Seleção Brasileira em Natal

Dia que o Brasil ganhou da Alemanha em Natal

Em julho de 2014, o Brasil inteiro acompanhou a vez que o país sofreu uma goleada de 7×1 com a Alemanha, que se vingou da derrota que culminou no pentacampeonato da seleção canarinho em 2002. Mas, a gente nem sempre fomos humilhados pelos germânicos. No ano de 1982, os natalenses presenciaram a vitória da seleção brasileira de 3 a 1 no amistoso contra a Alemanha Oriental em Natal.

A partida, cujo ingresso está na foto acima do título, aconteceu em 26 de janeiro de 1982 e mais de 50 mil pessoas foram ao Machadão, que na época era chamado de Castelão, para ver a Alemanha Oriental, dominada pela União Soviética, ter sido derrotada no placa de 3 a 1.

A Alemanha saiu na frente com Hans-Jüergen Döerner. Em seguida, Paulo Isidoro deixou tudo igual no placar. No segundo tempo, Renato virou e Serginho aumentou a diferença: 3 a 1 no placar final. Este foi o primeiro amistoso de uma série de seis que a Seleção Brasileira realizou no Brasil antes de disputar a Copa do Mundo da Espanha.

Nessa partida quem participou os jogadores Waldir Peres, Leandro, Roberto Dinamite, Zico, Paulo Isidoro, Toninho Cerezo, Júnior e dentre outros. O técnico, na época, era Telê Santana, considerado um dos melhores treinadores do país.

Uma curiosidade era a primeira vez que a seleção brasileira jogaria na capital potiguar. Então, a cidade estava polvorosa com esse acontecimento considerado histórico e a imprensa potiguar registrava todas as atividades dos jogadores.

Natalenses na porta do estádio Machadão no dia do jogo para ver a Seleção Brasileira em Natal (Foto: Tribuna do Norte)

Após a vitória, os natalenses e jogadores entraram em uma festa. Essa foi a capa da Tribuna do Norte no dia seguinte:

Alemanha oriental, como assim? Quem estudou história sabe que após a Segunda Guerra Mundial, os Aliados dividiram a Alemanha em vários pedaços. Na Guerra Fria, no entanto, os Estados Unidos e a União Soviética dividiu o país germânico em Alemanha Ocidental, dominada pelos capitalistas, e Oriental, comandada pelos comunistas. A união dos países só aconteceu em 1989, com a queda do Muro de Berlin.

No futebol profissional, a Alemanha Oriental se classificou apenas para uma Copa do Mundo, justamente a de 1974, realizada na Alemanha Ocidental. Mais do que isso, ambas foram sorteadas para o mesmo grupo, e numa partida tensa, os orientais surpreenderam ao derrotar os favoritos ocidentais, por 1 a 0.

Também dois anos antes, nas Olimpíadas de Munique, ambas se enfrentaram na segunda fase e a Alemanha Comunista venceu a rival por 3 a 2 no campo rival, e posteriormente terminaria com o bronze. Em 1982, a Alemanha Oriental conseguiu derrotar a Itália meses antes do oponente vencer a Copa do Mundo daquele ano.

A geração do final da década de 1980, contudo, era avaliada como ainda mais promissora. A base era composta por quem havia perdido a classificação à Copa do Mundo FIFA de 1986 por um único ponto a menos que França e Bulgária e ficaram em terceiro lugar no Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1987, eliminados só pela campeã Iugoslávia.

A Alemanha Oriental esteve a um ponto de classificar-se à Copa do Mundo FIFA de 1990, para a qual bastaria um empate contra a Áustria. Na reta final das eliminatórias, contudo, ocorreu a queda do Muro de Berlim, possibilitando a transferência de astros para o futebol capitalista, atrapalhando o foco para a partida. A última partida dos Alemães Comunistas aconteceram no amistoso contra a Bélgica em setembro de 1990.

Cabrito

Cabrito quer disputar vaga de vereador em Natal

Cabrito ou Tertuliano Aires anunciou neste mês nas redes sociais que é pré-candidato a vereador de Natal, através do PC do B. As eleições estão previstas, inicialmente, para outubro deste ano. Mas, não sabemos se será adiada, uma vez que o Brasil e o mundo estão passando pela crise por conta do aumento de infecções do Covid-19, apesar de não haver declaração do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Imaginando a polêmica na Câmara Municipal de Natal, uma vez que Júnior Groovador já admitiu que vai ser candidato na imprensa potiguar.

O anúncio feito com a imagem de Lenin, líder da Revolução Russa de 1917, pode ser vista a seguir:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Terto Aires (@airesterto) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Terto Aires (@airesterto) em

Os amantes da noite natalense sabem quem ele é pelo fato de fazer shows nos principais cabarés da capital potiguar e pelas músicas nada puritanas.

Sua carreira musical, entretanto, é de longa data, uma vez que atua como compositor de longa data e já teve músicas interpretadas por Khrystal.

O Cabrito é pornográfico e ele mesmo admite isso. Tornou sucesso na internet no início de 2010 e quando faz shows nos cabarés é prejuízo para as prostitutas, pois todo mundo quer ouvir o seu brega pornô.

A ideia surgiu no final dos anos 80, durante o veraneio em Pititinga, quando ficava parodiando as músicas de famosos com letras escrachadas, debochadas e obscenas.

As primeiras composições foram feitas em 1997 e as gravações distribuídas em fitas cassetes.

Em 2012, ele lançou o DVD “Os Nominhos Que Ela Tem”, que é uma frase de uma de suas músicas que fala sobre a vagina.

Por trás do cantor Cabrito

Tertuliano Aires nasceu em Mossoró e veio para capital do Rio Grande do Norte aos 12 anos, em 1968, pois sua família estava procurando um emprego. Começou a sua carreira musical na década de 70, quando ingressou na banda Alcateia Maldita. Todos integrantes tocavam rock n’roll e faziam músicas próprias. Com o fim da banda, ele começou a escrever as suas canções.

Apesar de estarem no corpo de uma só pessoa, o Cabrito e Tertuliano têm características diferentes. Cabrito ou Tertuliano disse que queria fazer essas canções para obter um diferencial e que faltavam músicas diretas. Os ritmos das canções são do estilo brega. Apesar de estarem no corpo de uma só pessoa, o Cabrito e Tertuliano têm características diferentes, visto que a segunda pessoa citada possui um trabalho mais social.

O nome Cabrito surgiu visto que é um dos nomes do demônio que para ele é nada mais que o copo, as vontades e o prazer. Sobre a censura, ele afirma que já sofreu sim e que os movimentos sociais implicam muito com ele.

Há oito anos, nos tempos que ainda era uma foca, fiz uma entrevista com ele para o Portal Nominuto, que pode ser conferida a seguir.

Escute a seguir o Cabrito: