Cidades Curiosidades

Gratuitamente, documentário do Passo da Pátria será exibido no bairro do Tirol

Compartilhe:

Por que falar do Passo da Pátria? Após anos documentando a comunidade através de seu trabalho de fotojornalismo, sempre para registrar os crimes acometidos na região, o fotógrafo Alex Régis resolveu criar um documentário de longa-metragem chamado “Passo da Pátria – Porto de Destinos”, com o objetivo de mostrar o bom lado do local, feito junto com Paulo Dumaresq.

Na próxima quinta-feira (11), às 20 horas, será exibido no  Abayomi Espaços Compartilhados, localizado na rua Ezequias Pegado, 1021, no Tirol.

Diferente dos outros lugares da zona Leste, como Petrópolis e Tirol, o Passo surgiu de forma improvisada e desordenada, espremida entre a linha do trem e o rio Potengi.

Além da exibição do filme, o Abayomi abrigará também a exposição fotográfica homônima assinada por Alex Régis, que já esteve no salão principal da Fundação Capitania das Artes (Funcarte). A entrada é gratuita.

O aspecto histórico do lugar inspirou o título do filme, que lança um olhar humano sobre o cotidiano dos moradores. 

“Certa vez, fui lá para produzir a capa de um caderno especial. A intenção era capturar uma imagem de pesca bem plástica. Tinha ali o local perfeito, com o cenário composto por barcos e a luz do pôr do sol refletida no rio Potengi. Depois de fazer a foto, comecei a conversar com o pescador ‘Nino do Peixe’. Ele falava do Passo com um orgulho, um brilho no olhar que me despertou o interesse em pesquisar a história da comunidade”, disse o fotógrafo, contando como surgiu a ideia do documentário.

Alex saiu de lá com a foto que lhe daria o prêmio BNB de Jornalismo e também com uma visão menos preconceituosa. “Eles sofrem discriminação. Quem passa ali na Avenida do Contorno e olha pra comunidade, tem medo”, disse. Com o tema definido e uma prévia ideia de que linha seguir, convidou o jornalista e dramaturgo Paulo Jorge Dumaresq para escrever o roteiro e o ajudar na direção.

Os dois já haviam trabalhado juntos no curta de ficção “Incontinências” (2014).

Entre planejamento, pré-produção, produção, edição, finalização e mixagem de áudio, o documentário levou um ano para ser feito — 100% com recursos próprios e a colaboração de parceiros. Os diretores contam a história do Passo da Pátria, desde os primórdios até os dias atuais, pela boca de seus moradores. 

A trilha sonora composta para o filme é toda potiguar e original, com direção musical de Adriano Azambuja. Destaque para a canção “Passo da Pátria – Porto de Destinos”, de Antônio Ronaldo e Franklin Mário, interpretada pela cantora Antoanete Madureira, e o rap “As margens”, do projeto Éris (Artur Faustino e Bruno Otávio). Participam ainda os músicos Nicholas Guitarman, Dudu Campos, Isaac Ribeiro e Heudes Régis.

Serviço:

Exibição do filme “Passo da Pátria – Porto de Destinos” e exposição fotográfica.

Quando?  11 de outubro de 2018.

Hora? 20 horas.

Onde? Abayomi Espaços Compartilhados.

Quanto? Gratuito.

Lara Paiva

Oi, eu sou o Goku. Mentira, meu nome é Lara. Sou jornalista e publicitária formada pela UFRN, natural de Natal. Sempre fui de humanas. Tem um blog para expor as suas curiosidades e anseios desta vida e mostrar os diferentes lados da vida urbana.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *