Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais

Diferença entre Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais

Devido aos nomes parecidos, muito normal a gente confundir as cidades. No Rio Grande do Norte, por exemplo, existe Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais e alguns acreditam que é a mesma coisa. Mas, não é. Por isso, o Brechando resolveu fazer um post para diferenciar as duas cidades.

Carnaúbas (também conhecida como Carnaúbas dos Dantas)

Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais

Carnaúbas dos Dantas, ou simplesmente Carnaúbas é uma cidade que fica na região do Seridó. Inicialmente, a região era habitadas por indígenas do Cariris. Somente em 1700 que os primeiros fazendeiros apareceram na região, mas o povoado mesmo surgiu em volta da Fazenda Carnaúba, em 1740. O dono da fazenda era Caetano Dantas Correias e era um criador de boi natural de Pernambuco.

A região recebia o nome de Carnaúba pelo fato de ter várias delas na sua terra. E, mesmo após a morte do fazendeiro, seus filhos continuaram na região e, inclusive, ajudaram a construir a primeira igreja.

O local é conhecido pelo seu sítio geológico e também pelo turismo religioso, graças ao Santuário do Monte do Galo (foto acima), no qual instalaram uma igreja no ponto mais alto da cidade.

Caraúbas

Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais podem ter nomes parecidos, mas as cidades potiguares são totalmente diferentes.

Assim como Carnaubais, Caraúbas fica na região Oeste do RN, próximo de Apodi. A história da cidade pode ser dita, inicialmente, no século 18 quando o tenente-general Francisco de Souza Falcão conseguiu prosperar uma fazenda de gado. Falcão casou sua filha Ana e de presente deu uma faixa de terra à margem direita ao afluente do Rio Apodi para ter a sua própria produção pecuária, surgindo a fazenda Várzea das Caraúbas. Diferentemente dos que muitos pensam, Caraúbas não é sinônimo de Carnaúba.

Caraúbas é a mesma coisa que o tradicional Ipê Amarelo.

Anos mais tarde, a região foi acometida por uma grande seca. Sendo Ana muito devota de São Sebastião, juntamente com seu esposo, fazem uma promessa de que se encontrassem água para saciar a sede do gado, mandariam construir uma capela e a promessa foi cumprida em 1793.

Os familiares do casal continuaram na região e assim tornou um povoado. Mas, o surto de cólera em 1850 estava acabando com no RN e os fazendeiros pediram para que a doença não chegasse na região. Para cumprir a promessa, eles iriam construir uma nova igreja. Não houve registros de contágio no povoado e em 1856 deram início à construção do novo templo e, por conseguinte, o pedido para que a igreja se transformasse em paróquia própria.

Como resultado, a capela não pertencia à paróquia de Apodi. Depois, o povoado recebeu o nome de São Sebastião Mártir do Apodi. Dez anos depois, com a paróquia em pleno funcionamento e o crescimento cada vez maior da freguesia, sob o Decreto-Lei 601, de 5 de março de 1868, a freguesia é elevada à município. Surgindo, assim, Caraúbas.

Carnaubais

Carnaúbas, Caraúbas e Carnaubais

Carnaubais é uma cidade que fica na parte oeste do estado e tem mais de 10 mil habitantes em uma área geográfica de 529,84 km². Fica distante de Natal por 200 quilômetros e você precisa de mais de duas horas de carro para poder chegar. Isto quer dizer que João Pessoa, em outro estado, seja mais perto de Natal do que Carnaubais.

A cidade surgiu quando Antônio Pereira, em 1880, criou uma fazenda e plantou muitas carnaúbas ao redor, no qual as pessoas viram que o local tinha boa terra para cultivo e começaram a povoar. O povoado só tornou vila, no entanto, em 1943 e era um distrito de Assú. Somente 20 anos depois que o Governo do Estado considerou a região como um município.

Você sabia que eram cidades diferentes? Deixe aqui o seu comentário.

Boa Saúde IBGE

Cidade do RN que tem outro nome no IBGE

A gente sabe que o Rio Grande do Norte tem 167 municípios e muita gente sabe deles apenas por ouvir nas redes sociais, televisão ou até mesmo os parentes. No entanto, alguns dos municípios do RN são popularmente chamados de uma forma e oficialmente de outra. Na verdade um e vamos contar a história a seguir. 

Para deixar mais claro, vamos colocar o tópico o nome que é famosos e abaixo o seu oficial e quando isto aconteceu. Beleza?

Boa Saúde

 

Boa Saúde na população e Januário Cicco no IBGE

 

A cidade da região Agreste em suas sinalizações se chama Boa Saúde e fica na região Oeste no Estado. Entretanto, no IBGE, seu nome oficial é Januário Cicco, uma homenagem ao importante médico potiguar, que também é nome de maternidade em Natal.

Em 1953 oficializaram vários municípios no RN. Boa Saúde seria um deles se não fosse o veto do Deputado Estadual João Frederico Abott Galvão. Ao invés de município, teve seu território dividido e passou a pertencer aos, recém criados, municípios de Monte Alegre e Serra Caiada. Além disso, o movimento pela emancipação continuou mais articulado, ainda, e culminou com a criação do município em 11 de dezembro do mesmo ano, recebendo em troca do apoio do Deputado João Frederico a denominação de Januário Cicco.

Depois de 37 anos como Januário Cicco, em 2 de fevereiro de 1991, o município passou a se chamar Boa Saúde, atendendo a uma antiga reivindicação dos seus moradores, alicerçada na tradição e na devoção a Nossa Senhora da Saúde.

Em alguns lugares, no entanto, definam o município como Boa Saúde (ex-Januário Cicco). 

Mudar o nome de cidade sem ligação com a tradição dos moradores já foi um costume comum. A gente já falou sobre a vez que Parnamirim teve seu nome de Eduardo Gomes, confira a matéria. 

Nevaldo Rocha é avenida apenas para babar ovo?

As pessoas estão careca de saber que a Avenida Bernardo Vieira mudou de nome, pois o Brechando falou disso o tempo todo. No entanto, eu não respondi a pergunta se mudou apenas para “babar o ovo” de Nevaldo Rocha, uma vez que o Midway Mall fica na então avenida.

Para quem não sabe, Nevaldo Rocha criou a fábrica Guararapes que ficava onde hoje é o Mid (apelido carinhoso dos natalenses com o shopping) e posteriormente criou o shopping.

Apesar de que sabemos que existe o motivo de babação, eles aproveitaram uma regra para que isso acontecesse. 

Nevaldo morreu em 2020 e rapidamente surgiu a ideia de mudar a avenida. Primeira tentativa, foi a Salgado Filho. Mas, conseguiram mudar a Bernardo Vieira por uma brechinha. Na verdade, uma grande brecha que estava inserido sobre a criação de nomes de avenida e que muitas cidades estão aderindo para reverter pessoas infames na história do Brasil. 

Então, por que eles mudaram de Avenida Bernardo Vieira para Nevaldo Rocha?

Por isso, o Brechando resolveu falar disso no Youtube. Para assistir o vídeo na íntegra, dê o play, portanto, a seguir:

Gostou de saber do vídeo? Deixe aqui o seu comentário e não se esqueça de inscrever no canal. 

Quer comprar a segunda edição da revista do Brechando? Acesse este site (https://tinyurl.com/dn63wpyp) e confira os combos bacanudos para ter uma boa literatura na quarentena.

Neopólis

Qual significando o nome Neopólis?

O bairro de Neopólis, em Natal, faz fronteira com os bairros de Ponta Negra e Capim Macio. Além disso, faz fronteira com Parnamirim através de Nova Parnamirim, conhecido pelo apelido Nem. Mas, você já chegou a se perguntar o porquê deste nome. Por isso, a origem desta matéria.

Foto: Danny Moraes, no Fatos e Fotos de Natal Antiga.

Nome de origem grega

Neópolis é uma palavra formada pela junção de dois termos originários do grego néos (νέα) = novo e pólis (πόλις) = cidade que em tradução livre para a língua portuguesa significa Nova Cidade. Na época, Natal estava se expandido e durante os anos 60 e 70 houve o boom do surgimento dos conjuntos habitacionais.

Uma das curiosidades é que a Caixa Federal Econômica financiou a construção das 760 casas. A prioridade do conjunto era os funcionários públicos e pessoas com renda fixa razoável. Assim como os outros conjuntos habitacionais, os donos só recebiam as casas a partir de um sorteio.

Depois de Neópolis surgiram mais dois conjuntos que formam o atual bairro

Dentre os conjuntos habitacionais que surgiram após o conjunto inicial, formando o que hoje chamamos de bairro Neópolis, encontra-se o conjunto Jiqui, em 1975, e o conjunto Pirangi, cinco anos depois. Logo após vieram os conjuntos de pequenos apartamentos, como Jardim Botânico, entregue inicialmente em 1982. Além de Parque dos Rios e Serrambi IV em 1985.

A história do conjunto habitacional natalense

Em 1994, Neópolis virou bairro através da Lei n.º 4328, de 5 de abril de 1993, publicada no Diário Oficial em 7 de setembro de 1994. Hoje, existem poucas casas originais do conjunto Neópolis, visto que em seu lugar surgiram prédios de três andares.

Antigamente era uma granja que pertencia aos irmãos Barreto que, por conseguinte, venderam ao Governo do Estado. A intenção era criar uma “nova cidade”, no qual o nome foi decidido através de uma assembleia dos cooperados. Por muito tempo, o conjunto de Neópolis recebeu um espaço distante do centro, passou a se situar em uma porção central devido a sua privilegiada localização na zona Sul da capital potiguar.

Outros conjuntos habitacionais também receberam nomes similares, como Nova Cidade, Cidade Nova e Nova Natal.

Neópolis é nome de uma cidade de Sergipe

Uma cidade sergipana também se chama Neópolis. Fica as margens do Rio São Francisco e sua fundação aconteceu em 18 de outubro de 1679. Assim como Natal, a cidade também passou pela invasão holandesa, onde travou conflitos com o povo tupinambá e iniciando o que anos mais tarde resultaria na escravização e consequentemente na dizimação desses nativos.

A invasão holandesa na região do Rio São Francisco gerou históricos conflitos com a coroa portuguesa, o domínio do território onde hoje é Neópolis objetivava tomar a Vila do Penedo do São Francisco. Essa invasão dos holandeses, no entanto, durou oito anos na região.

Ao voltar aos portugueses, eles denominaram uma Vila Real do São Francisco. Posteriormente, chamou de Vila Nova D’El Rei. Somente em 1910, recebeu o nome de Villa Nova. Somente em 1910 que a cidade recebeu o nome de Neópolis.