28 28America/Bahia setembro 28America/Bahia 2021 – Brechando

É possível para fazer comédia com Beethoven?

Para o comediante e músico Ticiano D’amore é possível. O artista, conhecido na internet primeiramente pelo metaleiro Uílame, vai se juntar a 5ª Sinfonia de Beethoven com um solista do artista Ludwig van Beethoven. Além disso, a intenção é comemorar a volta da Filarmônica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), visto que ficaram dois anos fora de atividade por conta da pandemia do Covid-19.

O concerto Beethoven com Humor acontece, portanto, no próximo sábado (02), às 20 horas, no Papódramo, também conhecido como Espaço Papa João Paulo II. Para esse encontro, o solista convidado Ticiano D`Amore promete que vai desconstruir tudo o que o público entende de música erudita.

O comediante, que eternizou o bordão “Esse homi pensa que não tá ligado”, também é professor de guitarra da UFRN. Ainda mais, promete fazer um concerto com bastante humor e muitas surpresas.

Ticiano como Uílane

Concerto de comédia sobre Beethoven vai ajudar nos estudos do Lais

O ingresso é gratuito e disponível no portal de eventos do LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde) até a próxima quinta-feira (30). Além de seguir os protocolos de biossegurança no local, podem fazer parte do evento apenas pessoas que tenham, no mínimo, uma dose da vacina contra a covid-19.

O professor da UFRN e maestro André Muniz garante que “o público surpreenderá do começo ao fim do concerto. Além disso, todo o humor é a tradução da felicidade de voltarmos a ter plateia em nossos concertos”.

O Ticiano D’Amore é guitarrista e professor da Escola de Música da UFRN. Além disso, atua nos grupos Diogo Guanabara e Macaxeira Jazz e Banda Café. É endossado pela empresa de encordoamentos Solez. Graduou em Música Licenciatura pela UFRN, bacharel em Administração pela UNP, é mestre em Administração pela UFRN e é doutor em Administração pela UFRN.

Carmem Pradella lança o seu mais novo single

A cantora Carmem Pradella continua com o projeto solo “1997”, o primeiro de sua carreira. Para divulgar o seu trabalho, ela lançou o terceiro single chamado “As Horas”, que narra sobre os vários sentimentos que tem relacionados à pandemia do Covid-19. Além disso, a música narra, em detalhes, sobre saudade, amor e sentimentos que trazem tristeza e alegria, sem perder o romantismo característico das composições de Carmem.

“Desde antes de 1997, eu já escrevia músicas, e até bem pouco tempo, acreditava que eram todas boas. Quando resolvi parar para considerar a possibilidade de produzir um álbum musical, percebi que nem todas as músicas que eu tinha eram tão boas assim, e que na verdade, eu precisava realmente me expressar, colocar algumas ideias pra fora, expulsar alguns pensamentos e fantasmas de dentro de mim, e nada melhor do que fazer isso em forma de música.”

Ouça “As horas” em todas as plataformas digitais. Escute a canção, portanto, a seguir:

Previsão do álbum de Carmem Pradella? Para 2022!

As horas faz parte do projeto “1997”, um álbum com 11 faixas que será lançado em janeiro de 2022. A ideia do disco nasceu durante a pandemia, aliás, momento onde surgiram muitas ideias novas e as pessoas realmente precisaram se reinventar. Com o produtor, músico e arranjador Eduardo Taufic, que deu vida às músicas, Carmem entrou em estúdio e deu início ao processo de lapidação e gravação das músicas.

Agora, ela finalmente lançou o seu projeto solo, onde, ela mesmo diz, “entregou de corpo e alma”. Portanto, é o trabalho mais importante de toda a sua trajetória musical. O primeiro disco terá músicas na língua portuguesa e também no inglês. O seu primeiro single se chama “Sky”, no qual ela compôs quando ainda era jovem e a canção tem um significado super especial, uma vez que conta a relação da artista com o pai dela.

Já viu a imagem da Fortaleza dos Reis Magos em 1698

Fortaleza dos Reis Magos

A Fortaleza dos Reis Magos ou Forte dos Reis Magos é uma edificação militar histórica localizada no bairro de Santos Reis e fica próximo da foz do Rio Potengi. O local recebe este nome porque sua construção se deu no dia 06 de janeiro de 1598, dia de Reis no calendário católico, e surgiu um ano antes da fundação da cidade do Natal.

O local registra diversos acontecimentos históricos, como a invasão Holandesa na capitania Rio Grande. Além disso, Natal por um tempo passou a ser chamada de Nova Amsterdã.

Você já viu alguma imagem antiga do monumento? Entretanto, o Brechando achou a gravura que mostra como era a Fortaleza dos Reis Magos no ano de 1698. Ou seja, 100 anos após a sua construção.

A gravura teve o desenho do italiano Andrea Antonio Orazi e lembra bastante as fotografias que as pessoas fazem no entorno do forte.

Tombado pelo patrimônio público

O Governo tombou a Fortaleza dos Reis Magos em 1949 e esteve sob administração da FJA até 2013. Uma grande intervenção para a conservação foi realizada em 2005 com recursos do IPHAN.  Em 2013 a gestão foi transferida para a União.

Durante a gestão do IPHAN, o Superintendente Regional Armando Holanda, articulou a devolução do equipamento ao Governo do RN, devido a reduzida estrutura do órgão federal para a administração da Fortaleza. Na oportunidade, o projeto de restauração estava pronto e aprovado pelo IPHAN, cujas sucessivas mudanças na direção do órgão retardaram a transferência que agora se concretiza.

No entanto, a União entregou a administração novamente ao Governo do Estado, que realiza a reforma do local.

Como ver a imagem melhor?

Confira a imagem, portanto, a seguir e você pode clicar e ampliar para conhecer um pouco melhor esta gravura:

Fortaleza dos Reis Magos