Cachoeira do Sapo

Região de Cachoeira do Sapo, terra de Mução, existe?

Cidades
Compartilhe:

Cachoeira do sapo. Você já ouviu falar deste nome? Com certeza este nome primeiramente você escutou durante o programa do Mução,  do humorista potiguar Rodrigo Vieira, no qual ele se transforma em um idoso que vive no sertão e está há anos no rádio nordestino, enviando trotes para pessoas que não gostam dos apelidos. Entretanto, o personagem sempre diz que é de Cachoeira do Sapo e viemos afirmar, portanto, que esta região existe.

É um distrito que fica no município de Riachuelo, próximo de São Paulo do Potengi e fica distante de Natal por 71 quilômetros. Ou seja, em torno de uma hora você chega na cidade e mais alguns minutos no distrito, que fica nas margens da BR-304.

Pesquisando sobre a região, eu achei um cordel de Lino Sapo, no qual conta a história de Cachoeira do Sapo.

Enfim, a história de Cachoeira do Sapo

Os primeiros habitantes eram viajantes que saíam do agreste para visitar Macau com o objetivo de comprar sal. No meio do caminho, eles viram um lugar bonito, com um riacho, uma gruta com cachoeira e sapos fazendo barulho ao redor com a queda d’água e assim surgiu a região.

Ela passou por vários nomes como Olho D’Água da Gameleira e Riacho do Sapo. A área começou o povoamento após a chegada de fazendeiros na região, que ajudaram a construir a igreja e as primeiras residências.

Por que é um distrito de Riachuelo?

Por motivos políticos e ser um espaço de maioria de fazendas, o local é um distrito. Antes, Cachoeira do Sapo pertencia ao município de Macaíba, passando para São Paulo do Potengi. Somente em 1963, com a criação do município de Riachuelo, se tornou distrito da então nova cidade, permanecendo assim até hoje. A estrada para Cachoeira, a BR-304, chegou na região apenas em 1978. Para você ter uma ideia, a água encanada somente surgiu na gestão de Garibaldi Alves Filho em 1998, quando ele fez um extenso programa de adutoras.

Turismo na região

Um dos pontos fortes da região é o ecoturismo, no qual as pessoas fazem trilhas para conhecer a tão famosa gruta de Santa Inês, que fica, portanto, embaixo da cachoeira que recebeu o nome do distrito.  Além disso, tem espaço para rapel e aquele delicioso banho no famoso riacho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *