filme potiguar prêmios festivais

Tempo de leitura: 2 minutos

Sabemos que uma campanha eleitoral não é só primeiramente convencer o público a votar em certo candidato político. Todavia, envolve um trabalho de diversas áreas.

Inclusive na comunicação, visto que trabalham jornalistas, designers, editores para vídeo de televisão ou rádio, um diretor organizando a produção e ainda mais contratar os apresentadores. Assim, é a visão do curta “Vai Melhorar“, sob a direção de Pedro Fiúza.

O foco, em resumo, é mostrar o lado podre da campanha política. Além disso, a boa notícia que a sua produção recebeu 22 prêmios em vários festivais nacionais. Também vale salientar que Fiúza assinou o roteiro, juntamente com Mateus Cardoso.

Cardoso é ator da peça “A Invenção do Nordeste” e acima de tudo participa no curta.

Somente a atriz Cássia Damasceno, a protagonista do prêmio, recebeu cinco prêmios de melhor atriz. Mas, você pensa que a premiação acabou? Agora temos a novidade sobre o filme potiguar, no qual tem chances de ganhar mais prêmios nos festivais.

Indicação ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Antes de mais nada, a novidade é que o diretor recebeu a indicação ao 20º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Ainda assim, a edição 2021 do prêmio em Curta Metragem Ficção, ao lado de 21 filmes para o primeiro turno. As obras serão terão votos de membros da Academia Brasileira de Cinema.

Ademais, a Academia escolherão cinco para o Troféu Grande Otelo.

A obra estreou no Curta Kinoforum e já recebeu o prêmio de favoritos do público.

O filme narra a história de Luísa, jornalista que vai ao Nordeste com a finalidade de apresentar os programas televisivos da campanha para prefeito. O mesmo quer se reeleger na cidade nordestina e para isso ele é capaz de fazer tudo (mesmo).

Você pode ler também:  Gaby Amarantos e Júnior Groovador fazem música para "Cabras da Peste"

Durante o filme, a narração conta a vida de Luísa. Entretanto, uma descoberta de bastidores obriga a jornalista a tomar uma séria decisão. Dessa maneira, ela lida com as atividades éticas e profissionais.

Confira o trailer da produção, portanto, a seguir.

Por que Pedro fez este filme?

A obra foi idealizada por Pedro Fiuza a partir de experiências suas e de colegas em equipes de produção audiovisual de campanhas políticas. O diretor, que se formou em Comunicação e Especialista em Cinema, quis lançar um olhar aos profissionais que submetem a campanha política. Em contrapartida, deu voz àquelas e aqueles que enxergam os meandros do fazer político sob outros ângulos.

Para o diretor, a indicação ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro consagra e ainda mais celebra artistas e técnicos que trabalharam por quatro anos. Também atesta a crescente qualidade da produção potiguar.

“Vai Melhorar” é um filme em virtude, portanto, do edital público Cine Natal 2016. Participou mais de 80 profissionais na produção.

Gostou de saber que um filme potiguar ganhou vários prêmios em festivais? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe este conteúdo nas redes sociais.


Post Anterior | Próximo post

Deixe uma resposta

Clique na imagem abaixo para comprar o nosso livro

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

maio 2021
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Categorias