Expectativa para 2ª parte da reabertura do comércio é dia 15

O início da fração 2 da fase 1 do Cronograma de Retomada Gradual Responsável das Atividades Econômicas, que aconteceria nesta quarta (8), foi adiada para o próximo dia 15. O adiamento foi formalizado no Diário Oficial do Estado (DOE) e prevê que a Fração 2 da Fase 1 será executada concomitantemente com a Fração 1 da Fase 2, prevista para iniciar em 15 de julho, se a situação epidemiológica permitir.

O secretário adjunto de Saúde Pública do RN, Petrônio Spinelli na coletiva de imprensa realizada no final da manhã avaliou o momento da pandemia do novo coronavírus como “delicado, com avanços e riscos. Houve avanços positivos como a redução na pressão por leitos de UTI, a abertura de novas UTIs e a redução na taxa de transmissibilidade. Mas há risco muito alto porque não atingimos a redução necessária na ocupação de leitos para 80%”.

Adiamento da segunda fração da primeira fase da abertura do comércio

Na coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira (7), a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, anunciou que a segunda parte da primeira fase da abertura do comércio estará suspensa, uma vez que o número de leitos de UTI na rede pública de saúde ainda não diminuiu. Até o momento, 92% dos leitos estão ocupados.

“Agora contamos com um bom senso dos prefeitos do Rio Grande do Norte em proteger a população”, disse Fátima em coletiva de imprensa.

Prefeitura de Natal e Mossoro abriram as lojas

Nesta quarta-feira (8)restaurantes e Food Trucks de até 300 metros quadrados, com porta para ruas. Várias cidades resolveram desobedecer o Decreto Estadual, como Natal e Mossoró.Além disso, lojas de departamento, eletrodomésticos, colchões, roupas, móveis e outras acima de 300 metros quadrados poderiam abrir. No entanto, abriram apenas poucas lojas e recentemente permitiu a volta dos cultos e missas, além de outras práticas religiosas.

Abertura começou, com isolamento normal e muita placas de aluga-se em pontos comerciais

Na semana passada, o Brechando visitou os principais centros do Comércio de Natal, que fica no bairro do Alecrim e Cidade Alta.  O primeiro citado já apresentava aglomerações, conforme foi apresentado nos três vídeos anteriores que mostramos o movimento das ruas na quarentena.  Mas, uma coisa me chamou atenção: o aumento de placa de aluga-se.

Na visita desta quinta-feira (02), o Brechando viu aglomerações em maior escala na região do Camelódromo e nas principais ruas do Alecrim. Além disso, vimos muitos pontos comerciais com placa de aluga-se, principalmente em lojas que poderiam abrir. Sem contar do intenso trânsito.

Na Cidade Alta, o movimento foi maior nas agências bancárias e também na rua Ulisses Caldas, onde tem bastante ótica. Já na rua Princesa Isabel, apesar de muitos carros estacionados, as únicas lojas que estavam abertas eram armarinhos e lojas de som, sendo que o movimento bem menor do que Alecrim.

O movimento maior era no Alecrim

Em ambos os bairros o que era comum em se ver pessoas circulando apenas em lojas maiores, ignorando o pequeno comércio. Essa atitude será mais visível na semana que vem, quando os serviços de eletrodomésticos e departamentos voltarão a funcionar. Então será a prova real se o Governo do Estado acertou ou errou, colocando em risco uma possível rejeição e não-releição da Governadora Fátima Bezerra.

Em sete minutos de vídeo, você pode ver como estava o movimento e tire as suas próprias conclusões.

Confira o vídeo a seguir:

O isolamento social nesta quinta é de 39,4% ou seja abaixo dos 40%, apesar de está um pouco (bem pouco) da média brasileira, que é 39% cravado, e São Paulo, onde tem o maior número de casos. Até o dia 02 de julho, a Secretaria do Estado da Saúde Pública do RN registrou  32.578 contaminados e 1905 pessoas em óbito.

Não se esqueça de seguir o canal do Brechando no You Tube para assistir a versão em vídeo do nosso site.

Como está sendo feito a abertura do comércio

A abertura do comércio divide opiniões, uma vez que entidades empresariais, como Fecomércio, estava pressionando para o retorno das atividades, apesar de que o Estado só chegou no seu pico de infecção da pandemia do Covid-19 apenas em junho e há poucos leitos de UTI na Saúde Pública.

Governo divulgou as outras fases da abertura

Fase 2 (15 a 28/07):

Primeira Fração (15/07): Academias abertas (sem uso de ar condicionado).

Segunda Fração (22/07):  Centros comerciais e galerias (sem ar condicionado).

Primeira fração (29/07):  Alimentação II (Bares e restaurantes (maiores que 300m²)).

Segunda fração (05/08):  Academias em funcionamento com uso de ar condicionado; Shoppings Centers (com ar condicionado)

Luan Bates

Mascarado e protegido, Luan Bates lança novo single

Em meio à pandemia, o cantor potiguar Luan Bates saiu de sua casa com máscara e foi trabalhar primeiramente para o novo single. Ele lançou a música em serviços de Streaming juntamente com o clipe nesta quarta-feira (8). Você pode ouvir a música nesta postagem.

A nova música se chama “Sanity” e está dentro do novo álbum.  A canção tem como finalidade em desabafar sobre o mundo caótico.  Além disso, a música marca um afastamento do músico potiguar em relação a seus trabalhos anteriores. Por conseguinte, traz uma sonoridade mais pesada, rápida e agressiva, com letra crítica às dualidades presentes em nossa sociedade.

“Essa música foi feita pensando em diversas imagens, elementos que se opõem uns aos outros, fazendo um recorte sobre o caos em que vivemos e como isso se converte em paranoia em nossas vidas”, diz Luan, ao descrever a canção do novo disco.

Para ouvir a música, só dá o play no vídeo a seguir ou clicar neste link:

http://https://youtu.be/IMzL-QtjoTI

O vídeo foi dirigido e editado por Emanoel Fernandes, conectando filmagens feitas em estúdio com recortes de vídeos antigos de propagandas e cenas de arquivo.

Sobre o Luan Bates

Luan Bates tem 26 anos e é um dos nomes mais ativos do cenário independente do Rio Grande do Norte, com 5 EPs e um álbum lançados em carreira solo, além de projetos paralelos. “Sanity” sai também pelo próprio selo do músico, o Nightbird Records, e chega às demais plataformas de streaming no dia 15/07. O segundo disco do músico tem lançamento previsto para setembro.

Começou a tocar e gostar de música inicialmente aos 14 anos e somente em 2014 ingressou em bandas, quando lançou primeiro EP e ingressou na banda Seu Ninguém.

Ainda em 2016, Luan lançou seu primeiro EP “apropriadamente” solo, “Listen Up, Mates”, com três faixas que elaboram o início de uma autobiografia entre o final de sua adolescência e o início de sua vida adulta. Seu trabalho seguinte, “Distant Minutes” dá continuidade a essa biografia.

Para saber mais sobre o cantor, portanto, é só acessar o link.

Frida

Frida comemora aniversário e Natal tem exposição virtual

Nesta semana, a Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, mais conhecida como Frida Kahlo, completaria 113  anos. Hoje, sua imagem está na cultura pop e virou uma importante referência no feminismo na América Latina. Mas, para que ela fosse respeitada, tanto na sua arte como pessoa, teve que sofrer bastante, no qual falaremos no final desta postagem.

Hoje, ela não deixa somente a arte, no qual inspira na pintura, no artesanato, na decoração, moda, no cinema e em tantas outras formas de expressão.

Há quatro anos, o Estúdio Carlota, criado por Carla Nogueira, se junta com artistas locais para participar da IV Mostra Frida Kahlo do RN, no qual em 2020 será feito totalmente online. Foram registradas 35 inscrições em oito dias de inscrições feitas pela internet.

A mostra começará na próxima sexta-feira (10) e vai até o dia 31 de julho.

As marcas que participarão são: Janine Artesanato, Tilim Artes, Ateliê Sérgio Medeiros, Madah,Objetos com Arte, Armário de Vanessa, Firmão, Artefique, Plurall Ateliê, Mandalena Arte Amor, Lulu Arteira, Ateliê Blondin, Ateliê Jackie Monteiro, Pedro Pereira, Humberto Kalango, Sonho de papel, Charline Ribas, Julia Britto Arts d’Casa, Rosa de Papel, Tapioca Kids, DrinkArte, Cláudia Vilar Doces, Bonecas De Pano, Gueorguia e Cerveja Perversa.

Sobre a Exposição

Realizada há quatros anos de forma presencial, no estacionamento do estúdio, a mostra teve que ser reinventada com o contexto da pandemia.

“A Mostra é esperada pelos expositores com muita ansiedade, e neste contexto que estamos vivendo, se faz ainda mais necessário fomentar o trabalho dos artesãos potiguares, que estão passando dificuldades, por isso, decidimos criar este novo formato de feira totalmente virtual. É algo novo para a gente, mas estamos com expectativas muito positivas para esta edição”, declara Carla em release enviado à imprensa.

Mas, como será feita uma exposição? Durante o período da Mostra Frida Kahlo do RN serão realizadas lives que falam sobre o universo da artista mexicana e também como ela é referência até os dias de hoje. Também haverá leitura do Diário de Frida com o Insurgências Poéticas. Todas as informações podem ser vistas no perfil do estúdio @estudiocarlota no Instagram, ou na página Estúdio Carlota no Facebook.

Sobre a Frida Kahlo

Frida Kahlo nasceu no dia 06 de julho de 1907, na cidade de Coyoacán, no México. Com uma vida marcada por paixões, dor, sofrimento e perseverança, mas deixou o mundo com as cores vibrantes e a energia do povo mexicano em suas roupas, adereços e pinturas.

Seu drama começou aos seis anos, quando contraiu poliomielite, deixando sequela em uma das pernas, no qual começou a usar as suas longas e chamativas saias. Para superar a limitação da poliomielite, Frida praticava esportes até então considerados masculinos, como futebol, lutas e natação. Além disso, por intermédio da família, começou a se interessar em fotografia e pintura.

Com parte da infância vivida entre tiroteios e disputas entre camponeses na Revolução Mexicana de 1910, Frida denominava-se como “filha da revolução”. Já sua adolescência foi em meio às festas populares e a uma efervescência cultural que chegava ao México.

O momento crucial para a vida e a arte de Frida veio quando ela tinha 18 anos. Um caminhão bateu no bonde em que Frida estava, acidente no qual uma barra de ferro atravessou seu corpo, atingindo a barriga e a pelve da jovem.

Esse acidente deixou Frida acamada. Passando por mais de 30 cirurgias, a mexicana achou na pintura um modo de passar o tempo e expressar seus sentimentos.

Desejava ser mãe, mas sofreu três abortos espontâneos por causa das perfurações que teve no acidente. A pintora carregava para as telas o sofrimento em não poder levar uma gestação adiante, como é o caso do quadro “Hospital Henry Ford”.

Com problemas em seu casamento com Diego Rivera, resultando em várias idas e vindas Em 1953, o estado de saúde da pintora agravou-se.

Sua arte

Pintava autorretratos com base na visão que tinha a partir de um espelho em sua cama, pois dizia que queria pintar o que via com os próprios olhos, ou seja, algo que ela conhecia totalmente.

Frida trouxe para as artes algo que até então não era abordado pelos pintores: as questões íntimas femininas. Abortos, partos e feminicídio foram alguns dos assuntos presentes em suas obras.

Frida chamou a atenção pela peculiaridade de seu visual. Sempre manteve suas sobrancelhas grossas e marcantes, abusava das cores e estampas florais e étnicas em seu vestuário, usava grandes bijuterias de influência mexicana, além de levar consigo a atmosfera do México em seus móveis, enfeites e demais objetos, independentemente do local onde fosse morar.

Essa excentricidade de Frida fazia com que ela fosse uma mulher notada por todos, deixando-a no centro das atenções. No entanto, o mesmo artifício para ser marcante também era usado para encobrir sua fragilidade física. As roupas coloridas e amplas tapavam as diversas cicatrizes e também a perna da qual mancava.

A memória de Frida Kahlo está presente em livros, filme e outras obras, além de estar viva no imaginário popular. A casa em que cresceu e viveu a maior parte de sua vida, a chamada “Casa Azul”, foi transformada no Museu Frida Kahlo em 1958.