Tempo de leitura: 3 minutos

Para uma pessoa que transpira ansiedade o tempo todo, o colega pedir calma é uma blasfêmia. Por mais que o corpo pareça estar mexendo o tempo todo, por dentro eu estou de coração e mente sã. Conhecer o meu corpo foi algo que estou aprendendo cada dia. Assim como colocar limites na minha vida. A ansiedade é o sofrimento por antecipação. Os meus sofrimentos geralmente aparecem quando chega o medo de falhar e posso me descontrolar quando isto acontece.

Mas, isto não aconteceu. O que estava planejando para quinta?

  • Trabalhar na agência de publicidade o dia todo.
  • Estudar
  • Fazer freelancer
  • Monitorar e escrever algo para o blog nos próximos dias
  • Ir para terapia

Só fiz o trabalhar e ir para terapia, mas eu estava feliz e despreocupada. Evitei o estresse, pois sabia que eu iria resolver mais cedo ou mais tarde.

Todos nós gostamos das coisas bem planejadas e encaixadas para que saia perfeitamente os nossos objetivos do nosso dia. Para muitos, o dia bom é quando aquele sai tudo nos conformes, porém nem sempre deveria acontecer. Durante toda quinta-feira (21), o Brechando ficou fora do ar por conta de um problema entre o wordpress e o Hostgator (onde o site fica hospedado). O que deveria ser horas de aflição, foi um dos períodos que tive manter a calma, uma vez que os views caíram mais de 60%, sem contar que perdi um dia de monetização. Poderia chorar, xingar todo mundo e falar muitas asneiras, pois sei que os planos podem alterar.

A vida em seus métodos diz calma
Vai com calma, você vai chegar
Se existe desespero é contra a calma, é
E sem ter calma nada você vai encontrar

Como já dizia o Di Melo

A saída do blog repentina ao ar tive que pensar rapidamente o que fazer na hora de voltar, como concentrar no meu trabalho de social media e que medidas tomaria enquanto as pessoas estão assistindo a vitória ou derrota da seleção brasileira. Na teoria, eu queria planejar agosto, a revista do blog (previsão de lançamento para setembro) e continuar monitorando as redes sociais que monitoro, tanto na agência aonde trabalho quanto em freelancer.

Você pode ler também:  10 motivos para ajudar o Brechando a montar a sua revista

Aprendi nesses três anos de Brechando e seis anos atuando como jornalista (contando com os meus estágios), que a vida de uma pessoa que trabalha com Comunicação Social, principalmente no webjornalismo, é rápida e nunca tem uma história linear para contar.  Já cheguei a chorar de raiva a passagem de ônibus perdida por ter ido ao estágio em portal de notícias e o hospedor ou a internet está fora do ar. A parte ruim era que nenhum jornalista, muito menos eu, sabia de coisas relacionadas à informática, tudo era terceirizado. Mas, trabalhando independente as coisas mudaram e isto foi uma coisa benéfica.

Com o Brechando, eu tive que ser jornalista, contadora, administradora e a menina da informática ao mesmo tempo. Poderia ser um trabalho exaltante, porém ele me ensinou a ter calma e aprender muitas funções que nunca aprenderia se estivesse nos bancos da faculdade ou trabalhos considerados tradicionais.

Além disso, eu sempre estou em constante mudança. Apesar do site não ter tido a presença física na quinta-feira, por dentro eram várias conversas com a Hostgator )enquanto terminava uma montagem de um cliente no Photoshop ou monitorando quantas pessoas tinham comentado naquele post que deveria viralizar), mudança forçada do layout e também na atencipação da nova logo, que iria ser apresentada no dia 09 de julho.

Por que? Porque 09 de julho é o lançamento da campanha de financiamento coletivo da revista do Brechando no Catarse, no qual informaremos todos os detalhes. Serão matérias bem mais extensas que o site, mas sem perder a essência editorial, que contará com a ajuda de uma galera muito legal.  Até setembro, eu postarei diversos assuntos relacionados à revista, nem que seja uma vez por semana.

Você pode ler também:  Agendão feliz do carnaval de Natal 2017

A intenção da logo é mostrar que o blog está de olho (literalmente) em todos os lugares e observando pelas brechas da vida urbana em que eu e outras pessoas circulam por aí. Vamos olhar todos os detalhes da cidade ao infinito e além, como diz o Buzz Lightyear.

Durante a noite, eu tive que pagar de nerd e mexer em banco de dados e mais conversas com o hospedor.

Nunca vou dizer que foi um dia perdido, mas um dia de mudar os planos, manter a calma e renovar sempre.

A pausa serve, muitas vezes, antecipar planos que estavam postergando. Crie, continue e procure conhecimento!

Por brechadas mais internas, por favor!


Post Anterior | Próximo post

Deixe uma resposta

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Ei, você sabia que a Revista Brechando nº 2 está disponível na Amazon? Independente se você mora em Natal ou não, você vai ter acesso a sua revista.

 

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

junho 2018
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Categorias