imagem foi registrada nas margens do Rio Potengi com Nikon D7100, a edição de fotos foi apenas com o programa Lightroom e Photoshop.

Lourenço praticamente criou uma própria noiva, interpretada pela modelo Vanessa Fernandes, para que o sol pudesse casar dentro de Natal.

No mês de abril, a imagem, intitulada de “Rainha do Sol”, foi exposta no terceiro piso do Midway Mall, fazendo parte das atividades do Cine Fest RN, festival de cinema do Rio Grande do Norte, promovido pela Fundação José Augusto, a partir de recursos do Banco Mundial. “O cenário escolhido foi o Rio Potengi, um dos cartões postais da cidade, conhecido por ter o mais belo por do sol de Natal. A coroa e a produção da foto foram feitas por mim, pensando em uma estética que misturasse o divino e o mistico que habitam o imaginário da cultura potiguar.”, disse o fotógrafo na Fanpage do Facebook do Cine Fest RN.

A fotografia chegou a final do concurso do Cine Fest, no qual 12 fotografias foram expostas com temas relacionadas à cultura e ao turismo do Rio Grande do Norte. As imagens foram selecionadas por três especialistas na área, entre 144 fotografias inscritas no concurso.

Sobre a música de Carlos Alexandre, a mesma pode ser escutada a seguir:

Quais frutas comuns no Rio Grande do Norte? Escolhemos 10 delas

O Brasil é conhecido por ser um país tropical e, consequentemente, por ser rico por diversas frutas. O Rio Grande do Norte por ter os biomas da Mata Atlântica e Caatinga apresenta uma grande variedade de frutas. Por isso, o Brechando listou 10 frutas que são muito comuns na região. Confira: