Lara Paiva

Feira da Gratidão: Fazendo solidariedade na praça dos Eucaliptos

A arte de confraternizar foi uma das intenções da “Feira Grátis da Gratidão”, realizada, neste sábado (8), em Natal. Além de ajudar na revitalização e as pessoas reutilizarem as praças, o evento estimulou as pessoas a praticarem o bem, como doando roupas, fazendo serviços, entretendo as pessoas e dentre outras atividades. O local escolhido foi a Praça dos Eucaliptos, no bairro de Candelária.

As pessoas estavam fornecendo abraços, comidas, livros, revistas, oficinas de slackline (exercício de equilíbrio sobre uma corda elástica), música ao vivo apenas com voz e violão, jogatinas de carta, piquenique e várias outras coisas estavam disponíveis. Além disso, havia vários cartazes escritos e pintados pelos próprios frequentadores.

Era só estender a sua toalha ou canga e fornecer o que tivesse vontade de doar para terceiros. Sim, nada de vender ou trocar. Você podia pegar alguma coisa ou nada. Uma das vantagens é que o evento foi organizado através das redes sociais e não tem vinculação com igrejas ou organizações não-governamentais (ONGs).

Feira da Gratidão 10

A proposta foi estimular o desapego de objetos, principalmente àqueles que estão em desuso e que podem ser úteis para outras pessoas. A feira já acontece no Rio de Janeiro(RJ) , São Paulo(SP), Belo Horizonte(MG), Vitória(ES), Brasília(DF), Salvador(BA), São Luís (MA) e Goiânia(GO).

O pessoal que participou realmente queria praticar o bem. Estavam todos se confraternizando, mesmo que a maioria não conhecesse ou tivesse uma aproximação. Isto é raro hoje em dia, pois a população possui medo de se comunicar uns com os outros com medo de ser violentados, roubados ou mortos.

A Feira Grátis da Gratidão também estimulou que os moradores no entorno da praça e do bairro saísse de suas casas e fossem passear naquele local. Haviam muitas famílias, crianças, idosos e cachorros circulando por aquele local.

Teve de tudo o evento, desde abraços gratuitos, performances, interações, oficinas, apresentação de dança contemporânea e finalizou quando as pessoas começaram a contemplar o pôr do sol de Natal, que estava bastante bonito neste sábado. Apesar do evento ter sido encerrado às 17h30, os visitantes ainda ficavam circulando na praça, conversando e confraternizando,  mesmo sendo de noite.

As fotos podem ser conferidas a seguir:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aeroporto de Natal está na lista dos mais bem avaliados pelos passageiros

O Aeroporto de Natal, que fica em São Gonçalo do Amarante, está entre os 10 mais bem avaliados pelos passageiros. Está empatado com o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O terminal aéreo recebe cinco milhões de passageiros por ano.

A Secretaria de Aviação Civil publicou o relatório do segundo semestre deste ano e foram avaliados 15 terminais aéreos de todo o país. Com notas variando de 1 a 5, foram analisados 48 itens pelos passageiros que transitaram nos terminais, como tempo de espera do check-in, serviços, atendimento e dentre outros quesitos.

Os serviços mais bem avaliados pelos passageiros no aeroporto da capital potiguar foi cordialidade, tempo da fila, eficiência, check-in, facilidade de encontrar o caminho do terminal aéreo, segurança, limpeza,  e transporte público.

Já neste 2º trimestre de 2015, dez trimestres depois, 13 em 15 terminais tiveram notas acima de 4, incluindo Natal. A média foi de 4,09. Naquele 1º trimestre de 2013, essa nota era 3,86 – uma diferença de 0,27 décimos.

A nota 4 como meta de satisfação geral foi combinada como a ideal entre a Secretaria e os gestores dos aeroportos pesquisados no 2º Seminário de Autoridades Aeroportuárias, em 2014. Eles estabeleceram que a nota mínima 4 seria um bom indicador para traduzir uma gestão eficiente. Terminaram aquele ano com média 3,94 e somente oito dos 15 aeroportos dentro da nota desejada.

O Aeroporto Aluízo Alves tem 60% dos voos domésticos, 49% dos passageiros vão ao local via táxi, e 88% dos usuários afirmam que estão viajando por motivos de lazer. A maioria dos passageiros (29%) possui uma média de idade entre 26 a 35 anos e uma renda (31%) de quatro a 10 salários mínimos.

Alguns pontos criticados pelos passageiros foi o conforto térmico, além das ausências de tomadas, táxis, caixas eletrônicos, qualidade da internet, preço dos produtos, lanches e o preço abusivo do estacionamento.

A coleta de dados foi distribuída ao longo dos meses de abril, maio e junho, totalizando 12.701 entrevistas. Desse total, foram realizadas 8.116 entrevistas com passageiros de voos domésticos e 4.585 entrevistas com passageiros de voos internacionais nos aeroportos envolvidos na pesquisa, obtendo-se a representatividade da população prevista estatisticamente.

O salto é considerável quando se lida com números superlativos como os registrados pelos 15 aeroportos que concentram 80% de todo o movimento de passageiros no país, 172 milhões no ano passado.

O critério de seleção foram os terminais das cidades que foram sede da realização dos jogos da Copa do Mundo realizada no ano passado.

Ranking completo pode ser visto a seguir:

Curitiba (4,43)
Recife (4,33)
Campinas (4,27)
Brasília (4,24)
Porto Alegre (4,23)
Fortaleza (4,20)
São Paulo – Congonhas (4,17)
Manaus (4,16)
Rio de Janeiro – Galeão (4,13)
Natal (4,09)
Rio de Janeiro- Santos Dumont (4,09)
Confins (4,05)
São Paulo – Guarulhos (4,04)
Salvador (3,36)
Cuiabá (3,35)

Músicas made in Rio Grande do Norte no Spotify

 Sabia que o Spotify disponibiliza bandas/artistas potiguares? O que é isso? É um serviço de música comercial em streaming, podcasts e vídeo comercial criado na Suécia, desenvolvido em 2006 e lançado dois anos depois. Promove conteúdo provido de restrição de gestão de direitos digitais de gravadoras e empresas de mídia. Além disso, existe as assinaturas pagas “Premium” removem anúncios, melhora a qualidade do áudio e permite aos usuários baixar músicas para ouvir offline.

Desde maio de 2015, o Spotify está disponível para Android, BlackBerry, Boxee, iOS, Linux, MeeGo, no Microsoft Windows como um aplicativo desktop, Openpandora, OS X, Roku, S60 (Symbian), Samsung Smart TV, Sonos, HEOS by Denon,16 17 PlayStation 4, PlayStation 3, Squeezebox, Telia Digital-tv, TiVo, WD TV, webOS, Windows Mobile e Windows Phone;18 19 20 21 22 23 24 ele não está disponível como um aplicativo na Windows Store para o Windows 8.

É um ótimo aplicativo para que queira conhecer as bandas vindas do estado com forma de elefante. Lá tem os três álbuns da banda Talma & Gadelha, o “Daqui Pra Lá” de Plutão Já Foi Planeta, Mahmed, Camarones e ainda os meninos do Far From Alaska.

Para quem não conhece, o Far From Alaska é formado por Emmily Barreto (vocais), Cris Botarelli (sintetizador e efeitos), Rafael Brasil (guitarra), Lauro Kisch (bateria) e Edu Filgueira (baixo). O grupo natalense surgiu em 2012 e o primeiro reconhecimento aconteceu no Planeta Terra Festival, onde tiveram contato com Shirley Manson, do grupo Garbage, que elogiou o trabalho dos caras através das redes sociais.

Em 2014, eles lançaram o primeiro disco chamado “ModeHuman” e tocaram no festival Música Alimento da Alma (Mada), Dosol, Fifa Fan Fest e outros eventos. Em Março de 2015, eles tocaram no festival Lollapalooza e foi super elogiado pela mídia especializada em música.,

Se você não gosta de rock, não tem problema, existe o forró de Dorgival Dantas e Cavaleiros do Forró no Spotify. Quer ouvir estes artistas? Simples, crie uma conta do Spotify, gratuitamente, e pode utilizar até a sua conta do Facebook para isso. Vai lá e se divirta.

Motivos para ir a Feira da Gratidão neste sábado

“A prática da simplicidade, a colaboração, o compartilhamento, o respeito, o consumo consciente, o desapego e atitudes éticas são valorizados e praticados na Feira Grátis da Gratidão. Acreditamos no encontro transformador, na inclusão e buscamos criar uma cultura de paz com muitos R’s: recriar, repensar, reformar, reciclar, reusar, reclamar, respeitar, revelar, resistir, realizar, repartir, restaurar e gerar sentimento de Gratidão. E, por amor, se reinventar!”, disse Alcione Kolanscki , uma das organizadoras e apoiadoras da Feira Grátis da Gratidão de Belo Horizonte.

Esse evento ajudou que a cidade do Natal tenha a sua própria edição, que acontecerá neste sábado (8), na Praça dos Eucaliptos, no bairro de Candelária. Além de ajudar na revitalização e as pessoas reutilizarem as praças, o evento estimula as pessoas a praticarem o bem, como doando roupas, fazendo serviços, entretendo as pessoas e dentre outras atividades.

Começa às 13h com a proposta de estimular o desapego de objetos, principalmente àqueles que estão em desuso e que podem ser úteis para outras pessoas. A feira já acontece no Rio de Janeiro(RJ) , São Paulo(SP), Belo Horizonte(MG), Vitória(ES), Brasília(DF), Salvador(BA), São Luís (MA) e Goiânia(GO).

11824926_1479091419069293_4569246069916163251_n

Os participantes doam o que sobra, sem necessariamente levar algo no lugar. A proposta é promover uma vivência baseada na gentileza, no respeito e no amor.

Antes de ser um espaço de desapego material, a feira é um espaço de convivência. As doações são feitas de forma material e imaterial. A forma material é o que dá corpo ao movimento. Podem ser roupas, sapatos, livros, CDs, vinis. A doação imaterial é o coração da feira: é o tempo doado, um abraço apertado, um bate papo descontraído, um conhecimento compartilhado, uma troca de sorrisos ou uma intervenção musical.

Programação:
13:00 – Boas vindas com distribuição de abraços gratuitos
13:15 – Sintonizando energias positivas
13:30 – Pegue o que quiser, leve o que quiser
14:00 – Aprendendo a ser grato
14:15 – Espaço aberto para performances espontâneas
14:30 – Interações coletivas: “Fazer o bem sem olhar a quem” e “Mais amor, por vontade e sem favor ”
15:00 – Gratidão
15:30 – Oficina de observação: “Olhai o próximo”
15:45 – Gratidão em dose dupla com Isis de Castro
16:30 – Dança contemporânea com a Cia “Folhas que caem dos Eucaliptos”. Participação especial do vento
17:00 – Pôr-do-Sol na Praça – momento de reflexão e apreciação
17:30 – Encerramento