Evento do Google reune mulheres interessadas em informática na capital potiguar

Que tal unir empoderamento com tecnologia? Esta é a proposta do evento do Google (sim, a magnata das tecnologias, a concorrente do Facebook e uma das donas da Califórnia) chamado “Women Techmakers (WTM)”, cujo objetivo é  promover a visibilidade, o fortalecimento e empreendedorismo feminino na área tecnológica, setor que tem uma participação predominantemente masculina. A primeira edição natalense acontecerá no sábado (3), a partir das 13 horas, na unidade da Avenida Engenheiro Roberto Freire da Universidade Potiguar (Unp). Ele é totalmente gratuito. Está esperando o que para participar ?

O WTM está presente em mais de 50 países, promove um ambiente saudável para o aprendizado e a troca de experiências e ideias.

Leia Também:

Além de ser feito exclusivamente para mulheres, o evento quer inspirar e trazer conhecimento, visando debater a importância da presença e envolvimento das mulheres nesses setores e apoiá-las em seu desenvolvimento e aperfeiçoamento dentro destas áreas que são, na maioria, dominada por homens.

“Queremos compartilhar informações e mostrar que temos mulheres trabalhando em altos cargos no Brasil e pelo mundo”, avisa a organização. A intenção não é trazer apenas programadoras, mas gente interessada em  tecnologia, esportistas, artistas, estudantes, empreendedoras, empresárias, desenvolver novos negócios, adquirir conhecimento e fazer bastante networking.

Sim, outras pessoas que não estão na área devem participar, desde estudantes, empresárias, desenvolvedoras, designers ou que tenham interesse em empreendedorismo, desenvolver novos negócios, mas principalmente adquirir conhecimento e fazer bastante networking. São palestras inspiradoras e promete abrir a cabeça das pessoas que pensam empreender na área de tecnologia.

Para saber mais do evento é só acessar este link aqui.

Confira a programação completa a seguir:

Programação

13:00 às 14:00    Credenciamento

14:00 às 14:30    Abertura

14:30 às 15:15    Isabelle Richard  –  Computadoras: O Poder das Mulheres na Computação

15:15 às 16:00    Ana Cristina  –  A autoestima da mulher na tecnologia

16:00 às 16:15    Coffee Break

16:15 às 17:00    Andreia Gabriele  –  Obstáculos: uma motivação para seguir

17:00 às 17:45    Fabiana Gondim  –  Inovação em uma jornada empreendedora

17:45 às 18:00    Encerramento

[CRÔNICA] Mãe, eu fiz uma nova tatuagem

Pois é, mainha, eu fiz uma outra tatuagem e ela é bem grandona, como você está vendo na foto acima, maior que aquela das minhas costas, acho que você não vai gostar muito, porém, a senhora se acostuma, como muitos pais. Minha mãe é para frente, um pouco feminista e sempre valoriza as suas filhas para “Run The World”, mas ela odeia modificações corporais. O seu cabelo é sempre o mesmo, variando em tamanhos mais curtos ou mais longos de seu impecável chanel. A maquiagem tem que ser a mais simples possível, as sombras só são usadas quando vai para festas. No cotidiano é um conjunto de rímel, batom e pele. Nada muda. Mas, isso não quer dizer que ela tem a sua própria beleza por não gostar de body modification.

Compreendo, tem pessoas que gostam de tudo sobrecontrole. Mamãe é uma delas.

Leia Também:

Eu sou inconstante, já deixei o cabelo com todos os cumprimentos possíveis e impossíveis. A cor do meu cabelo também. Tudo começou quando eu queria ser a Penélope do Castelo Rá-Tim-Bum,  e veja só, hoje somos até mesmo parceiras de profissões.

Agora está um verde levemente desbotado enquanto escrevo e espero que chegue minha tinta de colorir cabelo que comprei no estrangeiro. Desde pequena eu a enlouquecia com a ideia de ter piercings e tatuagens. Carla Perez desfilando nos programas de televisão com o seu piercing no umbigo, influenciou um monte de meninas. Mas, na verdade, comigo, achei um máximo quando a filha do chefe do meu pai tinha o mesmo, sem contar que nesta época começava a assistir a MTV, minha primeira inspiração de piercing, e acabei colocando um em setembro do ano passado.

O tempo da minha adolescência chegou e as modificações corporais também. Tudo começou com papel crepom vermelho no cabelo, depois um brinco na região da cartilagem (depois trocado por um piercing) e, finalmente, o piercing no nariz. Os dois piercings citados ainda estão comigo e isto nunca modificou minha personalidade. Nem aquele meu cabelo azul, que todos insistiam para que pintasse de volta de preto.

Mainha vai me chamar de tapete persa, mas ela vai se acostumar (eu espero!) com mais uma das minhas artimanhas. mas, mamãe não brigou comigo quando fiz o segundo furo no lóbulo da orelha, pelo contrário, me questionou por eu não ter feito antes, apesar dela ter ficado bastante chateada quando soube que peguei um brinco pontiagudo para realizar este trabalho. Que coisa louca e ao mesmo contraditória!

As tatuagens vêm e vão, mas ela sabe que essas obras de arte fazem parte da minha vida. As flores espalhadas pelo meu corpo são o jardim que construo, para apaziguar e dissipar o caos. A arte pode ser manifestada de diversas formas: na pele, nas paredes, livros, quadros e até mesmo em textos. O Brechando surgiu em nome das minhas inconstâncias e, como minha vida, pode mudar em um piscar de olhos.

Mainha, desculpa, por não conseguir manter o corpo sem se modificar em menos de um ano. Mas tatuagem é tão legal, principalmente quando você deixa como obra de arte. Prometo que não colocarei nome de filho/namorado/marido em mim, pois até que tenho juízo.

Somos diferentes. Você gosta das coisas controladas. Enquanto eu sou o descontrole em pessoa. Muito obrigada, por mostrar que a gente pode ser o que quiser.

Natal realizará um festival de cinema dentro do Cinemark com Rubens Ewald no júri

Você já assistiu algum curta potiguar? Apenas no You Tube? Quer assistir? O Cine Fest está marcado para acontecer entre os dias 24 a 29 de abril, no Cinarmark, localizado no shopping Midway. O evento promete ser o maior festival que a capital potiguar terá. A festa de lançamento vai acontecer na noite desta quarta-feira (28), no bairro de Petrópolis. Além do Cinemark, haverá uma mostra itinerante nas praias de Ponta Negra e Redinha, um dos principais cartões-postais da cidade.

Ultimamente está rolando diversos eventos relacionados à produção audiovisual potiguar, no qual os produtores estão cada vez mais cobrando atenção dos poderes públicos e também empresários.

A intenção é transformar em um mini-Cannes ou mini-Gramado (maior festival de cinema do Brasil). O Festival será composto por Mostra Competitiva de Longas Nacionais, Mostra Competitiva de Curtas Nacionais e Mostra Competitiva de Curtas Potiguares. Além das mostras de cinema, será promovido o concurso fotográfico com temática sobre o Rio Grande do Norte intitulado Turismo e Cultura no Elefante (O estado tem formato de elefante, depois falamos em uma outra postagem). As melhores obras serão premiadas e integrarão a exposição Cultura no RN.

“Eventos culturais são importantes ferramentas de marketing cultural e turístico. Um exemplo é Gramado, cujo festival de cinema se tornou marca mundial”, frisou o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar. “Queremos consolidar Natal e o RN como destino cultural, e também mostrar nossa produção audiovisual aos grandes produtores”, ressalta Edson Soares, diretor da Engady Cine Video.

Edson Soares da Engady Filmes
Logo do Festival de Cinema

A Engady é a realizadora do evento e instituirá o Conselho Curador. O renomado crítico de cinema Rubens Ewald Filho será o presidente do Júri Oficial. O Conselho selecionará filmes inscritos previamente no site do Festival, que está sendo montado. Serão escolhidos cinco filmes longa-metragem nacionais, dez curtas nacionais, e outros dez curtas potiguares. Todos produzidos entre outubro de 2016 e março de 2018 e ainda sem exibição comercial.

Para quem não sabe, o Rubens Ewald Filho é o principal comentarista do Oscar da TNT. Sim, ele é o moço que está na foto acima do título.

Para a mostra competitiva de longas, serão premiados o Melhor filme (R$ 5 mil), Melhor diretor (R$ 3 mil), Melhor ator (R$ 3 mil) e Melhor atriz (R$ 3 mil). Na mostra competitiva de curtas nacionais, o melhor filme receberá R$ 3 mil. E na mostra competitiva de curtas potiguares, serão premiados o Melhor curta (R$ 3 mil), Melhor diretor (R$ 2 mil), Melhor roteirista (R$ 2 mil), Melhor ator (R$ 2 mil) e Melhor atriz (R$ 2 mil).

No caso do concurso fotográfico, a curadoria coordenada por associações e coletivos de fotógrafos do Estado selecionará dez fotos entre as inscritas no site. Todas elas integrarão a exposição Cultura no RN instalada no saguão do Cinemark Natal e receberão certificado de seleção do Festival. A premiação em dinheiro será distribuída ao primeiro colocado (R$ 3 mil), segundo colocado (R$ 1,5 mil) e terceiro lugar (R$ 1 mil).

O evento conta com patrocínio do Banco Mundial e Governo do Estado (fazendo parte das atividades do Governo Cidadão, antigo RN Sustentável) e realizado pela Engady Cine Video.

Mais informações serão divulgadas através da fanpage do evento, disponível neste link.

Grupo de teatro de Natal faz apresentação em São Gonçalo do Amarante nesta semana

O Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare está há mais de 20 anos misturando o Nordeste com as peças de William Shakespeare, além de ajudar na formação de atores e incentivar a difusão das artes cênicas no Rio Grande do Norte. Nos dois primeiros dias de março, a peça “Abrazo”, que será apresentado no Teatro Municipal Poti Cavalcanti, a partir das 19 horas. Uma ótima oportunidade para aqueles que não tem tempo para descolar para Natal e assistir algo.

A peça não possui diálogos, mas é composta com vídeos de animação e trilha sonora especialmente preparadas para o espetáculo, as apresentações realizadas nesta circulação contam com o serviço de áudio-descrição e visita tátil aos elementos de cena, colaborando para a acessibilidade de pessoas com deficiência visual à obra, além de se caracterizar por ser compreensível a pessoas surdas.

Abrazo narra um lugar onde não é permitido abraçar e personagens atravessam um quadrado contando histórias de encontros, despedidas, opressão, exílio, mas, também, afeto e liberdade.  A obra é a segunda parte da trilogia latino-americano dos Clowns de Shakespeare (as outras duas são: Nuestra Senhora de las Nuvens e Dois Amores y um Bicho).

Além disso, o grupo vai promover oficinas, bate-papos e intercâmbios com grupos locais nas cidades que receberão o espetáculo, compõem a programação. Após cada apresentação, será realizado um bate-papo com o púbico presente sobre variados aspectos do enredo e de seu processo de criação, além de duas oficinas, sendo uma delas voltada para crianças e outra direcionada a atores, estudantes de teatro e demais interessados na área.

Depois de São Gonçalo do Amarante, o grupo segue para Triunfo/PE, nos dias 06 e 07 de março, às 19h, no Theatro Cinema Guarany.  E, finalizando a circulação, em Juazeiro do Norte/CE nos dias 13 e 14 de março, também às 19h, no Teatro do Sesc Patativa do Assaré.

Serviço:

Circulação Abrazo – Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare em São Gonçalo do Amarante 

 Apresentações: 1º e 02/Março – 19h – Teatro Municipal Poti Cavalcante – R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

Oficinas: Adultos: 03/Março – das 09h às 13h – CEEP – Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Ruy Pereira dos Santos – Grátis

Crianças: 03/Março – das 09h às 12h – CEEP – Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Ruy Pereira dos Santos – Grátis