obelisco Ribeira

Tempo de leitura: 2 minutos

O Porto de Natal fica no bairro da Ribeira, próximo de ruas que foram por muito tempo importantes centros comerciais da cidade. Além disso, o local tem duas entradas, uma fica entre a rua Chile e a Esplanada Silva Jardim, próxima do Terminal de Passageiros. Entretanto, a mais famosa está no cruzamento da Av. Tavares de Lira com a rua Chile, onde lá tem um obelisco instalado.

Quando a gente pesquisa fotos antigas da capital potiguar, é comum a gente ver este monumento nas fotografias. Mas, ele tem a sua história e tem relação com a obra de ampliação do porto no início do século 20.

Como os passageiros chegavam em Natal

Para chegar em Natal existia duas opções: navio ou estada de terra. Entretanto, muita gente preferia a primeira opção. O ano era 1869, quando houve a construção do Cais, na época chamado de Pedro de Barros, onde desembarcavam os visitantes que chegavam a Natal.

Em 1919, por conseguinte, a via foi concluída, com a colocação de um obelisco, contendo em cada lado a inscrição de uma data histórica para Natal e/ou Brasil. Nesta via, que era uma das mais bonitas e arborizadas da cidade, acontecia no século XX, durante o Carnaval, o desfile de carros (corso) e as batalhas de confete.

Motivo por trás do obelisco

No início do século XX, houve uma obra de ampliação da rua Frei Miguelinho, que demorou um tempo para ficar pronta. Como uma forma de marcar a sua conclusão, instalaram este monumento na entrada do cais.
Em cada face do monumento, a inscrição de uma data histórica significativa:
1) 25 de dezembro de 1599 – Fundação de Natal.
2) 12 de dezembro de 1633 – Tomada da Fortaleza dos Reis Magos pelos holandeses.
3) 07 de setembro de 1822 – Independência do Brasil.
4) 15 de novembro de 1889 – Proclamação da República.
Obelisco da Ribeira no início do século XX (Foto: Flickr)

Outro detalhe na obra

A face do obelisco em direção ao Rio Potengi tem o medalhão com a face de Tavares de Lyra, ex-governador do Rio Grande do Norte. A obra vem do escultor francês Louis Busson, além de uma placa com as seguintes palavras: “Avenida Tavares de Lyra– Administração do Governador Alberto Maranhão – 1908/1914″.

Você pode ler também:  Cadê o Arco do Sol em Ponta Negra?
Obelisco da Tavares de Lyra, na Ribeira, atualmente

Em 1972, contudo, o governador Cortez Pereira e o prefeito Jorge Ivan Cascudo Rodrigues instalaram uma placa metálica para comemorar o centenário do Tavares de Lyra.


Post Anterior | Próximo post

Deixe uma resposta

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Ei, você sabia que a Revista Brechando nº 2 está disponível na Amazon? Independente se você mora em Natal ou não, você vai ter acesso a sua revista.

 

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

setembro 2021
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Categorias