Atlas da Fotografia Potiguar

Concurso para Atlas de Fotografia Potiguar é prorrogado

Uma boa notícia para quem está querendo produzir na quarentena, uma vez que os fotógrafos têm mais uma oportunidade para se inscrever no 1° Prêmio Margem de Fotografia. Os vencedores primeiramente vão participar do Atlas de Fotografia Potiguar, que será publicado em livro. Além disso, contará com participarão de duas exposições presenciais. A premiação prorrogou o período de inscrições de trabalhos até o dia 8 de agosto.

Estão aptos a participar fotógrafos potiguares, ou residentes no estado há pelo menos três anos. Cada inscrito pode submeter um conjunto de seis imagens que serão avaliadas por uma comissão de especialistas. O objetivo do prêmio é mapear a produção fotográfica no Rio Grande do Norte.

O Atlas também promoverá lives e outros conteúdos formativos sobre economia criativa, artes visuais e processos de criação em fotografia.

Como faz para se inscrever no concurso?

A ficha de inscrição e o edital estão acessíveis em www.margemfoto.com/premio. Então, só enviar as fotografias e esperar o resultado.

Apesar de as fotos poderem seguir a temática livre, os organizadores, no entanto, sugerem que as imagens tenham como inspiração os versos do poema “Onde”, da poetisa potiguar Zila Mamede, que você pode conferir aqui.

Algumas fotografias já pré-selecionadas

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Margem de Fotografia (@premiomargemdefotografia) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Margem de Fotografia (@premiomargemdefotografia) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Margem de Fotografia (@premiomargemdefotografia) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Margem de Fotografia (@premiomargemdefotografia) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Margem de Fotografia (@premiomargemdefotografia) em

Quem organiza o concurso?

Por fim, a realização da premiação é do Margem Hub de Fotografia, empresa baseada em Natal. Desde 2018 abre espaço para exposições de artistas potiguares, eventos culturais, e realiza cursos em fotografia e artes visuais.

Além disso, o Prêmio Margem de Fotografia, e o projeto Atlas da Fotografia Potiguar, foram contemplados, portanto, pelo edital de Economia Criativa do SEBRAE/RN, e também contam com o patrocínio de SICOOB RN, além do apoio de Bólide 1050, Editora Deu na Telha, Espaço Duas e Rede de Produtores Culturais de Fotografia do Brasil.

Nightbird

Nightbird estimula escutar artistas do RN na quarentena

O selo Nightbird Record, liderado pelo artista potiguar, Luan Bates, lançou uma coletânea de artistas potiguares para escutar na quarentena e mostrar que os artistas ainda estão trabalhando, embora as coisas estejam mais difíceis. O nome do álbum se chama “Canções de Isolamento” e foi lançado no mês passado.

“Pensando nas limitações causadas pela pandemia do COVID-19, o álbum foi organizado primeiramente em prol de um direcionamento às bandas e artistas com materiais disponíveis para divulgação, mas com recursos e articulações restritas devido a conjuntura atual. Ressaltando a importância da coletividade para encontrar soluções viáveis de produção e difusão de novos trabalhos, músicos e membros da Nightbird uniram-se para concretizar a ideia do disco”, disse Luan para a imprensa potiguar.

Confira os artistas da coletânea do Nightbird para escutar nesta quarentena

Foram selecionados três artistas para escutar neste período para escutar enquanto os nossos corações apertados. Confira a seguir:

Lizia

Apesar do estilo Tumblr e as letras potiguares, Lizia Santos é uma garota natalense. Se lançou como artista inicialmente em 2017 com seu álbum “Unfocused”, lembrando artistas como Lorde e Birdy. Na coletânea, ela colocou a música extra, chamada de “Mother Hearth”.

De Lima

Delima é rapper e tem suas faixas fincadas nas batidas e rimas. ele escreve quando está entediado ou triste, esperando que alguém do outro lado se identifique com seus sons. No final de 2019, resolveu tirar algumas coisas do papel e buscou beats com a finalidade de fazer música; o resultado de uma delas é “Só Mais um Dia Ruim

Marinheiro Porre

O Marinho Porre surgiu em 2016 e é natural de Parnamirim, formada por Marcos Mar, Matheus Dilma, Kevin Arend e Marcelo Maroja. Suas influências são a psicodelia dos anos 60 e 70, como The Who, Zé Ramalho, Pink Floyd, Mutantes, Ave Sangria e dentre outros.

Ano passado, eles lançaram um EP, intitulado de “Jornada”.

Outros artistas

Juntamente com nomes do casting da gravadora, “Canções de Isolamento” reúne 13 faixas de 11 artistas/bandas de diferentes gêneros. O registro passeia pela melancolia instrumental de Danillo Veloso, o “rock triste” de Rommel e das bandas Jxvxns e Vulgo Montreux, o sopro acústico de Marcos Mar e Marinheiro Porre, o new metal da Devilink, e não podia faltar Boats e Luan Bates, com novas composições gravadas na produtora Fu.ga.

Capa do disco

A capa do álbum foi elaborada pelo artista visual Filipe Marcus, também possui como nome artístico Filipe Anjo, conhecido por fazer capas de livros, cartazes de festivais alternativos e é uma figura carimbada nos eventos de Natal. Além disso, ele é conhecido por ser um dos vocalistas da banda Joseph Little Drop, conhecida por Natal pelo seu punk José.

Outras atividades do Nightbird

Mesmo com a quarentena, o selo de Luan Bates e companhia não vai parar, mesmo não podendo fazer eventos físicos. Esta era marca o início de um período prolífico da Nightbird Records em termos de produções, com uma série de lançamentos dentre podcasts, webséries, discos e singles previstos para o segundo semestre de 2020.

Onde escutar o disco

Para escutar o álbum, portanto, é só acessar o link a seguir: smarturl.it/nbrdisolamento