Saga Jam

Saga Jam: Como os Otakus participavam de shows em Natal

Curiosidades
Compartilhe:

Os eventos de cultura pop em Natal foram criados nos anos 2000. Inicialmente, alguns começaram na Capitania das Artes, no bairro da Ribeira,  e depois foram parar nas quadras de algumas escolas da cidade. Hoje são eventos de cultura pop, mas antigamente dizíamos que era evento de anime. A maioria eram feitos de forma improvisada, inclusive os cosplays, no qual eram feitos de qualquer jeito. Alguns chegavam até descolorir os cabelos para ter a cor dos personagens favoritos.

O jogo favorito era a máquina de dança Pump It Up. O League of Legends não existia, havia campeonatos de Tibia e CS. Os videogames da época eram o Playstation e o Xbox, que estava começando a dominar o mercado. Nos 2000, o pop coreano ainda era pouco escutado e os jogos de tabuleiro eram restritos, restando apenas o RPG. Foi nesta época, em 2007, que comecei a frequentar e olhar o lado nerd da força. No entanto, não era somente disso que os otakus natalenses se divertiam e vou contar a história a seguir.

Como sabemos que o Japão é muito longe de Natal, para ter acesso a bandas japonesas precisava de dois caminhos: arriscar em baixar músicas e vídeos no Kazaa ou ir ao Saga Jam.

O nome já é bem claro, era uma Jam, um show improvisado com vários músicos potiguares cantando música de anime e outras canções do rock japonês, o famoso J-Rock. Além disso, por não durar a madrugada toda, era a única opção da juventude aproveitar “uma balada”. Pesquisando no Youtube, achei alguns vídeos desta época e vou colocar abaixo para vocês assistirem. 

Quem frequentou o Saga Jam? Deixe, portanto, seu comentário. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *