Coronavírus em Natal

Coronavírus chegou: 1º caso confirmado em Natal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde de Natal confirmam, na noite desta quinta-feira (12), o primeiro caso importado do novo Coronavírus (Covid-19) no Rio Grande do Norte.  Sim, o Coronavírus está em Natal.

Trata-se de paciente com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria), de 24 anos do sexo feminino. A referida paciente passa bem e está seguindo as recomendações de isolamento preconizadas em Natal, onde reside. As análises laboratoriais foram realizadas pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, referência nacional para os exames do covid-19.

De acordo com a nota da Sesap, “Importante destacar que a paciente foi contaminada na Europa, ou seja, ainda não temos transmissão local no RN – quando ocorre de pessoa a pessoa”.

Confira a nota completa na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde de Natal confirmam, na noite desta quinta-feira (12/03), o primeiro caso importado do novo Coronavírus (Covid-19) no Rio Grande do Norte.

Trata-se de paciente com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria), de 24 anos do sexo feminino. A referida paciente passa bem e está seguindo as recomendações de isolamento preconizadas em Natal, onde reside. As análises laboratoriais foram realizadas pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, referência nacional para os exames do covid-19.

Importante destacar que a paciente foi contaminada na Europa, ou seja, ainda não temos transmissão local no RN – quando ocorre de pessoa a pessoa. A paciente começou a manifestar os sintomas da doença, ao retornar ao Estado procurou assistência médica.

Desde a notificação, todas as medidas de controle e prevenção da doença vêm sendo tomadas pelas Secretarias de Estado e Secretaria Municipal de Saúde de Natal.

As Secretarias reforçam a necessidade da população manter as medidas de higiene que protegem não só para o covid-19, mas para diversos vírus de transmissão respiratória que circulam em nosso território, como sarampo e a influenza. Os potiguares também devem ficar atentos às informações oficiais, evitando propagar fake News.
Por fim, A Sesap-RN e a SMS Natal reafirmam que este não é um momento para pânico. O Estado vem intensificando a articulação com os municípios para operacionalizar o plano de contingências que prevê a ampliação das ações assistenciais, de vigilância e de educação em saúde. Trabalhando arduamente para atender os casos suspeitos por covid-19 independente de confirmação, buscando, assim, evitar novos adoecimentos.

Natal, 12 de março de 2020.

Cipriano Maia de Vaconcelos
Secretário de Estado da Saúde Pública do RN

George Antunes de Oliveira

Secretário Municipal de Saúde do Natal

Governo do Estado já estava discutindo planos de prevenção para Coronavírus em Natal

A governadora Fátima Bezerra estava convocando uma reunião para a próxima segunda-feira (16), às 15h, na Escola de Governo, para discutir ações de prevenção e combate à propagação do coronavírus no Rio Grande do Norte. Os dirigentes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas já confirmaram presença no evento.

Participarão da reunião equipes da Secretaria Estadual de Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Não se sabe se a reunião será adiantada.

Nesta quinta-feira (12), a chefe do Executivo estadual se reuniu com os secretários Raimundo Alves (Casa Civil) e Cipriano Maia (Saúde), e com a coordenadora de Promoção à Saúde Neuma Oliveira, a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica Alessandra Lucchesi e o diretor do Hospital Giselda Trigueiro, André Prudente, para debater os encaminhamentos sobre as ações do plano de contingência para o coronavírus (Covid-19).

O corpo técnico relatou as medidas tomadas até o momento, desde a elaboração do plano, passando pela articulação com os municípios e as ações necessárias para a eventual aquisição de material hospitalar. A governadora solicitou ao titular da Secretaria de Saúde Pública que seja elaborado diariamente um relatório para que ela possa acompanhar, pessoalmente, as medidas em ação.

No fim da tarde, o secretário Cipriano Maia conduziu uma reunião com alguns secretários e representantes de órgãos que lidam diretamente com o público externo. Eles discutiram quais serão as ações do governo para enfrentamento e controle da epidemia. Dentre as medidas que deverão ser formalizadas através de um decreto e implantadas em âmbito estadual, foram sugeridas a adoção de trabalho via home office em casos específicos (suspeitos ou quem viajou ao exterior); ações educativas nas escolas a fim de que os estudantes possam replicar as orientações de proteção em casa; isolamento doméstico para casos de suspeitos e/ou quem esteve no exterior entre outras.

Participaram da reunião os secretários de Estado Francisco Canindé de Araújo (Segurança e Defesa Social/Sesed), Íris Oliveira (Trabalho, Habitação e Assistência Social/Sethas), Eveline Guerra (Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos/Semjidh), Ana Maria da Costa (Turismo/Setur), a adjunta da Comunicação (Assecom) Márcia Elisa e o adjunto da Administração/Sead George Câmara.

Também estavam presentes a Delegada Geral da Polícia Civil Ana Cláudia Saraiva, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar Luiz Monteiro Filho, as servidoras Socorro Batista (Educação e Cultura/SEEC), Neuma Oliveira e Sueli Pereira (Saúde/Sesap) e os policiais militares Demócrito Assis Filho e Edwin de Brito.

O Governo já está seguindo o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde no que diz respeito à prevenção ao coronavírus. Dentre os procedimentos estão o Plano de Contingência Estadual para Infecção pelo Novo Coronavírus, protocolo clínico e de tratamento, os quais fundamentam as ações do Estado.

Confira a programação 2020 do Burburinho Festival de Artes

O Burburinho Festival de Artes está chegando em sua quarta edição e pretende unir todos os segmentos das artes. Saindo do Bosque das Mangueiras e agora será em um espaço maior, mais precisamente na parte externa da Arena das Dunas. O festival acontece neste final de semana, nos dias 13, 14 e 15 de março, na área externa sul da Arena das Dunas.

A organização promete uma programação cultural de qualidade, com acesso gratuito e classificação livre.

Confira a programação completa do Burburinho Festival de Artes

13 de Março – Sexta-feira

15h: Abertura

16h: Estação dos Contos | Grupo Estação de Teatro (Teatro)

17h30: Myoclonus | Alexandre Américo (Dança)

18h30: Intervenção Insurgências Poéticas (Poesia)

19h: Diniz K9 (Música)

20h: Jaiara Fontes (Discotecagem)

21h: Bex (Música)

22h: Encerramento

14 de Março – Sábado

15h: Abertura

16h: Julieta Mais Romeu | Grupo Asavessa de Teatro (Teatro)

O Burburinho Festival de Artes acontece neste próximo fim de semana em Natal (Fotos: Divulgação)

17h30: Querendo | Entre Nós Coletivo de Criação (Dança)

18h30: Intervenção Insurgências Poéticas (Poesia)

19h: Zé Caxangá e Seu Conjunto (Música)

20h: Amanda Lisboa (Discotecagem)

21h: MC Priguissa (Música)

22h: Encerramento

15 de Março – Domingo

15h: Abertura

16h: Piruá de Circo | Palhaço Piruá (Teatro)

17h30: Quintal de Faz de Conta | Coletivo CIDA & Sociedade T (Dança)

18h30: Intervenção Insurgências Poéticas (Poesia)

19h: Maria Fxntes (Música)

20h: Opa Bruno (Discotecagem)

21h: Dani Cruz (Música)

22h: Encerramento

Para mais informações é só acessar o link http://www.burburinhofestival.art/ e tenha todas as informações.

A programação contará com atrações artísticas, oficinas lúdicas, brincadeiras com recreadores, feira criativa, praça de alimentação, playgame, além de duas exposições de artes fixas ao longo dos três dias de evento, “Recortando Universos”, de Danielle Paulo e “Brvxaria Digital”, de Christalina.

Na categoria teatro os selecionados foram: Julieta Mais Romeu  – Grupo Asavessa de Teatro; Estação dos Contos – Grupo Estação de Teatro e Piruá de Circo – Palhaço Piruá.

Na categoria dança os selecionados foram: Quintal de Faz de Conta – Coletivo Cida & Sociedade;  Querendo – Entre Nós Coletivo de Criação e Myoclonus – Alexandre Américo. 

E no segmento musical foram selecionados os pocket shows de Zé Caxanga e Seu Conjunto, Diniz K9 e Maria Fxntes; e os shows de Bex, MC Priguissa e Dani Cruz.

O Burburinho Festival de Artes é uma iniciativa da Pinote Mídia & Produção Cultural e conta com os patrocínios da Prefeitura do Natal, por meio do Programa Djalma Maranhão e da Unimed Natal.

SERVIÇO:

BURBURINHO FESTIVAL DE ARTES

DATA: 13, 14 e 15 de março.

HORÁRIO: 15h às 22h

Local: Arena das Dunas – Praça Externa Sul, acesso pelo portão P4

ACESSO: Gratuito

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: Livre

PATROCÍNIO: Prefeitura do Natal por meio do Programa Djalma Maranhão e Unimed Natal.

REALIZAÇÃO: Pinote Mídia e Produção Cultural

doar o corpo em Natal

Onde doar o corpo em Natal ?

“Eu quero doar meu corpo para pesquisa”. Com certeza você já ouviu essa frase de alguém que não quer ser enterrado e muito menos cremado. Mas, você sabia que pode seu cadáver em nome da pesquisa? Sim, possível doar o corpo em Natal. Desde a década de 80, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) conta com o Programa de Doação de Corpos, sob a responsabilidade do Departamento de Morfologia (DMOR), o qual visa a garantir aos alunos dos cursos da área da saúde a vivência de uma experiência empírica o mais perto possível da realidade.

O DMOR é dividido em três disciplinas básicas: estologia, que trabalha os tecidos e as células; embriologia, que trabalha a formação do indivíduo desde o embrião até a fase fetal; e anatomia macroscópica, que estuda as estruturas do corpo. É desta última que depende o programa de doação de corpos. Em média, 800 alunos são atendidos por semestre, a exemplo dos estudantes de odontologia, medicina, nutrição, fisioterapia e educação física.

Embora exista simulacros, os modelos artificiais representam cerca de 20% da realidade do corpo humano. Por isso, ele destaca a importância da doação de corpos para estudos científicos e para a formação profissional na área de saúde.

Atualmente, a UFRN possui 12 corpos armazenados em formol. Destes, cinco são corpos não reclamados e os demais, oriundos do programa de doação de corpos. Isso mostra que cada vez mais as pessoas se sentem à vontade em relação ao assunto.

Semestralmente, a UFRN homenageia simbolicamente os doadores de corpo por meio da realização da Missa em Homenagem aos Doadores Anônimo. Nos últimos cinco anos, houve um aumento no número de doações do sexo feminino, que representa cerca de 60% dos corpos disponíveis atualmente. Ele ainda acrescenta que o departamento raramente recebe corpos jovens.  A faixa etária é entre 60 e 70 anos.

A  legalização do processo de doação de corpos para fins de estudos surgiu a partir da Lei nº 8.501 de 1992. Apesar da lei, os pesquisadores não podem receber corpos oriundos de mortes violentas/criminosas e infectocontagiosas. A Legislação considera que, no caso de morte violenta, o corpo é uma peça importante no processo da investigação policial, sendo assim, prova de um crime; e, no caso das vítimas de moléstias contagiosas, há a possibilidade de contaminação por intermédio do corpo proveniente de uma dessas doenças.

Nos últimos anos, a UFRN tem trabalhado na conscientização das pessoas acerca da importância da doação de corpos. Campanhas, matérias jornalísticas, palestras e outras formas de comunicação têm sido usadas visando a esclarecer as pessoas acerca do Programa de Doação de Corpos.

O trâmite da doação é simples. Depois da decisão, com o formulário de interesse e os documentos em mãos, o doador deve se dirigir ao Departamento de Morfologia, onde recebe um cartão de doador e passa a fazer parte do banco de doação da universidade. Apesar de a pessoa assinar, em vida, o Termo de Doação de Corpo, o representante legal, após sua morte, é quem decide o encaminhamento do corpo. Por isso, ressalta que o doador deve estar ciente de que precisa, ainda em vida, comunicar o seu desejo à família.

Após o falecimento, a família pode fazer as cerimônias religiosas e, se necessário, a universidade cede a capela do campus para os ritos religiosos. Logo após a cerimônia, o corpo é encaminhado à Universidade e, a partir desse momento, não há mais visitação. Apesar de não ter a possibilidade de uma visitação aos laboratórios, a universidade mantém túmulos no Cemitério Parque de Nova Descoberta, nos quais os corpos são sepultados após o processo de estudo.

Por último o professor explica que, ao contrário do que muitos pensam, é possível doar os órgãos e o corpo. Uma doação não anula a outra. Portanto, mostrando que é possível doar o corpo em Natal.

O corpo tem tempo indeterminado de durabilidade e uso, a depender do desgaste causado pelo manuseio. Na UFRN, por exemplo, há corpos que chegaram na década de 70 e, quase 50 anos depois, são mantidos no formol, o que torna o tempo de “vida” indefinido.

Ainda assim, ciente da importância da conservação das peças anatômicas e, também, da dificuldade em adquiri-las, as instituições, de maneira geral, têm buscado utilizar técnicas que propiciem uma maior durabilidade.

Na UFRN, o Departamento de Morfologia pretende implantar, nos próximos meses, a técnica de Plastinação, um método de preservação de espécimes biológicos que deixa a peça anatômica o mais próximo possível de sua aparência em vida. A técnica foi criada pelo médico anatomista Gunther von Hagens, da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, em 1977. Nesse processo, os exemplares são envoltos por um polímero, que pode ser o silicone, epóxi ou poliéster, evitando, dessa forma, o uso de soluções conservantes como o formol. Além disso, a técnica ainda evita que estudantes, professores e técnicos tenham contato direto com a substância.

E, agora, você sabe que é possível doar o corpo em Natal para pesquisa?