Tempo de leitura: 2 minutos

Indo para a casa da namorada no bairro de Capim Macio, mais precisamente na rua Neuza Farache, o programador e músico Thiago Abreu encontrou um livro de aparência antiga, encadernado à francesa, capa dura e todo escrito em japonês. “Ele estava num calçada em frente ao condomínio que minha namorada mora. O porteiro viu e resolveu pegar, achando que era um dos moradores”, afirmou o jovem.

O rapaz ficou perguntando para todos os moradores sobre conhecer quem pertencia o livro, mas a resposta era negativa. Então, o Thiago resolveu publicar nas redes sociais com a esperança de encontrar o dono.

Devido ao fato de ter participado de bandas especializadas em cantar desenhos japoneses (anime), Thiago logo percebeu que o livro estava escrito em japonês e falava sobre medicina. “Ele está todo grifado e cheio de anotações nas suas páginas”, ressaltou.

O mais interessante que o jovem achou foi que o livro tinha a assinatura de Yukitaka Matsunae, que morava em Natal no ano de 1975. Veja a imagem que Thiago nos cedeu a seguir:

img_0068

Pesquisando no Google o nome “Yukitaka Matsunae + Rio Grande do Norte”, o Brechando achou um processo de arrolamento de bens envolvendo a família de abril de 2009. Ou seja, o proprietário deste livro, provavelmente, se encontra falecido. O processo foi arquivado.

Entretanto, o Thiago quer devolver o livro para o dono. Até agora ninguém se pronunciou. Confira mais fotos do livro a seguir:

img_0067 img_0065

Uma das coisas que pesquisei foi descobrir que existe uma forte presença da família Matsunae nas terras potiguares.

No dia 7 de julho de 1956, o Rio Grande do Norte recebia os primeiros imigrantes que saíram de Kobe, no Japão após a Segunda Guerra Mundial. 10 famílias desembarcaram do navio ‘América Murv’ em Recife (PE) e vieram para o estado, encontrando no Vale do Pium – localidade situada entre os municípios de Parnamirim e Nísia Floresta – as terras amplas e férteis que almejavam para a agricultura familiar.

Você pode ler também:  Vamos ajudar Pedro Balduíno publicar um livro

Dentre as famílias que embarcaram estavam os membros do Matsunae.

E agora, o que fazer com este livro?


Post Anterior | Próximo post

Deixe uma resposta

Você ainda não leu a revista do Brechando? Clique no link a seguir e leia um conteúdo exclusivo.

Sobre a autora

Jornalista formada pela UFRN, criou o blog em 2015 e não esperava que fosse fazer altas brechadas sobre Natal-RN e outras cidades que visitou. Gosta de trabalhar com a internet, mídias sociais, fotografar e escrever. Clique aqui para saber mais sobre mim.

Desenho: @umsamurai

Brechando Vlog

Arquivos

Calendário

dezembro 2016
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias