Resumo do primeiro dia da Campus Party Natal 2019

Nesta sexta-feira (16) foi o primeiro dia da Campus Party Natal 2019. Já nas primeiras horas da manhã, ônibus com estudantes do interior do Rio Grande do Norte e de outros estados já estavam no Centro de Convenções para fazer o credenciamento. Dentre as primeiras atividades foi uma coletiva de imprensa, com a presença de Francesco Farrugia, preisdente do Instituto Campus Party para falar das atividades e do projeto Include.

Vale lembrar que a Campus Party é o primeiro evento que será celebrado no novo espaço do Centro de Convenções, no qual ficou em obra por mais de cinco anos e tem uma vista panorâmica da praia de Ponta Negra e do Morro do Careca.

O Projeto Include é uma atividade de inclusão social, onde são instalados laboratórios de tecnologia nas escolas de comunidades carentes. No Rio Grande do Norte serão inaugurados dois, em Parnamirim e Natal, conforme falamos nesta matéria.

Os portões abriram por volta de meio-dia, onde os campuseiros começaram a instalar seus computadores para começar as suas atividades, fazer aquela jogatina ou conversar entre si para debater sobre assuntos tecnológicos.

A CPNatal, como também é conhecida, ocupa todo o Centro de Convenções e é dividida em três grandes partes: Camping, Arena e Open Campus. A primeira parte abriga 450 barracas simples no espaço.

Já na Arena tem o Feel the Future, o palco principal e ainda tem os três secundários, que são: Corders, Creativity e Entrepreneurship. O espaço também possui comunidades, onde serão realizadas algumas das palestras do evento, como Boyzinhas Arretadas, Liga de Empreededorismo Potiguar (LEP), DevOps e Dumont Hackerspace.

A abertura da Campus Party Natal 2019 aconteceu durante a noite, com a presença de autoridades e a realização de algumas palestras. O palestrante da noite, por sua vez, foi o Jon Maddog, um dos criadores do Linux, que falou sobre a importância das atividades de desenvolvimento tecnológico na América Latina nas últimas décadas.

Sobre o primeiro dia, houve o lançamento de alguns Hackathons, que são maratonas de conhecimento, no qual cada campuseiro desenvolverá um aparato tecnológico para uma determinada empresa. Ao todo, serão realizadas três maratonas, cada uma sendo realizada em um dia do evento, que são: Justiça Federal do RN, Prefeitura do Natal e Governo Federal.

Confira as fotografias do primeiro dia da Campus Party Natal a seguir:

Este robô está na CPNatal 2 e tem uma função

Um robô exposto na mesa vai chamar atenção dos campuseiros que forem na Open Campus, na parte free do evento, principalmente por parecer um braço. O mesmo faz parte da  multinacional italiana Comau, empresa do grupo FCA, líder mundial em produtos e soluções de automação industrial. O androide se chama e.DO, no qual é apresentado pela primeira vez aos campuseiros da CPNatal, nome como é chamada a edição natalense da Campus Party.

Confira a sua performance a seguir:

O robô, visitante da CPNatal, é voltado para aplicações de robótica educacional. Trata-se de um kit robótico modular, leve, de plataforma aberta, projetado com um conceito interativo para qualquer pessoa que deseja explorar e expandir seu universo de robótica.

O objetivo é tornar as experiências de aprendizado mais práticas e estimular a participação criativa de todos os envolvidos, integrando áreas de conhecimento como Robótica, Matemática, Ciências, Engenharia e Tecnologia.

O e.DO atende às demandas de 2 universos diferentes: de um lado estudantes, alunos, desenvolvedores, entusiastas de tecnologia e de outro, escolas, universidades, empreendedores, centros comunitários que desejam promover conhecimento e inovação.

Para conhecer mais sobre e.DO Experience, visite:
https://edo.cloud/edo-experience ou
https://www.comau.com/pt/comau-academy/e-doexperience.

Sobre a Comau

É uma multinacional italiana com sede em Turim, a Comau tem uma rede internacional de 32 filiais distribuídas em 14 países, 14 fábricas e 5 centros de inovação, empregando mais de 9.000 pessoas. A rede global de distribuidores e parceiros permite com que a empresa responda rapidamente às necessidades dos clientes com a mesma eficiência, em qualquer lugar do mundo. Como parte da sua abordagem de automação aberta, a Comau também está comprometida com o desenvolvimento de ambientes colaborativos, onde o ser humano está no centro do processo produtivo. Isto inclui treinamento prático, através da Comau Academy, programa de formação profissional da Comau que visa potencializar as competências técnicas e gerenciais necessárias para enfrentar os desafios e as oportunidades da indústria 4.0.

Dois laboratórios de inclusão serão inaugurados na Campus Party

Uma das contrapartidas da Campus Party é a criação de projetos de inclusão digital nas comunidades carentes. Durante o evento em Natal, que acontece neste fim de semana, serão inaugurados dois laboratórios do projeto Include.  O anúncio foi feito durante a coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (16).

Os laboratórios ficarão na Escola Municipal Emérito Nestor Lima, em Parnamirim, na Grande Natal, e o outro será colocado no SESC de Potilândia, conjunto habitacional que fica em Lagoa Nova, zona Sul da capital potiguar.

O Include é promovido pelo Instituto Campus Party e consiste na criação e montagem de laboratórios de robóticas para aproximar jovens de comunidades carentes em um ensino com tecnologia de ponta. Além disso, o projeto quer identificar talentos para que os mesmos possam entrar no mercado de trabalho.

“O legado da Campus Party é levar para as cidades pelos quais passa o que há de mais inovador e tecnológico em diversas áreas do conhecimentos. Com o Include, conseguimos entrar nas comunidades mais carentes, capacitar os jovens dessas regiões e promover uma maior inclusão tecnológica”, disse Francesco Farrugia (foto acima do título), presidente do Instituto da Campus Party durante a coletiva de imprensa.

Coletiva também contou com a presença de entidades das prefeituras do Natal e de Parnamirim e do Governo do Estado.

Farrugia também comentou que o projeto é uma das formas de acabar com o domínio do Narcotráfico. “Nesta guerra, a gente não quer, no mínimo, empatar e fornecer novas soluções para as comunidades mais carentes”.

A intenção é criar novos laboratórios no estado do Rio Grande do Norte nos próximos anos e neste ano já foram inaugurados espaços semelhantes aos que serão inaugurados em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A segunda edição da Campus Party Natal terá a cerimônia de abertura nesta sexta (16), às 19 horas, e as atividades seguem no sábado (17) e domingo (18). Para acompanhar as atividades é só acessar o site Campuse.ro, onde algumas palestras serão transmitidas ao vivo.

Conversando com os acampados da Campus Party 2019

Os visitantes da Campus Party são campuseiros e eles já estão desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (16) na Campus Party 2019, no qual acontece no Centro de Convenções do Evento. Como falamos no ano passado, “a graça do evento“, é sair de sua cidade para ficar acampado dentro do evento.

Visitando a área de camping, o Brechando entrevistou algumas pessoas que saíram de vários lugares do Rio Grande do Norte e outros estados para saber como é um pouco ser campuseiro e a área de interesse de cada um.

O casal Kiane Carvalho e Tauan Almeida são estudantes de Tecnologia em Alimentos e Ciência da Computação, respectivamente. Nerds assumidos, saíram de Petrolina, interior de Pernambuco, para participar da segunda edição natalense da Campus Party. A meta é buscar conhecimento e também formar novos amigos e parceiros para futuros trabalhos.

“Eu vim aqui porque sempre traz algo de promissor na minha área, apresentam as novas tecnologias e quero me aperfeiçoar no meu trabalho”, contou o Tauan. Já a Kiane, inicialmente, veio para “acompanhar o namorado”, mas também quer buscar conhecimento, principalmente na área do desenho. “Só lamento em ter que voltar para Petrolina no domingo de manhã”.

Pedro Guilherme é natural de Mossoró e é experiente na Campus Party, visto que já foi na edição de Recife e a de Natal. Estuda Ciência da Computação na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) e veio em busca de parcerias para trabalho. “A gente tem uma grande oportunidade de Network, você conhecendo novas pessoas e novas tecnologias é primordial para a minha profissão”, disse.

Já Rafael de Luna veio por conta das palestras da CP e também por ter gostado bastante da edição do ano passado. Em entrevista ao Brechando, ele conta um pouco de suas expectativas para esse ano. “Nesse ano aumentou a quantidade de palestras e terão assuntos mais aprofundados, me interessando bastante”.

Confira algumas fotos do camping dos campuseiros: