17 17America/Bahia maio 17America/Bahia 2019 – Brechando

Eco Praça continua seu projeto de sustentabilidade na Praia de Pipa

Após a realização de atividades na Praça do Floriano Cavalcanti e na Vila de Ponta Negra, o Eco Praça retoma o tema do desenvolvimento sustentável neste sábado (18) na Praia de Pipa, mais precisamente na Praça do Pescador,com atividades de  cidadania, sustentabilidade e valorização da cultura.  “Essa é a segunda edição do Eco Praça com o tema Sustentabilidade e mais uma vez pretendemos levar esse assunto, tão vital para toda a humanidade e para nosso planeta, como discussão para comunidade. Dessa vez aportamos pela primeira vez em Pipa e esperamos realizar uma edição linda, cheia de alegria e cidadania”, explica Geraldo Gondim, diretor e idealizador do Eco Praça em release para imprensa.

Dentre as atividades está uma palestra sobre mudanças climáticas, roda de capoeira, doação de 100 mudas para praia de Pipa, apresentação de artistas locais, discotecagem com Paulo Souto e a noite se encerra com show de Chileno Guerreiro.

O projeto Eco Praça é um movimento sociocultural de ocupação e ressignificação criativa de praças e espaços públicos sob a perspectiva de ações colaborativas que englobam arte e cultura, lazer, economia solidária e criativa, educação ambiental, esporte e qualidade de vida, com intervenções lúdicas, promovendo a conscientização socioambiental e transformação desses espaços. Incorpora em seu conceito diversas experiências culturais atreladas a discussões relacionadas ao direito à cidade, com o objetivo de despertar na população participante o interesse pela gestão comunitária dos espaços públicos.
A ação é idealizada e promovida pelo Instituto Ancestral, organização social autônoma e popular que desenvolve ações afirmativas de caráter cultural, político e eco pedagógico com o objetivo de promover e difundir habilidades para alcançar um modo de vida sustentável.

Serviço:

Eco Praça Sustentabilidade – Edição Pipa
Sábado – 18 de maio – das 15h às 22h
Praça do Pescador – Praia da Pipa

Programação Eco Praça Sustentabilidade – Edição Pipa
15h – Discotecagem com Txio Paulinho (Paulo Souto)
16h – Feira Economia Criativa
16h10 – Palestra sobre Mudanças Climáticas com Kaleb Melo – ONG Climate Reality
17h30 – Circo Tropa Trupe com o espetáculo A Fuga do Espelho
18h – Ação Ambiental (doação de 100 mudas)
19h – Roda de capoeira com o Mestre Gian
19h15 – Oficina de Origami com Kaline Xai
20h30 – Apresentação musical com o artista local Peixinho
21h10 – Show com o Chileno Guerreiro

Brechando Vlog: Por que eles foram na rua para protestar?

15 de maio de 2019 foi o dia de uma das maiores manifestações que o país já teve. Em Natal, por exemplo, conseguiu reunir quase 100 mil pessoas em uma manifestação que criticara a gestão do governo de Jair Bolsonaro e suas políticas voltadas ao anti-esquerdismo, como muitos alegam.

Recentemente, o Ministério da Educação realizou o corte de 30% das universidades e instituições federais, no qual alega que seria para investir na educação básica, sem dizer qual foi o plano. Enquanto isso, universidades e institutos federais tiveram que cortar suas bolsas de pesquisas e alegam que o corte impede o funcionamento das atividades das instituições de ensino para esse, prejudicando não só os alunos, mas aqueles que querem ingressar na educação pública.

O Brechando Vlog entra em seu décimo oitavo episódio mostrando como foi o protesto em Natal, no qual contou com a participação especial de Guilherme Boulos, integrante do Movimento dos Sem-Teto e ex-candidato à Presidência da República em 2014.

Afinal, por que as pessoas foram na rua protestar? Por que lutar em nome da educação?

A próxima manifestação está marcada para acontecer no dia 30 de maio e no dia 14 de junho, quando haverá a greve geral.

Veja o vídeo a seguir:

Para ler também: [TUTORIAL] Aprenda a mexer melhor no Ilustrator

80 fotos do protesto em Natal-RN