Teatro Alberto Maranhão

10 curiosidades sobre o Teatro Alberto Maranhão

brechadas Cidades Curiosidades
Compartilhe:

O Teatro Alberto Maranhão (TAM) é um dos principais teatros de Natal e um dos poucos geridos pelo Poder Público. Recentemente, ele foi reaberto e vamos fornecer mais um motivo para falar das curiosidades do local.

A seguir, vamos falar de 10 curiosidades sobre o Teatro Alberto Maranhão, também conhecido pela sigla TAM.

  1. A sua construção demorou seis anos 

A sua construção aconteceu em 1898, mas demorou seis anos, portanto, para ficar pronto.

  1. Seu primeiro nome foi Carlos Gomes

Teatro Alberto Maranhão
Foto: Elisa Elsie

O primeiro nome do Teatro Alberto Maranhão foi Carlos Gomes, o mais importante compositor de ópera brasileiro. Além disso, destacou-se pelo estilo romântico, com o qual obteve carreira de destaque na Europa. Sua obra mais famosa é o “O Guarani”, que o fez ser reconhecido internacionalmente.

  1. Já funcionou como Cine Teatro

Antes de dedicar apenas as peças e óperas, alguns filmes eram exibidos dentro do Teatro, onde virava o principal evento da cidade e isso continuou, mesmo com a inauguração do Polytheama,  o primeiro cinema de Natal.

  1. Tem uma escola de balé

O TAM tem, por conseguinte, a sua própria escola de dança, em que eles já formaram diversos bailarinos profissionais que estão pelo mundo. Além disso, a EDTAM foi fundada em 1985 pelos Professores Edson Claro e Carmem Borges.

É uma instituição que faz parte do Centro Educacional Norte Rio-grandense de Artes/CENA e ainda mais tem vínculo com a Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte. E mais de 10 mil pessoas passaram pela escola.

  1. A escola de Balé fica na Ribeira

Diferente que muitos pensam, a EDTAM fica na Rua Chile, na Ribeira e ensina jovens, adultos e crianças na arte da dança.

  1. Só mudou para Alberto Maranhão na década de 50

Até a década de 50, o teatro se chamava Carlos Gomes. A mudança aconteceu na gestão de Djalma Maranhão. Em 1957, Maranhão mudou a sua denominação para Teatro Alberto Maranhão. Em 1959 teve eventualmente uma nova reforma, com reabertura em 24 de março de 1960.

  1. Dois arquitetos projetaram o teatro

Os arquitetos responsáveis pelo Teatro Alberto Maranhão são duas pessoas. Na época, o obra foi projetada pelo engenheiro José de Berredo e a direção da obra era do major Teodósio Paiva.

  1. Quem foi o seu primeiro diretor?

O primeiro diretor do Teatro Alberto Maranhão foi o maestro Joaquim Scipião, seguido por Milton Varela, Alcides Cicco, Meira Pires, Dorian Gray, novamente Meira Pires, Iaperi Araújo, Diana Fontes, Maria Olga de Araujo, Selma Meira e Sá Bezerra, Silvana Bezerra de Mesquita Gomes, Maria Olga de Araújo Aranha, Hilneth Correia, Ivonete Albano,Dione Mª Barros Caldas Xavier e, por último, Toinho Silveira, na gestão anterior ao Governo de Fátima Bezerra.

  1. Relação com a seca

A renda do teatro teve como destino, na época, para ajudar aos retirantes, vítimas da seca, que se encontravam em Natal.

  1. Primeira reforma na segunda Gestão de Alberto Maranhão

No segundo Governo de Alberto Maranhão, o teatro fechou para a realização de uma reforma, sendo a sua reinauguração foi pela “Gran-Campañía Española de Zarzuela, Òpera y Opereta Pablo López”, em 19 de julho de 1912, com a opereta “Princesa dos dólares” de Leo Fall.

Gostou desta curiosidade? Deixe aqui, portanto, o seu comentário.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.