Uma exposição virtual com potiguares, saiba do “ParemPar”

Artistas Potiguares brechadas
Compartilhe:

O Bólide 1050 é uma galeria em Natal que se reinventou na pandemia, visto que precisou fechar as portas de seu espaço físico.  Recentemente, eles lançaram a exposição “ParemPar”, no qual reúne vários artistas. Sem contar que os trabalhos estão primeiramente no site da galeria (www.bolide1050.com). Mas, antes, vou explicar como funcionará a exibição.

A exposição do “Par em Par”, do Bólide 1050

A exposição traz, por conseguinte, quatro artistas potiguares contemporâneas em diferentes pontos da carreira: Sofia Porto Bauchwitz, Luara Rocha, Malu Araújo e Chrystine Silva.

Alem disso, o projeto abre caminho para o fortalecimento de um lugar habitado por artistas de antes e artistas de agora, que podem juntos alimentar a rede e a cena da arte contemporânea do estado. O mapeamento começa assim, pouco a pouco, de par em par, propondo diferentes conexões entre os artistas e dando a ver diferentes trajetórias e processos.

“Cada edição do projeto trará dois artistas emergentes e dois artistas que estão começando. Mais do que uma estética comum, “ParEmPar” espera divulgar processos criativos e discursos artísticos diversos. Esses discursos serão ativados pelas respostas às perguntas-provocações criadas pelo artista e professor André Bezerra especialmente para o projeto.

Tempo de duração da exposição

A exposição ficará, portanto, em destaque durante 2 meses em nosso site e todas as obras estarão disponíveis à venda. Além disso, ao estarem disponíveis para a venda, esperamos que a arte potiguar possa chegar aos lares de todos e todas que desejarem fazer parte dessa história.”, conta Sanzia Barbosa que assina a curadoria dessa primeira edição.

Sobre o Bólide1050

O Bólide1050 é um coletivo colaborativo e autônomo de artistas e produtores de artes visuais que iniciou trabalhos em novembro de 2017. A sua finalidade é incentivar a arte contemporânea no Rio Grande do Norte e ser um ponto de conexão com o circuito nacional e internacional. Além disso, iniciativa se articula através de projetos, exposições, cursos, oficinas, publicações e, por fim, residências artísticas, em parceria com espaços culturais de Natal.

Deixe uma resposta