máscara coreana

Skincare com máscara coreana: eu fiz

Este é um post de tutorial de skincare sim. Mas, quis provar se funcionara. Um dos meus guilty pleasures é ver tutoriais de maquiagem e skincare coreanos em vídeos de reels ou no Tik Tok. As vezes me pegava vendo vídeos no Youtube para saber se aquilo realmente deixava a pele lisa e sedosa. As coreanas geralmente mostram produtos diferentemente das grifes europeias, como máscaras em formato de animais ou solta uma espuma enquanto esfolia a pele.  

Então, viajando para outros lugares finalmente achei estes produtos e resolvi testar para saber a sua veracidade.

Selecionei máscara de tudo que é tipo

Fiz praticamente uma feira com estas máscaras e só fui pelas imagens bonitas, não vou mentir. Estava toda escrita em coreano, que nem o Google Tradutor no modo de realidade virtual me ajuda. Graças a Deus, eles pensaram em criar imagens dos seus tutoriais que deixam a informação mais didática. Por isso, marcas, procurem focar no UX designer. Por isso, é importante a linguagem não verbal.
Sendo que a distribuidora brasileira estava traduzida em coreanos está escrito e atrás escrito um adesivo na parte de trás explicando como faz.  Então, a máscara eu colocava na cara e a medida que ficava no meu rosto produzia uma espuma com bolhas de sabão. Na embalagem explicava que existia um composto, mas não decorei a sua fórmula.
Fazendo munganga com a máscara

Composição do material

A primeira coisa que percebi é que esse produto é todo pegajoso. Ele era feito com um precinho parecido com o TNT. Primeiramente, você desembrulha a máscara igual as outras marcas de beleza, com um formato de um rosto, com espaços para o nariz, boca e olhos.
Entretanto, você demora para identificar qual espaço. Sem contar que a parte ruim do produto é que as espumas já aparecem antes de adicionar na face. Como resultado, você fica doida, porque fica confusa para saber como colocar, as espumas deixam a máscara mil vezes mais grudenta. Minha cama parecia que eu estava tomando banho de espuma. Deu certo no final!

Tempo de colocar a máscara facial coreana

A etiqueta dizia que teria ficar entre cinco a 10 minutos. Sendo que eu sou uma pessoa exagerada e fiquei 15 minutos.  Neste período, eu fiquei mandando selfies e fazendo várias mungangas para mostrar o “meu experimento” científico para as pessoas e parecia que estava sendo abraçada pelas nuvens ou algodões. Era uma sensação bem gostosa.

O resultado da máscara coreana

A indicação dizia pra que eu tirasse a máscara e não lavasse os copos já ficaria com perto de abundância de neném então eu após muitas espumas eu peguei eh massagear meu rosto como se fosse um grande sabão líquido que está produzindo a minha cara e espalhei por todo o rosto.

A minha cara ficou lisinha por uns dois ou três dias, retirou todos os meus cravos e eu senti uma leveza na pele. Ou seja, precisamos confiar mais na coreia.

Cascudo

Cascudo de máscara contra a pandemia

O folclorista Luís Câmara Cascudo está com seu rosto estampado em um muro na rua Vigário Bartolomeu, por trás do Banco do Brasil. Diferente das outras artes que valorizam a importância cultural do escritor, Cascudo foi utilizado para incentivar o uso de máscara contra o novo coronavírus.

Por isso, além de pintar, eles colocaram uma máscara de pano para proteger Cascudo do Covid-19. Cuidado para não cair a máscara, porque paga multa.

Esta arte foi feita por dois artistas. O primeiro é Lennon Lie (de vermelho nas fotos a seguir), filho do Marcelus Bob e um dos integrantes do movimento de artistas conservadores Canarinho. O segundo é Fábio Di Ojuara, no qual atua bastante em Ceará-Mirim, na Grande Natal.

Além disso, eles contaram com o apoio de Diógenes da Cunha Lima. Para quem não sabe, Cunha Lima é empresário, ex-reitor da UFRN, advogado, escritor e dentre outras profissões.

Pesquisando no Google Maps, vimos que o muro em agosto de 2019 estava assim:

Cascudo

Agora, veja o processo de produção a seguir:

Cascudo

Na parte da máscara foi colocado um tecido de TNT e colado sobre a pintura. O vídeo do trabalho portanto pode ser conferido a seguir:

A pintura aconteceu no dia 06 de junho e a intenção era mostrar Cascudo fiscalizando as ruas de Natal para saber se o povo está protegido.

Vale lembrar que o uso da máscara foi estabelecido como obrigatório pela Prefeitura do Natal, desde 29 de abril.

Essa não é a primeira vez que Diógenes da Cunha Lima promove uma intervenção artística, uma vez que já falamos por aqui sobre a santa de Cidade Satélite, no prolongamento da Avenida Prudente de Morais.

máscara

Como montar uma máscara de tecido?

Você tem uma máscara de tecido para se proteger ? Inicialmente, a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) era usar a máscara apenas se apresentasse os sintomas similares ao Coronavírus, a Covid-19. Porém, com o crescimento da doença no mundo todo fez com que a instituição também recomendasse que aquelas que são feitas de tecido ao sair para compromissos na rua, principalmente se não tem a cirúrgica. Mas, como elaborar este equipamento?

Leia Também:

Brechando achou um tutorial produzido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que recomenda o uso mínimo de três unidades.

Os dados utilizados para montar o infográfico tutorial foi usando dados do próprio Ministério da Saúde. Além disso, eles recomendam que as pessoas utilizem tecidos como algodão e tricoline e que tenha dupla camada e elásticos para poder segurar.

Embora a proteção não seja a mesma que aquelas feitas para unidades hospitalares, as máscaras de tecida ajudam as pessoas a se protegerem do Coronavírus, no qual  o Governo do Estado admitiu a oitava morte e mais de 2 mil casos suspeitos, conforme anunciado na coletiva desta terça-feira (7) em Natal.

Veja o infográfico da UFRN a seguir e saiba montar a sua máscara: