Sabia que a Redinha já teve um cais?

Cidades
Compartilhe:

No início do século XX,  os natalenses começaram a utilizar as casas de praia como locais para descansar no veraneio. Nesse contexto, as praias de Areia Preta, do Meio, da Redinha e de Ponta Negra foram os primeiros trechos da costa potiguar apropriados e transformados em redutos de lazer durante janeiro e fevereiro.

Nas margens da praia da Redinha, existe os restos do que seria o cais em cima de muitas pedras, onde muitos natalenses até hoje nadam próximo as ruínas, em poucos metros do tradicional Mercado Público.

O cais foi construído em torno das décadas de 1920 e 1930, a praia da Redinha começa a se tornar outra opção para a construção de residências secundárias.  Reza que o  Dr. Francisco Xavier Pereira de Brito, foi possivelmente, o “descobridor” da Redinha, praia onde construiu uma casa de veraneio, cercada de latadas, ambiente em que realizava festas que “duravam cinco dias”. Pela sua distância da cidade, era uma praia mais calma, preferida para a estação de repouso.

Aqui está uma outra foto do cais:

O resto do cais, também conhecido como trapiche, pode ser visto a seguir:

O cais foi instalado como uma forma de atravessar a região da Redinha de barco, saindo do Porto de Natal. Na foto acima do título foi guardada no Instituto Histórico e Geográfico (IGHRN) e mostra um pouco como era o monumento.

Hoje um outro tapriche foi instalado próximo, onde ver o encontro do Oceano Atlântico com o Rio Potengi.

Foi o empresário Plínio Saraiva, veranista da Redinha, que instalou um motor de energia elétrica, passando a prover energia a sua casa de veraneio e a mais duas casas, de propriedade do Dr. Mario Lyra e Francisco de Albuquerque. Em 1944, o prefeito de Natal, José Augusto Varela, inaugurou o Mercado Público da Redinha.

De 1959 a 1968, a luz elétrica disponível para algumas casas de veraneio na Redinha era fornecida por um gerador a diesel, obra executada pelo prefeito Djalma Maranhão. A instalação de energia elétrica somente ocorreu em dezembro de 1968, na gestão do então prefeito Agnelo Alves.

A abertura da “Estrada da Redinha”, atual Avenida João Medeiros Filho, começou na gestão do prefeito Dr. Creso Bezerra, em junho de 1952

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *