João do Vale será tema de Escola de Samba natalense

Cidades
Compartilhe:

A escola de samba de Natal, Batuque Ancestral, divulgou em suas redes sociais que vai homenagear o compositor maranhense Joao do Vale, autor da clássica música “Carcará”. Além disso, o carnaval de 2022 será a sua estreia no Grupo Especial no carnaval natalense.

A escola foi fundado em 2018 e o seu objetivo é homenagear artistas negros que ajudaram a erguer o país.

O tema do samba-enredo será “O poeta do povo que ecoou o seu cantar”.

“A cultura nacional, em suas diferentes manifestações, é tributária a todos essespersonagens que representam parte significativa da formação do povo brasileiro. E é emrespeito e homenagem a eles, figuras fundantes da nossa história”, diz a descrição da escola em seu site oficial.

Mais sobre João do Vale e seu Carcará

João Batista do Vale nasceu no interior do Maranhão e aos 13 anos se mudou para São Luís onde foi trabalhar. Assim como Leozinho, começou na cultura ainda adolescente e participando das rodas de bumba meu boi. Aos 15 anos, começou sua viagem para o sul, pegando um trem para Teresina, e depois sempre em boleias de caminhões.

Passou a frequentar programas de rádio para conhecer os artistas e apresentar suas composições, na maioria baiões. Depois de dois meses de tentativas, teve uma música de sua autoria gravada por Zé Gonzaga, Cesário Pinto, que fez sucesso no Nordeste. Em 1953, Marlene lançou, em disco, Estrela miúda, que também teve êxito; outros cantores, como Luís Vieira e Dolores Duran, gravaram então músicas de sua autoria.

Em 1964, estreou como cantor no restaurante Zicartola, onde nasceu a ideia do Show Opinião, dirigido por Oduvaldo Viana Filho, Paulo Pontes e Armando Costa. Apresentou no teatro do mesmo nome, no Rio de Janeiro. Dele participou, ao lado de Zé Kéti e Nara Leão, tornando-se conhecido principalmente pelo sucesso de sua música Carcará (com a participação de José Cândido), a mais marcante do espetáculo, que lançou Maria Bethânia como cantora, que substituiu Nara no espetáculo.
Como compositor, em 1969, fez a trilha sonora de Meu nome é Lampião (de Mozael Silveira).

Brechando recentemente falou de seu neto que por muito tempo morou em Natal

Uma das curiosidades interessantes que o Brechando descobriu recentemente que Leozinho do BA, funkeiro potiguar de coração, é neto de João do Vale.

O Leozinho foi criado no bairro do Alecrim, por isso a origem do seu nome artístico. O artista tem uma extensa discografia, lançou primeiramente o “Aonde o sonho em levar” (2013) e “A voz do silêncio” (2017), no qual considera o seu primeiro álbum. Dentre alguns de seus shows de maior destaque, estão as apresentações do no Fifa Fan Fest e no Rio Parada Funk, o maior baile funk do mundo.

Para ler a matéria completa é só clicar no link aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *