Tempo de leitura: 2 minutos

A expressão é bastante conhecida no Nordeste, derivado da mania dos nossos colonos portugueses falarem “Ó, gente!” diante de uma surpresa. Só que, com o sotaque do português nordestino, saía “Ó xente!”. Assim como o “virgem Maria” virou “vish Maria!” e “Ave Maria” virou “armaria”. Mas, alguns, resumem esta palavra com “Oxe”.

Existe uma versão que a sua origem veio no Rio Grande do Norte, com a chegada dos norte-americanos para instalação da base militar durante a Segunda Guerra Mundial. Reza a lenda que os natalenses, ao ouvirem “Oh Shit”(Ô Merda) dos soldados americanos, eles resolveram reproduzir do jeito deles e foi assim que surgiu o nosso Oxe.

Por muito tempo, alguns consideravam, que esta história era verdadeira, tanto que foi reproduzida no filme “For All – O Tranpolim da Vitória”. Mas, a história não foi bem assim.

O “Oxente” já vem dos antigos sotaques do Portugal nortenho, mais precisamente dos portugueses transmontanos e alto minhotos que migraram ao Nordeste ainda nos tempos de colônia; além também dos dialetos das várias levas de galegos (povo proveniente do Noroeste da Espanha) que vieram ao Brasil. Nas províncias de Trás-os-Montes e Alto Minho, em muitos lugares é comum falar “paxar”, em vez de “passar”; “raxo”, em vez de “raso”… Ouvir “xente”, em vez de “gente”, e “virxe” ao invés de “virgem” etc. Na língua galega, tais formas são inclusive tidas como as oficiais pela academia que rege a língua.

As formas “vixe Maria” e “oxente”, no Brasil, são originalmente da população mais ao interior do Nordeste, onde vários lugares ficaram por muito tempo mais isolados. Daí algumas das características daqueles sotaques nortenho e galego, que por isso se mantiveram. A população das capitais nordestinas de zonas mais úmidas, como Recife e Salvador, já usam a expressão por influência do interior. As formas abreviadas “oxe”, “oxen” e “vixe” são as mais comuns nas grandes cidades, ao contrário do que acontece em várias das cidades menores do interior do Nordeste, onde as formas completas prevalecem.


Você pode ler também:  De onde surgiram estes "caracóis" em Natal?

Post Anterior | Próximo post

3 thoughts on “De onde veio a expressão Oxente? Veio dos Americanos?







  1. Inclusive na Bahia existe um tratamento Carinhoso típico da família patriarcal antiga da Bahia. as crianças chamarem os pais de PAINHO E MAINHA. Era uma forma carinhos de respeito e afeto das crianças para com seus pais. Hoje os adultos continua usando essa forma carinhosa de chamar os Pais. Oxente é da Bahia e Expressa comoção quando uma pessoa está sofrendo. Ela era falada de forma muito suave e expressando sentimento. Ó GENTE vamos ajudar. A Bahia é o Berço da família patriarcal Portuguesa no Brasil. Até.

  2. Oxente. significa Ó GENTE. palavra que expressa COMOÇÃO. palavra de origem na Bahia apartir do século XIX falado pelas famílias patriarcais, para expressar o sofrimento de um filho ou entes querido quando estava sofrendo. na década de 1960, essa palavra foi perguntada para vários nordestinos inclusive do final de 1800 e início de 1900, e ficou claro que significa Ó GENTE que é uma COMOÇÃO. presume-se que a origem da palavra veio do sertão da Bahia porque as pessoas perguntadas diziam que as pessoas do litoral eram mais letradas e achavam estranho esse linguajar. oxente se difundiu por todo o nordeste. hoje oxente tem mais significados. Saudações.

  3. Alguns vem com essa história de “Oh Shit”, apenas levando desinformação e repassando o que não sabiam. Como explicariam a palavra dita em tantos lugares do Nordeste, sem que tais lugares tivesse o mínimo de contato com a capital Natal e o convívio americano?
    Como explicariam que a palavra é anterior ao período em que os americanos estiveram em Natal devido á segunda guerra mundial?
    Dizer que sua origem vem de “Oh Shit” ,e tomar o resultado pela causa, é inverter as histórias, é querer dar crédito pra outra língua como se isso fosse bonito, e principalmente, é esquecer o trabalho do maior professor e folclorista da cultura brasileira: Luís da Câmara Cascudo.

    A palavra Oxente vem simplesmente do Oh gentes! ou Oh gente! interjeição utilizado para chamar a atenção pública para um fato pitoresco, algo estranho ou inusitado, um alerta, e, até uma forma de dizer ao público em volta que se está abalado, aflito ou surpreso com uma notícia. Passado o tempo a palavra em sua forma fonada foi tomando à forma com a qual nosso povo nordestino passou a escrevê-la atualmente: oxente! mas que tem sua história própria, longe de qualquer “oh shit”. Isso quem nos elucida é o magistral Câmara Cascudo, um grande estudioso de expressões e de nossa história brasileira.

    O resto é invencionisse de mal gosto e passada de maneira desinformada por aqueles que não tem cuidado de confirmar as fontes. Os próprios fatos históricos nos dizem o contrário!

Deixe uma resposta

Clique na imagem abaixo para comprar o nosso livro

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

julho 2017
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Categorias