Enfim…recebi a segunda dose da vacina

Artigo
Compartilhe:

A segunda dose veio e assim como aconteceu na primeira, eu resolvi fazer um rápido relato. Hoje, 1 de outubro de 2021, completa uma semana que tomei a segunda dose. Parece que veio uma sensação de liberdade, como se tivesse cumprindo a minha pena e feliz por ter tido força suficiente para conseguir me proteger.

Posso dizer que fiquei mais feliz que na primeira vez.

Por falar em proteger, me senti não só protegida, mas também posso proteger aqueles que eu amo. Além disso, eu posso ter menos medo.

Quando a doença começou a perpetuar no RN, eu tinha medo de ter a doença, de perder pessoas pela doença e, por último, nunca consegui superar.

Um ano e meio se passou e posso dizer que a doença abriu a caixa de pandora, dado que vimos coisas absurdas. Se você não achou absurdo que quase 1 milhão de pessoas morreram, tem algo de estranho.

Minha rotina até a segunda dose

Estava na dúvida se finalmente iriam antecipar ou não a segunda dose. Inicialmente, era para tomar no final do mês de outubro. Entretanto, o Ministério da Saúde antecipou o intervalo entre a primeira e segunda dose para 53 dias.

Então, eu fiquei esperando exatamente 53 dias. Vi algumas pessoas tomando e eu dizia: “Só vou no 53º dia”.

Mas, o dia que iria acontecer, quase não ia, visto que a sexta passada foi bem atribulada. Mas, eu fui consultar a fila do site da vacina da Prefeitura do Natal e vi que o local onde tomei na primeira vez tava vazio.

Como dizia Belchior : “é hora do almoço”

A hora do almoço bateu e eu saí correndo para o Sesi, fiquei escutando podcast para segurar a ansiedade. Estacionei o carro, fiquei mexendo nos documentos para ver se tava tudo certo.

Coincidentemente, este era o primeiro dia que muitos adolescentes estavam tomando. Então, nunca vi tanta gente com farda da escola. Apesar disso, as coisas estavam tranquila.

Uma moça estava na porta verificando a data da minha vacina, depois me encaminhou para a triagem e desta vez foi bem mais rápido.

Lá, ela anotou que tomei a segunda dose da Covid e conversamos sobre o cotidiano. “Está vendo aquelas mesas? Vai lá e finalmente estará imunizada”, disse a enfermeira.

Pare de ser sommelier de vacina, enfermeiros acham isso ridículo

E fui. Os enfermeiros estavam rindo da situação anterior e criticando os sommelier de vacina. “Tu acredita que veio a família inteira apenas para vacinar? Eles disseram que só não tomaram antes porque não queriam Coronavac”, disse um com uma voz alterada.

Claro que puxei assunto e perguntei se aquilo era comum. “Demais, mulher, parece que até para saudável tem que escolher”.

Depois dessa rápida conversa, ele me mostrou o vidro da Pfizer, quantas ml iria tomar e pediu para relaxar. E, portanto, imunizada.

Agora, corram atrás da segunda dose, pois o RN só chegou na metade dos potiguares vacinados.

Lembre-se, vacina salvam vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.