Transgênero é discriminada por usar banheiro feminino em supermercado

Uma transgênero foi vítima de transfobia por adentrar ao banheiro feminino, na noite desta sexta-feira (12), dentro de um supermercado na zona Sul da capital potiguar. O estacionamento do local é utilizado como ponto de encontro do público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). De acordo com os visitantes que foram entrevistados pelo Brechando, ela adentrou ao banheiro para fazer as suas necessidades quando uma mulher que também estava no local começou a humilhá-la.

“Ela deu um escândalo dizendo que a pessoa não poderia adentrar ao banheiro, porque era o feminino e que deveria fazer as suas necessidades no masculino”, disse uma das fontes ao blog. Um dos amigos da trans chegaram a defender a amiga.

Depois, o marido da moça chegou ameaçar a turma que defendeu a trans com uma faca e chegando a dizer que iria matá-los, lhes xingou e fazendo com que os funcionários do estabelecimento comercial se intrometesse. No final, os servidores pediram que a turma saísse do supermercado.

“Eles (os funcionários) foram muito coniventes com o casal”, relatou.  O caso foi denunciado na Polícia Civil, no Plantão zona Sul, no qual foi feito um boletim de ocorrência.

O vídeo, que tem 10 minutos, pode ser visto a seguir. Tem duas partes, a primeira parte mostra a briga no estacionamento após terem sidos retirados da parte interna. Os xingamentos do marido da moça podem ser vistos nos cinco minutos:

Um grupo LGBT realizará um protesto no estacionamento do supermercado contra a discriminação na próxima sexta-feira (19). O link do evento pode ser clicado aqui.

Uma testemunha também criou uma postagem no Face relatando o caso, veja a seguir: