Drag Hillary Hilton estreia seu curta-metragem

Hillary Hilton é uma drag queen conhecida pelas noites do RN. Agora, ela resolveu lançar eventualmente a sua carreira de atriz a partir do curta-metragem, com a finalidade de misturar o teatro e cinema. O filme “Hillary: O Prelúdio”, com duração de 20 minutos e é um começo de um grande projeto. Será que é a versão potiguar de “Hurricane Bianca“?

Inicialmente, a ideia era o espetáculo teatral “Hillary: O Lip Sync Musical” com turnê por todo o Rio Grande do Norte, inclusive em Teatros e Casas de Cultura. Entretanto, a COVID-19 deixou os atores e técnicos em isolamento e, por conseguinte, aguardando a reabertura dos teatros.

O começo

O projeto agora está finalmente saindo do papel, graças ao apoio da Lei Aldir Blanc. A lei surgiu a partir de um edital da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECULT) da Prefeitura Municipal de Pau dos Ferros. Por isso, as filmagens aconteceram em PDF, apelido carinhoso da região Oeste, e Natal.

A sinopse

Em “Hillary: O Prelúdio”, acompanhamos a história do humilde personagem José Otávio antes de tornar-se a drag queen Hillary Hilton, com seus anseios de sair da pequena cidade de Pajubá. O nome é, portanto, uma versão distópica de Pau dos Ferros nos anos 70, em plena ditadura militar.

Com elementos da cultura drag, críticas à censura, regime militar e inclusive do atual governo, a montagem é estrelada ainda pelos atores Paulo Assunção (que interpreta Leonard Wiedemann, o interesse romântico de Hillary na história) e Thiago Lacerda (o Sr. Brunatto, professor de idiomas e veterano da Segunda Guerra). Por favor, não confundir com o ator global. 

É naquele lugar que ele ajuda sua mãe a vender verduras na feira pública e ainda mais trabalha como engraxate. Quando sua tia Mariazinha começa a trabalhar na casa do Seu Brunatto como doméstica, o jovem também passa a frequentar a casa do professor de idiomas e anteriormente veterano da Segunda Guerra. Ademais, dá conselhos sobre a vida para o jovem rapaz, que perceberá ser capaz viver em tempos e romances que nenhuma outra pessoa terá a oportunidade neste mundo.

Além disso, foi a própria drag que ficou ao cargo da edição da produção. Confira o trailer, portanto, a seguir:

A estreia

O curta-metragem teatral estreia no próximo sábado, dia 30 de Outubro, às 20h, no canal da Hillary no YouTube. Além disso, a exibição é gratuita e ficará disponível até segunda (1). Durante os dias de exibição, o público poderá dar gorjetas voluntárias para a produção em qualquer valor enviando um PIX para a chave hausofhillary@gmail.com . Assim, é possível ajudar a produção “Hillary: O Prelúdio”, uma vez que teve que tirar do próprio bolso parte do investimento para realizar a obra e os recursos da Aldir Blanc não foram suficientes.

SERVIÇO

Lançamento: Estreia gratuita em 30 de outubro, às 20h
Exibição: Até 1º de Novembro (acesso livre)
Onde assistir: http://www.youtube.com/hillaryhilton
Gênero: Ficcional / Duração: 23 minutos / Classificação: 12 anos
Realização: Kevin Harrison e Hillary Produções

Ex-apresentador do Mais

Ex-apresentador do Mais, Athos Muniz, lança filme sobre crise econômica

Todo mundo conhece um João. Aquele amigo que é apenas mais um “Silva que a estrela não brilha“. Luta todos os dias para conseguir deixar os boletos em dia. Um dia, no entanto, viu sua vida ruir, no qual a crise econômica piorou na pandemia e teve que arcar com diversas consequências. O curta é uma ficção que será lançado nesta sexta-feira (10), mas a história reflete a situação de muitos brasileiros.

Esta foi a ideia do ex-apresentador Athos Muniz, que agora está na carreira como diretor, uma vez que tem formação em Comunicação Social. Athos, para os natalenses, é lembrado por ser um dos apresentadores do Programa Mais, na TV Ponta Negra.  Relembre em vídeo, clicando aqui.

Pandemia não era o foco inicial

A história do filme narra sobre João, demitido na pandemia  e está com uma esposa com gravidez de risco. Após um pesadelo, que o faz acordar desesperado, durante a madrugada, João resolve sair sem destino, mas com o pensamento em arrumar uma saída para o sofrimento deles. Ele só não contava com a surpresa que a vida havia lhe reservado.

Inicialmente o foco era para ser somente a crise financeira, mas após finalmente conseguir recursos para produção, o Athos resolveu colocar a pandemia como mote.

“Partindo deste ponto, comecei a observar o comportamento econômico do país. Observando aqueles profissionais do mercado informal que entravam e saiam dos ônibus, tentando tirar algum sustento para sobreviver foi que comecei a desenhar a narrativa. Da concepção do filme ao set de gravação durou três anos esse processo”, conta o diretor e roteirista, Athos Muniz.

A estreia do filme do ex-apresentador do Mais será online, através do Youtube. Além disso, após a exibição, parte da equipe de mais de 30 profissionais que esteve envolvida na produção fará um bate-papo com o público, pelo chat do canal.

“Mais um João” é uma realização da Com ArTe Produções em coprodução com a Praia Filmes HD e a Wow Produções, tem patrocínios da Prefeitura do Natal e do D Beach Resort, por meio do programa de incentivo à Cultura Djalma Maranhão. O filme tem apoio cultural, portanto, do Sebrae, da empresa de transportes Cidade do Natal e da Clínica Cristina Hahn.

Serviço:

Lançamento Curta-metragem MAIS UM JOÃO – Exibição do filme seguida de bate papo com diretor e elenco do filme
Local: Canal do Youtube/Com Arte Produções
Dia: Sexta-feira, 11/12
Hora: 20h
*O filme só ficará disponível neste canal por 2 dias após o lançamento

Vai Melhorar

Você tem até 6 de setembro para ver este curta potiguar

A Casa de Praia já lançou Dalton/Hebe, agora eles estão com o curta “Vai Melhorar”, premiado em duas categorias na 31ª edição do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo. O filme primeiramente recebeu a honraria de ser um dos 10 favoritos entre os filmes brasileiros pelo voto popular e também recebeu o Prêmio Aquisição Curta! / Porta Curtas.

O segundo prêmio além de oferecer a quantia de R$ 3.000 à produtora Casa da Praia Filmes. Também incluirá o filme na programação do Canal Curta!, do site Porta Curtas e do serviço de streaming TamanduáTV. Isto foi muito importante, uma vez que esta produção foi a única do RN a participar do festival.

Todos os premiados estão, por conseguinte, disponíveis no site do evento até o dia 06 de setembro. Ou seja, no próximo domingo, véspera de feriado da independência do Brasil.

Sobre o filme

O filme conta a história de Luísa, interpretada pela paranaense Cássia Damasceno. É uma jornalista paulista contratada para apresentar os programas televisivos da campanha de um candidato à prefeito buscando a reeleição numa capital nordestina.

Durante o filme acompanhamos, todavia, as relações profissionais e pessoais de Luísa. Entretanto, uma descoberta de bastidores obriga a jornalista a fazer uma séria decisão com consequências éticas e políticas.

Este não foi o primeiro prêmio

“Vai Melhorar” é um filme contemplado pelo edital público Cine Natal 2016. Além disso, teve seu financiamento através da Prefeitura de Natal, BRDE, FSA – Fundo Setorial do Audiovisual e ANCINE. O filme contou com o trabalho de mais de 80 profissionais durante seus quatro anos de produção. Em seu festival de estreia tem o privilégio de ser consagrado por público e júri, no qual finalmente o cinema potiguar teve a sua importância reconhecida no cenário nacional.

Sobre o Vai Melhorar

“Vai Melhorar” de autoria do Pedro Fiuza a partir de experiências em equipes de campanhas políticas. O diretor quis lançar um olhar aos profissionais que trabalham atrás das câmeras, uma vez que a intenção era dar voz àquelas e aqueles que enxergam os meandros do fazer político sob outros ângulos.

O filme também explora episódios de racismo e machismo muito presentes no mercado de trabalho brasileiro, já conhecido por ser um ambiente hostil à mulheres e minorias.

Sobre a Casa de Praia

A produtora audiovisual Casa da Praia Filmes foi fundada em 2011 por Fiuza e mais dois colegas de universidade graduados juntos em Rádio e TV pela UFRN.

O empreendimento, que em 2021 completará sua primeira década. Já acumula trabalhos relevantes dentro da proposta, destaca-se o longa-metragem “Fendas”, dirigido por Carlos Segundo, coprodução com as empresas Aun Filmes (SP), Les Valseurs (França) e O Sopro do Tempo (MG).

Além disso, também produziu o curta-metragem documental “Tingo Lingo”, dirigido por Wallace Santos, Melhor Fotografia no 2º Cine Verão e Menção Honrosa no 9º Sercine. Também tem a websérie de comédia “Dalton/Hebe” estrelada pela atriz Quitéria Kelly e Seleção Oficial do Rio WebFest 2018.

Como faz para ver o filme

Como falado anteriormente, a produção de 17 minutos está disponível para o público assistir. Mostra um pouco como funciona uma campanha política de forma nua e crua, além de exibir o machismo e o racismo. Sem contar da dificuldade de denunciar escândalos políticos.

Para assistir o filme completo é só clicar neste link.

Confira a seguir, portanto, o trailer completo da obra:

Coletivo de Parnamirim

Coletivo de Parnamirim incentiva curtas de mulheres

O coletivo Trampo é natural de Parnamirim e a gente registrou o nascimento deste trabalho, que surgiu a partir de oficinas do Caboré Audiovisual, na cidade da Grande Natal. No mês de agosto, eles vão lançar uma convocatória para incentivar curta-metragens produzido por mulheres, uma vez que serão exibidos na Mostra “Mulheres em Ação”.

A atividade é uma parceria com a Com ArTe Produções e parceria do Sebrae faz parte do lançamento da nova produção da parceria, o curta-metragem “Quem Sabe Ele Mude”, da diretora e roteirista Kell Allen, com data de estreia para o dia 09 de setembro de 2020.

Ou seja, os filmes selecionados serão exibidos juntos com o filme de Kell Allen.

As produções devem conter a temática que enalteça o protagonismo feminino. Serão selecionados quatro filmes que receberão uma premiação de R$ 200,00 cada.

As inscrições vão até a próxima sexta-feira, dia 07 de agosto de 2020 por meio do link formulário, que pode ser clicado aqui.

A ficha também está disponível nas redes sociais do Trampo Audiovisual e da produtora Com ArTe Produções. O projeto tem o apoio financeiro do Sebrae RN, por meio do Edital ECONOMIA CRIATIVA 2020 – Modalidade Desenvolvimento de Produtos e Mercados.

Os filmes devem obedecer a temática proposta, ou ter pelo menos um dos requisitos: que tenham protagonistas mulheres (cis ou trans); abordem o empoderamento feminino ou que sejam dirigidos e/ou roteirizados por mulheres (cis ou trans). Os filmes devem ainda ter a duração máxima de 20 minutos, sem limite de ano de produção. O regulamento da seletiva está disponível no formulário de inscrição.

O coletivo Trampo foi criado em 2018 em Parnamirim, com o lançamento de três de suas obras, “Mais Um Dia”, “ A Grande Partida e o Piloto da websérie “ A Cúpula”. Atualmente tem duas obras em andamento e o curta “Quem Sabe Ele Mude” que será lançado agora em 2020.