Maria Fxntes

Tempo de leitura: 3 minutos

Outubro é um novo mês e novos ciclos vão surgir. Por falar em mudanças, a cantora e compositora Maria Fxntes estreia o videoclipe da música ”A Temperatura da Tua Pele” , no Youtube. O vídeo primeiramente faz parte da “Trilogia Solidão e Sal”, que explicaremos mais a frente no texto. A sua finalidade é encerrar em grande estilo o ciclo artístico que envolve o seu EP Salmoura, lançado em 2020 pela artista potiguar.

A Maria Fxntes atua na cena musical norte-riograndense há mais de 10 anos e já integrou projetos autorais de diferentes estilos e gêneros musicais. No início de 2020, ao lado do produtor musical Dante Augusto e ainda mais conta com o auxílio do selo Rizomarte Records, lançou as cinco músicas que compõem Salmoura. A intenção em 2020 era ser um ano cheio de shows, tanto que foi uma das atrações musicais do Burburinho Festival de Artes.

Depois do Burburinho, a pandemia veio e a cena cultural entrou em cheque. Entretanto, isto não significou o fim, uma vez que Maria conquistou seu espaço e marcou presença no Festival Dosol Session 2020 e foi a grande vencedora do Edital Música Transforma do Som Sem Plugs.

Um pouco mais sobre a Trilogia da Solidão e Sal

A temática da solidão já estava presente no processo musical que originou o EP Salmoura, especialmente na música ”A temperatura da tua pele”, que possui uma atmosfera sonora densa, bem próxima ao trip hop dos anos noventa. Com a pandemia, o sentimento ganhou novas nuances poéticas para a artista e acabou se transformando em mote para a composição visual do videoclipe, onde a solidão surge tensionada sob a ótica do desejo, através dos contornos e contorções de um corpo que pulsa pelo outro em meio ao claustro de quatro paredes.

A oscilação entre cores quentes e frias, o clima intimista e os detalhes de cada movimento, fazem, portanto, o videoclipe um ser um relato sútil da nossa época.

Você pode ler também:  Inspirado nas angústias recentes, Carito estreia novo filme

Vimos o clipe em primeira mão

Sim, o Rizomarte forneceu o link do clipe em primeira mão. O videoclipe de Maria é provocador, mas sem deixar nada explícito.  Embora, o clipe pareça ser um conjunto de imagens aleatórias, mas conta a história da canção de uma forma linear e pode encaixar em qualquer situação, apesar de que a pandemia deixou muita gente mais solitária.

Eu me identifico com o clipe, você também, em algum momento da vida. Os tão falados relacionamentos líquidos estão cada vez mais intensos, no qual é comum ter sucessivas trocas de experiências amorosas e sexuais. Algumas ruins, outras muito boas. Todos temos saudades de alguém, que tocou de uma forma intensa e deixou marcas no seu corpo. E, mesmo isolados, ainda sentimos a necessidade de trocar energia.

Esta é, portanto, a mensagem que o clipe traz. Será que você vai interpretar de uma forma diferente?

Além disso, enfatiza bastante com o contraste, das cores quentes e frias, do espaço ora iluminado, ora escuro. Mas, este é um ótimo momento para refletir e responder a seguinte pergunta: como você está curando a sua solidão?

A Maria Fxntes está curando, portanto, com sal e você?

Próximos passos da trilogia

”A Temperatura da Tua Pele” é o primeiro de três lançamentos que a artista fará nos próximos dias. No dia 22 de outubro é a vez da videoperformance ”Banho de Sal”, obra em formato multilinguagem, com trilha sonora original e narração poética que se relacionam esteticamente e conceitualmente com a capa de Salmoura.

Já no dia 05 de novembro será lançado uma tiragem de 100 cópias do zine ”Solidão e Sal”, com imagens inéditas dos ensaios fotográficos realizados para a construção da identidade visual do EP e informações adicionais sobre o processo criativo que percorre a obra. Os três trabalhos são fruto da parceria entre Maria Fxntes e da fotógrafa Guesc.

Você pode ler também:  Minha Mãe é Uma Peça 2 no Cine Drive-In deste sábado

Maria Fxntes lançou álbum em 2020

Cartaz de divulgação da Trilogia “Solidão e Sal”

Em 2020, Fxntes o seu primeiro EP, intitulado de “Salmoura”, que contou com a produção de Dante Augusto e produção visual de Rayanna Guesc. O álbum é composto por cinco músicas e apresentam a intensidade poética das canções e guitarras de Fxntes acompanhadas pelos arranjos eletrônicos de Dante, através de um processo criativo que vem se dando desde 2018 no Estúdio Seno. Ou seja, uma produção totalmente independente.

Com o novo clipe, a intenção de Maria é encerrar o ciclo do álbum a partir de três formas: clipe, performance no formato de vídeo e, por fim, um zine.

“O sal cura feridas, alivia dores e limpa energias. E também dá gosto. “Salmoura” é isso. Uma solução pra sarar coisas, mas que também marinou ao longo de 2 anos e ganhou sabores que se complementam e se apuram. É uma sopa de influências e cada música tem uma nuance de estilo, algumas mais viajosas, outras mais pesadas.”, disse Maria no lançamento do disco.

Além disso, o álbum esteve fortemente atrelado com a composição visual, feita em conjunto com a artista Rayanna Guesc, no qual música e imagem se mesclam para uma travessia sensorial conduzida pelas experiências cantadas.


Post Anterior | Próximo post

Deixe uma resposta

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Ei, você sabia que a Revista Brechando nº 2 está disponível na Amazon? Independente se você mora em Natal ou não, você vai ter acesso a sua revista.

 

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

outubro 2021
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias