Por que também chamam o Presépio de Natal de Barcelona?

Curiosidades
Compartilhe:

O presépio de Natal, localizado na Avenida Prudente de Morais, era para ser um prédio público com várias lojas, sendo arquitetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 2006. Custou R$ 1,7 milhão aos cofres públicos. Era uma homenagem à cidade, que foi fundada no dia 25 de dezembro.

Por muito tempo o local ficou abandonado. Cogitou a possibilidade de formar o Centro Cultural Banco do Brasil, mas foi só um plano. As paredes brancas foram substituídas por pichações ou grafitagem. Foi lá que os skatistas acharam o local ideal para andar de skate, por conta do chão liso.

As curvas conhecidas dos projetos arquitetônicos de Niemeyer virou uma improvisada pista para esportes radicais.  Os patinadores, por sua vez, tinham mais dificuldades de arranjar um espaço só para eles, uma vez que precisa de um chão liso para poder praticar o esporte; o presépio de Natal era o canto ideal.

Foi por causa dessa curva e o chão liso que os skatistas batizaram o local de Barcelona. Por quê? Vamos te explicar.

A cidade espanhola de Barcelona, no final da década de 90 se tornou conhecida como o local ideal para os skatistas por causa das ruas quase sempre planas, calçadas super largas, escadas de granito e sol que brilha o ano inteiro.

A grande meca do skate em Barcelona é a praça do MACBA, o Museu de Arte Contemporânea de Barcelona, inaugurado em 1995 no centro da cidade, e que instantaneamente virou o maior pico de skate da Europa por conta de suas escadarias e de seu piso de granito. O “big four”, uma escadona de quatro degraus que ficava na parte de trás do museu foi considerada por muitos anos um dos dez melhores lugares do mundo para o skate urbano. Em 2009, uma reformulação do local fez a escada ficar menor e mudou a inclinação dos degraus.

Hoje, a praça segue sendo o centro nervoso do skate na cidade, lotada dia e noite com skatistas do mundo todo.

Barcelona tem outros dois importantes pontos para os skatistas: o Parc del Fòrum, um parque gigante construído para as Olimpíadas, com bancos, escadas mil e uma vista matadora do Mar Mediterrâneo (além de piscinas para um mergulho pós-rolê), e a praça de Sants, em frente à maior estação de trem da cidade, que tem uma imensa estrutura com bordas e lâminas de metal e bancos mil para manobras.

O Presépio de Natal, ou Barcelona, como chama os skatistas, tem projeto para ser revitalizado pelo Governo do Estado. Mas nesta matéria mostra que nenhum skatista ou patinador foi chamado para fazer a consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.