Zeca Baleiro e Yrahn Barreto

Zeca Baleiro e Yrahn Barreto em tributo ao Sérgio Sampaio

Todo ano, o cantor potiguar Yrahn Barreto faz uma homenagem ao cantor capixaba Sérgio Sampaio e 2021 completa a sua edição. Primeiramente, este evento será totalmente diferente, visto que vai haver a participação do maranhense Zeca Baleiro em uma live na abertura do evento. Juntos vão homenagear o músico que completaria 74 anos em 13 de abril.

Agora, o projeto já realizava lives de parte da sua programação, para que os fãs do Brasil inteiro pudessem acompanhar a programação de artes integradas, realizada na cidade de Natal para homenagear o cantor e compositor maiúsculo do pós-tropicalismo, Sérgio Sampaio.

As transmissões da programação da Semana do Sampaio serão realizadas eventualmente pelo Instagram dos artistas participantes e no canal do YouTube Yrahn Barreto, sempre às 20h, com a produção assinada por Jamilly Mendonça.

Como será a abertura do evento

O evento começa primeiramente neste sábado (10). Tanto Zeca quanto Barreto são fãs de carteirinha de Sampaio. Além disso, Baleiro produziu o álbum póstumo de Sampaio “Cruel”. Ainda mais prometem um bom bate-papo sobre a obra de Sampaio com palinhas de músicas do “velho bandido”.

O evento continua no dia seguinte

Na sequência da programação, dia (11/04), teremos uma verdadeira confraternização de sampaiófilos, os fãs assumidos de Sérgio Sampaio. Como resultado, vão conversar, via live, sobre a vinda de Sérgio Sampaio nos anos 90 para Natal, no qual já falamos no Brechando.

Antônio Ronaldo, cantor e compositor potiguar, que recebeu Sérgio em seu apartamento e assim como cantou na abertura do show do capixaba em terras potiguares. Ainda contará com Marcel Matias pesquisador da obra de Sérgio, no qual vai revelar os bastidores dos dias de permanência do cantor capixaba em Natal.

Segunda é dia de Sarau

Segunda (12/04) é a vez do sarau virtual “Lugar de Poesia é na Calçada”, com os poetas Thiago Medeiros e Marina Rabelo. Além disso, haverá dança com Rozeane Oliveira. Na continuação da programação, abertura da Exposição Virtual  “Lugar de Quadro é na Exposição”, com um bate-papo sobre o processo criativo das obras dos artistas: Renata Lisieux, Diego Germano e Carlos Sérgio Borges.

A mediação será de Rosane Félix, coordenadora da Galeria de Arte do IFRN Cidade Alta, que já recebeu edições anteriores da exposição presencialmente.

Para fechar com chave de ouro

E para finalizar mais uma edição, no dia do aniversário de Sérgio Sampaio, 13 de abril, música, com o show “Yrahn Barreto Canta Sérgio Sampaio”, indicado a melhor show tributo pelo Prêmio Hangar de Música.

No show, o cantor revisita a obra de Sérgio Sampaio com a sua interpretação visceral e marcante que, por conseguinte, o levou a cantar no Festival Sérgio Sampaio em 2020, que acontece todos os anos em Vitória (ES). Entretanto, a versão foi online em decorrência da pandemia do Covid-19.

SERVIÇO 

Semana do Sampaio 2021 – edição “Que loucura”
Transmissões nos perfis do Instagram (@yrahnbarreto) e (@semanadosampaio) e no canal do Youtube Yrahn Barreto. 
10 a 13 de abril de 2021.
Todos os dias às 20hs 
 

Bandern

O que foi o Bandern?

Você conhece algum parente que trabalhou ou teve uma conta na Bandern. Apesar da extinção há 31 anos, o Bandern ainda está presente nas placas das ruas de Natal e também no falatório dos potiguares. Afinal, o que foi esta instituição?

O Banco do Estado do Rio Grande do Norte teve sua origem no Banco de Natal, fundado em 1909. Quando foi fechado, o Badern tinha 56 agências em todo o estado e seu nome era colocado no mesmo patamar de bancos como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Sua primeira cede foi Rua Doutor Barata. Na época, o governo do Estado estava sob a administração de Tavares de Lyra.

Entretanto, a sua sede mais famosa ficava na avenida Duque de Caxias, onde hoje é a sede estadual do Procon. A mudança aconteceu na década de 30, quando Gentil Ferreira, engenheiro e prefeito de Natal, construiu um prédio com três pavimentos com salas amplas para trabalhar.

Ao longo do tempo, o Bandern começou a se expandir no interior do estado. Muitas cidades só tinha a agência do Bandern para retirar dinheiro ou pagar as suas contas. A foto acima, por exemplo, mostra a unidade de Alexandria.

Antes do fechamento, em 1990, o banco tinha 56 agências, com dois mil funcionários, em todo o Estado e seu nome estava no mesmo patamar de bancos como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. O Bandern tinha quatro ramificações: um banco de desenvolvimento, um banco comercial, uma poupança e uma financeira.

Antiga sede do Bandern. Entretanto, hoje fica o Procon

Muitos funcionários encaminharam para outros órgãos públicos, apesar de alguns ficaram desempregados.

Apesar de o processo de liquidação do banco ter começado antes, somente em 2008 a instituição foi completamente liquidada.